Quartos-de-final - 22-06-2008 - 20:45CET (20:45 Hora local) - Ernst-Happel-Stadion - Viena
0-0
Espanha vence 4-2 nos penalties 

Espanha - Itália 0-0 - 22-06-2008 - Página do jogo - UEFA EURO 2008

O "site" oficial do futebol europeu

Casillas coloca Espanha nas "meias"

Publicado: Segunda-feira, 23 de Junho de 2008, 0.59CET
Espanha 0-0 Itália (4-2 nas grandes penalidades)
Cesc Fàbregas marcou o penalty decisivo e acabou com a famosa maldição espanhola.
Casillas coloca Espanha nas "meias"
Iker Casillas defende um penalty de Daniele De Rossi ©Getty Images

Estatísticas dos jogos

EspanhaItália

Golos marcados0
 
0
Remates à baliza7
 
5
Remates para fora15
 
5
Cantos8
 
3
Faltas cometidas26
 
25
Cartões amarelos3
 
1
Cartões vermelhos0
 
0

Classificação

Publicado: Segunda-feira, 23 de Junho de 2008, 0.59CET

Casillas coloca Espanha nas "meias"

Espanha 0-0 Itália (4-2 nas grandes penalidades)
Cesc Fàbregas marcou o penalty decisivo e acabou com a famosa maldição espanhola.

A Espanha vai medir forças com a Rússia nas meias-finais do UEFA EURO 2008, após ter derrotado este domingo a Itália, por 4-2, no desempate por grandes penalidades. Casillas defendeu dois penalties, antes de Cesc Fàbregas converter o remate decisivo, isto depois do 0-0 registado ao cabo de 120 minutos. O desfecho do jogo disputado no Ernst-Happel-Stadion, em Viena, permitiu ainda aos espanhóis quebrarem a maldição de 22 de Junho, data em que tinham sido derrotados por três vezes através deste mesmo método.

Tal como vários analistas tinham previsto, a partida de Viena revelou-se muito táctica, com a equipa espanhola a revelar dificuldades para superar o "muro" italiano, isto apesar de dominar largamente no que à posse de bola diz respeito. Com os movimentos ofensivos das duas formações manietados, foi preciso esperar até aos 19 minutos por um remate enquadrado com a baliza, tendo tal "feito" pertencido ao médio italiano Simone Perrotta, que cabeceou à figura do guarda-redes Iker Casillas, após um cruzamento de Massimo Ambrosini. A resposta espanhola, se é que disso se pode falar, surgiu seis minutos volvidos, quando David Villa viu Gianluigi Buffon parar o seu livre sem grandes problemas.

A toada da partida manteve-se até ao intervalo, havendo apenas a registar mais dois lances dignos de destaque. O primeiro teve lugar aos 32 minutos, altura em que o espanhol David Silva flectiu para o centro, antes de rematar rasteiro de pé esquerdo, com Buffon a defender com segurança. E seria novamente Silva a assinar o melhor momento da etapa inicial, estavam decorridos 36 minutos. O médio-ofensivo do Valencia CF recebeu a bola no lado direito, antes de flectir ligeiramente para o meio rematar forte de pé esquerdo, tendo a bola saído a rasar o poste da baliza transalpina.

O cenário dos primeiros 45 minutos prolongou-se após o regresso dos balneários, sempre com a Espanha mais instalada no meio-campo contrário e a Itália à espreita de uma oportunidade para revelar a sua tradicional eficiência. E essa ocasião fez-se mesmo anunciar aos 61 minutos, quando o recém-entrado Mauro Camoranesi aproveitou um lance confuso na área espanhola para quase marcar, valendo à Espanha a excelente defesa com os pés de Casillas. A emoção foi, contudo, efémera, já que o encontro voltou a cair na mesma toada monocórdica, pelo menos até aos 81 minutos.

