O "site" oficial do futebol europeu

Buffon mantém Itália viva

Publicado: Sábado, 14 de Junho de 2008, 0.30CET
Itália 1-1 Roménia
O guarda-redes Gianluigi Buffon defendeu um penalty perto do fim e segurou o empate à campeã mundial Itália.
Buffon mantém Itália viva
Gianluigi Buffon defendeu uma grande penalidade perto do final do encontro ©Getty Images

Estatísticas dos jogos

ItáliaRoménia

Golos marcados1
 
1
Remates à baliza4
 
6
Remates para fora5
 
5
Cantos12
 
5
Faltas cometidas12
 
19
Cartões amarelos2
 
3
Cartões vermelhos0
 
0

Classificação

Última actualização: 27/06/2012 14:12 CET

Legenda:

J: Jogados   
Pts: Pontos   
Publicado: Sábado, 14 de Junho de 2008, 0.30CET

Buffon mantém Itália viva

Itália 1-1 Roménia
O guarda-redes Gianluigi Buffon defendeu um penalty perto do fim e segurou o empate à campeã mundial Itália.

Roménia e Itália voltaram a marcar passo no Grupo C do UEFA EURO 2008, ao empatarem 1-1 numa partida extremamente disputada, que intercalou momentos de emoção com outros de algum marasmo. Adrian Mutu e Christian Panucci marcaram os golos, mas o o romeno falhou ainda uma grande penalidade.

Após a pesada derrota frente à Holanda, por 3-0, o seleccionador italiano Roberto Donadoni fez cinco alterações na sua equipa, com as entradas no "onze" inicial de Fabio Grosso, Giorgio Chiellini, Simone Perrotta, Daniele De Rossi e Alessandro Del Piero. Mudanças que deram alguma consistência ao conjunto, mas não a suficiente.

Esta foi uma partida perfeitamente heterogénea ao longo dos 90 minutos, com momentos de alguma letargia intervalados por outros de emoção intensa junto das duas balizas. E tudo começou com bastante vivacidade. As duas formações apresentaram-se rápidas e soltas, sabendo que necessitavam de pontuar, após os resultados da primeira jornada. O primeiro grande lance aconteceu aos nove minutos. Andrea Pirlo serviu Alessandro Del Piero na área, a bola sobrou, entretanto, para Simone Perrotta que centrou, de novo, para o avançado da Juventus. Este cabeceou um pouco ao lado, em plena pequena área. Aos 13 foi Luca Toni a falhar por centímetros o cabeceamento na grande área, após centro de Mauro Camoranesi.

A Roménia respondeu à passagem do primeiro quarto-de-hora, com Adrian Mutu a fugir pela esquerda e a rematar para grande defesa de Gianluigi Buffon. Pouco depois, na marcação de um livre directo, Gabriel Tamas obrigou o guardião da Juve a defender junto ao ângulo inferior esquerdo da sua baliza e, aos 20 minutos, Cristian Chivu rematou forte, também de livre, com a bola a desviar em Panucci antes de embater no poste direito italiano. Uma fase de bom futebol que chegou praticamente ao fim com uma contrariedade para a Roménia. Mirel Rădoi foi obrigado a sair após violento choque de cabeça com o companheiro de equipa Razvan Rat, sendo substituído por Nicolae Dica.

Após este lance, o encontro como que parou, com as duas equipas sem ideias para ultrapassar as defensivas contrárias e a limitarem-se a trocas de bola entre os seus médios, sem grandes mudanças de velocidade. Só que aos 38 e 39 minutos, a Itália acordou e teve oportunidades para abrir o activo, por intermédio de Perrotta e Luca Toni, mas o guardião Bogdan Lobont esteve em grande plano nas duas ocasiões. Uma pressão final que deu golo dois minutos para além dos 45, por Toni, mas o árbitro invalidou por fora-de-jogo. E chegou o intervalo com um nulo no marcador.

A segunda parte começou de forma bastante morna, sem velocidade ou lances dignos de registo, até que, aos 54 minutos, surgiu finalmente o golo. Mutu aproveitou um mau atraso de Gianluca Zambrotta para Buffon e, isolado, não sentiu dificuldades para fazer o 1-0. Um tento que deu um grande abanão no jogo, pois no lance imediatamente a seguir a Itália empatou. Na sequência de um canto da esquerda do ataque transalpino, Giorgio Chiellini surgiu ao segundo poste a adormecer para Panucci, que marcou sem dificuldade à boca da baliza.

Quem pensou que finalmente a emoção tinha chegado para ficar, enganou-se. Itália e Roménia voltaram a travar a velocidade do encontro e só a espaços as duas formações conseguiram entrar de novo com perigo na grande área adversária. O último passe voltou a pecar na qualidade, pelos que os avançados tiveram poucas oportunidades de alvejar as balizas. Excepção para um lance aos 74 minutos, quando Toni desviou a bola para a baliza romena com o peito, para enorme defesa de Lobont. Até que aos 80 minutos surgiu um dos momentos da partida. O árbitro assinalou falta de Panucci sobre Daniel Niculae na grande área e na transformação da grande penalidade, Mutu viu Buffon fazer uma espantosa defesa, que segurou o empate a uma bola até final.

Última actualização: 25-01-12 15.23CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2008/matches/round=15093/match=300695/postmatch/report/index.html#buffon+salva+italia