O "site" oficial do futebol europeu

Recorde embala croatas

Publicado: Segunda-feira, 9 de Junho de 2008
Áustria 0-1 Croácia
Luka Modrić foi o herói croata ao converter o penalty mais rápido de sempre num Campeonato da Europa.
Recorde embala croatas
Luka Modrić marca o único golo da partida ©Getty Images

Estatísticas dos jogos

ÁustriaCroácia

Golos marcados0
1
Remates à baliza6
 
1
Remates para fora9
 
7
Cantos4
 
7
Faltas cometidas17
 
17
Cartões amarelos3
 
1
Cartões vermelhos0
 
0

Classificação

Última actualização: 27/06/2012 14:12 CET

Legenda:

J: Jogados   
Pts: Pontos   
Publicado: Segunda-feira, 9 de Junho de 2008

Recorde embala croatas

Áustria 0-1 Croácia
Luka Modrić foi o herói croata ao converter o penalty mais rápido de sempre num Campeonato da Europa.

A Croácia entrou com o pé direito no Grupo B do UEFA EURO 2008, com Luka Modrić a converter o penalty mais rápido de sempre (três minutos e 35 segundos) de uma fase final do Campeonato da Europa e a ditar o triunfo por 1-0 sobre a co-anfitriã Áustria no Ernst-Happel-Stadion, em Viena.

O seleccionador croata, Slaven Bilić, não teve problemas em anunciar o seu "onze" titular bem antes do apito inicial, numa prova de confiança que foi recompensada logo aos quatro minutos, quando Luka Modrić assinou o 1-0. O médio austríaco René Aufhauser cometeu falta sobre Ivica Olić no interior da sua área e deu origem a uma grande penalidade que o novo reforço do Tottenham Hotspur FC não desperdiçou. A co-organizadora da prova sentiu o rude golpe, denotando inúmeras dificuldades para contrariar a superioridade do adversário, que ficou perto do segundo golo quando Olić não conseguiu desviar por muito pouco um livre apontado por Darijo Srna.

Contudo, os austríacos lograram entrar no ritmo do jogo e equilibraram as operações a meio-campo a partir dos 20 minutos. As ocasiões de golo continuavam, porém, a ser pouco mais que uma miragem, com o avançado austríaco do Sporting de Braga, Roland Linz, a ter frequentemente que recuar no terreno para procurar jogo. A Croácia estava agora remetida a uma postura de maior contenção, mas ainda assim pertenciam-lhe os lances de maior perigo, como aquele protagonizado por Mladen Petrić aos 32 minutos. O avançado apareceu sozinho nas costas da defesa austríaca, mas o seu remate de primeira saiu muito por cima da barra. E o melhor que a Áustria conseguiu antes do intervalo foi um cabeceamento por cima do lateral Joachim Standfest, que apareceu solto de marcação ao segundo poste.

A segunda parte começou como tinha acabado a primeira, com a Áustria instalada no meio-campo croata, mas a falhar sistematicamente no último passe. A estrela do conjunto orientando por Josef Hickersberger, Andreas Ivanschitz, foi sempre o mais inconformado dos austríacos, tendo testado várias vezes o seu talentoso pé esquerdo, mas sem sucesso. A pressão dos anfitriões foi-se intensificando à medida que o cronómetro e o cansaço dos croatas iam aumentando, com o cenário a perturbar até o guarda-redes Stipe Pletikosa, que sentiu inesperadas dificuldades para parar o aparentemente inofensivo cabeceamento de Martin Harnik, estavam decorridos 79 minutos.

As derradeiras esperanças da Áustria pareceram esfumar-se por completo aos 86 minutos, quando Ümit Korkmaz viu o seu remate de pé direito ser detido por uma defesa providencial de Pletikosa. O lance lançou o alerta nas hostes croatas, que levaram a cabo um último e tenaz esforço em defesa da preciosa vantagem. E seria mesmo o recém-entrado Ognjen Vukojević a falhar por milímetros o 2-0 aos 86 minutos, na sequência de um desvio ao primeiro poste. O também suplente Roman Kienast ainda teve a última palavra na partida, mas o seu desvio de cabeça errou por muito pouco o alvo, com a Áustria a imitar a outra organizadora da prova, a Suíça, que também saiu derrotada na sua estreia, frente à República Checa.

Última actualização: 21-01-12 1.30CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2008/matches/round=15093/match=300684/postmatch/report/index.html#modric+abala+austria