Buffon, que manteve a sua equipa em prova quando defendeu um penalty tardio frente à Roménia na fase de grupos, quase deitou tudo a perder num lance aparentemente ao seu alcance. Marcos Senna rematou forte de fora da área, mas o guarda-redes parecia ter o lance controlado, isto até a bola escapar das suas mãos e dirigir-se na direcção da baliza, acabando a mesma por embater no poste e voltar às mãos do guardião italiano. O lance não teve o condão de "acordar" as duas equipas para um derradeiro esforço, pelo que o terceiro prolongamento em quatro jogos dos quartos-de-final tornou-se mesmo uma realidade.

A Espanha teve uma boa oportunidade para se adiantar no marcador logo aos três minutos do tempo extra, mas David Silva errou por muito pouco o alvo, na sequência de um alívio incompleto da defesa italiana. A "squadra azzurra" ripostou dois minutos volvidos, com Antonio Di Natale a desviar de cabeça um cruzamento de Gianluca Zambrotta e a obrigar Casillas a uma vistosa defesa para canto. Villa ainda teve uma boa oportunidade para se tornar o herói da noite, mas isso foi mesmo o melhor que as duas equipas conseguiram, fracassando na tentativa de evitarem o desempate por grandes penalidades.

Chegado o momento da verdade, a Espanha foi mais feliz, com Casillas a defender os remates de De Rossi e Di Natale, cabendo ao suplente Fàbregas apontar o penalty decisivo e colocar um ponto final na maldição de 22 de Junho.

Última actualização: 21-05-12 20.34CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2008/matches/round=15094/match=301702/postmatch/report/index.html#espanha+meias+finais

Equipas

Espanha

Espanha

Itália

Itália

1
CasillasIker Casillas (GR) (C)
1
BuffonGianluigi Buffon (GR) (C)
4
MarchenaCarlos Marchena
2
PanucciChristian Panucci
5
PuyolCarles Puyol
3
GrossoFabio Grosso
6
IniestaAndrés Iniesta
Yellow Card11
Substitution59
4
ChielliniGiorgio Chiellini
7
VillaDavid Villa
Yellow Card72
9
ToniLuca Toni
8
Xavi HernándezXavi Hernández
Substitution60
10
De RossiDaniele De Rossi
9
TorresFernando Torres
Substitution85
13
AmbrosiniMassimo Ambrosini
Yellow Card31
11
CapdevilaJoan Capdevila
18
CassanoAntonio Cassano
Substitution75
15
RamosSergio Ramos
19
ZambrottaGianluca Zambrotta
19
SennaMarcos Senna
20
PerrottaSimone Perrotta
Substitution58
21
David SilvaDavid Silva
22
AquilaniAlberto Aquilani
Substitution108 Prolong.

suplentes

13
PalopAndrés Palop (GR)
14
AmeliaMarco Amelia (GR)
23
ReinaPepe Reina (GR)
17
De SanctisMorgan De Sanctis (GR)
2
AlbiolRaúl Albiol
5
GamberiniAlessandro Gamberini
3
Fernando NavarroFernando Navarro
7
Del PieroAlessandro Del Piero
Substitution108 Prolong.
10
FàbregasCesc Fàbregas
Substitution60
11
Di NataleAntonio Di Natale
Substitution75
12
Santi CazorlaSanti Cazorla
Substitution59
Yellow Card112 Prolong.
12
BorrielloMarco Borriello
14
Xabi AlonsoXabi Alonso
15
QuagliarellaFabio Quagliarella
16
Sergio GarcíaSergio García
16
CamoranesiMauro Camoranesi
Substitution58
17
GüizaDaniel Güiza
Substitution85
23
MaterazziMarco Materazzi
18
ArbeloaÁlvaro Arbeloa
20
JuanitoJuanito
22
De la RedRubén de la Red

Treinador

Luis Aragonés Suárez (ESP) Roberto Donadoni (ITA)

Árbitro

Herbert Fandel (GER)

Árbitros assistentes

Carsten Kadach (GER), Volker Wezel (GER)

Quarto árbitro

Frank De Bleeckere (BEL)

Legenda:

  • GolosGolos
  • Auto-goloAuto-golo
  • Grandes penalidadesGrandes penalidades
  • Penalties falhadosPenalties falhados
  • reds_cardCartões Vermelhos
  • yellow_cardsCartões amarelos
  • yellow_red_cardsDuplo amarelo
  • SubstituiçãoSubstituição