O "site" oficial do futebol europeu

Bąk quer chegar ao mágico 100

Publicado: Segunda-feira, 16 de Junho de 2008, 14.46CET
O defesa tem um incentivo especial para chegar à final do EURO 2008™: tornar-se no primeiro polaco a atingir a centena de internacionalizações.
por Aidan Fitzmaurice
de Bad Waltersdorf
Bąk quer chegar ao mágico 100
Jacek Bąk é o jogador mais experiente da Polónia ©UEFA.com

Estatísticas da prova

PolóniaCroácia

Golos marcados1
 
5
Total de tentativas44
 
57
Remates à baliza15
 
22
Remates para fora21
 
28
Remates interceptados0
 
0
Remates nos postes0
3
Cantos16
 
22
Foras-de-jogo11
 
11
Cartões amarelos7
 
7
Cartões Vermelhos0
 
0
Faltas cometidas67
 
69
Faltas sofridas41
 
77
Publicado: Segunda-feira, 16 de Junho de 2008, 14.46CET

Bąk quer chegar ao mágico 100

O defesa tem um incentivo especial para chegar à final do EURO 2008™: tornar-se no primeiro polaco a atingir a centena de internacionalizações.

O capitão da Polónia, Jacek Bąk, tem mais um argumento para desejar que a sua selecção chegue à final do UEFA EURO 2008™, já que o veterano defesa poderia fazer história, tornando-se no primeiro polaco a atingir a 100ª internacionalização.

Hipótese única
A Polónia sabe que vai jogar por fora na procura de um lugar nos quartos-de-final, já que, para isso, precisa de vencer a Croácia em Klagenfurt por dois golos de diferença (sem sofrer) e esperar que a Áustria vença a Alemanha. O duelo com a equipa croata é um momento especial para Bąk, de 35 anos, que vai cumprir o 97º jogo pela sua selecção e sabe que eventuais presenças nos quartos-de-final, meias-finais e final lhe permitiriam atingir o mágico número 100, algo que nenhum polaco conseguiu até hoje. Muitos dos adeptos polacos sabem que a lendária dupla Kazimierz Deyna (103) e Grzegorz Lato (100) chegaram à centena, mas de acordo com os registos da FIFA este número de internacionalizações foi alcançado com a presença em torneios olímpicos e, como tal, não são aceites como verdadeiros jogos internacionais.

O mágico número 100
"Nunca pensei jogar tantos encontros pela selecção polaca; estou perto do mágico número 100", admitiu o jogador do FK Austria Wien ao euro2008.com. "Tinha o plano de atingir esse patamar durante este torneio. Vai ser difícil, não há como negar. No entanto, estou concentrado apenas no próximo jogo com a Croácia, de forma a dar o máximo, tanto eu como a equipa. Tenho a ideia de acabar a minha carreira internacional depois do EURO, mas ainda não tenho a certeza. Vamos ver, porque também depende deste último encontro com a Croácia. Depois disso, tomo a decisão definitiva".

Desilusão dos adeptos
A Polónia encara o duelo com a Croácia consciente de que o destino não depende apenas de si, mas Bąk, que herdou a braçadeira de capitão após Maciej Zurawski se ter lesionado no primeiro jogo, garante que a equipa ainda tem algo a provar, especialmente aos adeptos: "Podemos ter apenas um jogo pela frente e não quer admitir que podemos ter de dizer adeus ao torneio. Ainda temos alguma esperança e queremos mostrar o nosso melhor futebol neste jogo. Os adeptos estão à nossa espera e é natural que se sintam um pouco desiludidos. Nós também não estamos no nosso melhor, mas o futebol é assim. É a vida... queríamos fazer o melhor, mas não fomos bem-sucedidos. Temos uma pequena chance pela frente e vamos jogar para a vitória".

Sob pressão
"Vai ser um jogo muito difícil para nós. A Croácia vai jogar de forma descontraída e, quando isso acontece, é mais fácil jogar bom futebol, porque a pressão é menor. Já nós estamos sob enorme pressão e com uma pequena hipótese de qualificação. A Croácia fez uma grande exibição e garantiu uma excelente vitória contra a Alemanha, também venceu os austríacos e, por isso, vai ser muito difícil para nós. Mas eu acredito nesta equipa, acredito que nos vamos unir ainda mais, jogar bom futebol e vencer um jogo neste Europeu".

Última actualização: 18-02-12 4.46CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2008/matches/round=15093/match=300701/prematch/focus/index.html#bak+quer+chegar+magico