O "site" oficial do futebol europeu

Na máxima força

Publicado: Quinta-feira, 19 de Junho de 2008, 21.15CET
Fernando Meira sabe que Alemanha é um adversário temível, mas em entrevista ao euro2008.com disse que Portugal estará na máxima força.
por Hugo Beleza
de Neuchâtel
Na máxima força
Fernando Meira em acção no jogo frente à Suíça ©Getty Images

Estatísticas da prova

PortugalAlemanha

Golos marcados7
 
10
Total de tentativas65
 
62
Remates à baliza30
 
24
Remates para fora22
 
27
Remates interceptados0
 
0
Remates nos postes5
 
0
Cantos23
 
26
Foras-de-jogo17
 
17
Cartões amarelos8
 
7
Cartões Vermelhos0
1
Faltas cometidas63
 
93
Faltas sofridas78
 
100
Publicado: Quinta-feira, 19 de Junho de 2008, 21.15CET

Na máxima força

Fernando Meira sabe que Alemanha é um adversário temível, mas em entrevista ao euro2008.com disse que Portugal estará na máxima força.

Fernando Meira é um dos jogadores mais experientes da selecção de Portugal. Não fez parte do “onze” titular nas duas primeiras partidas no UEFA EURO 2008™, contudo, a estadia no VfB Stuttgart, há mais de seis anos, e as suas características físicas podem torná-lo numa das mais-valias nos quartos-de-final, frente à Alemanha. Em entrevista ao euro2008.com, o futebolista português disse não saber se vai jogar, mas colocou-se à disposição de Luiz Felipe Scolari para qualquer função e garantiu que a equipa das “quinas” vai entrar na máxima força no jogo desta quinta-feira.

Concentrados na Alemanha
Apesar da derrota frente à Suíça no St. Jakob-Park, em Basileia, no último jogo do Grupo A, Meira sublinhou que foi importante a rotação de jogadores feita pelo seleccionador e não vê o resultado como um sinal negativo. “Fizemos um bom jogo na primeira parte e na segunda, depois de termos sofrido o primeiro golo, foi muito difícil reagir. Mas acho que o essencial é que todos os jogadores tenham consciência de que deram tudo”, apontou. “Agora Portugal está com todas as forças viradas para a Alemanha”.

Na máxima força
As dificuldades sentidas pelos alemães no seu grupo eram algo que Meira estava à espera, tal como previa para todos os 16 participantes no torneio. Mas o facto de a Alemanha ter terminado em segundo lugar, atrás da Croácia, não representa para o jogador qualquer tipo de fragilidade. “A Alemanha vai partir para este jogo tal como nós, sabendo que a margem de erro é mínima. Vai errar muito menos e ter uma motivação muito maior, porque sabe que esta é uma partida, como diz o ‘mister’ Scolari, de ‘mata-mata’”, referiu. E deixou claro que Portugal quer continuar em prova: “Vamos entrar com tudo, na nossa máxima força”.

À disposição
Para a partida de quinta-feira, Meira considerou que a sua experiência no futebol germânico e as suas características físicas poderão ajudar. “Sabemos que o futebol alemão é mais atlético, mais de jogo aéreo, que tenta tirar partido da bola parada, dos cantos e dos livres”, frisou. Habituado a jogar no eixo da defesa, mas também como elemento mais defensivo no meio-campo, Meira garantiu que está à disposição de Scolari para qualquer posto. “O seleccionador sabe que posso desempenhar bem o papel nas duas posições, porque sou essencialmente um jogador de equipa”.

Veterania
Meira, que envergou a braçadeira de capitão no último jogo frente à Suíça, anotou que, apesar de não ser um dos cinco capitães escolhidos por Scolari, sente, aos 30 anos, o peso da responsabilidade perante os jogadores mais novos. “Temos um grupo muito jovem, em que os trintões têm que transmitir um pouco de experiência aos mais jovens, se bem que o futebol é um pouco diferente do que era há uns anos. Hoje em dia vê-se um jogador de 18 anos com experiência e maturidade diferentes de um jovem de há dez anos”, afirmou.

O espírito de Scolari
O defesa do Estugarda falou ainda sobre o papel que Scolari tem tido à frente da selecção portuguesa, tendo elogiado o seu trabalho e explicado qual considera ser a sua herança: “Sem dúvida o espírito de grupo. A mais-valia do balneário. Toda a gente sabe que a selecção é uma família e que o Scolari tem valorizado isso ainda mais. Tem tentado transmitir, ao longo dos anos, que o espírito de grupo e a união são a força. E tem conseguido unir o grupo ao máximo”, concluiu.

Última actualização: 19-06-08 19.37CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2008/matches/round=15094/match=301699/prematch/focus/index.html#na+maxima+forca