O "site" oficial do futebol europeu

Grécia causa choque para a França

Publicado: Sábado, 26 de Junho de 2004, 0.52CET
França 0-1 Grécia
Angelos Charisteas marcou o golo que apurou a Grécia para as meias-finais; à custa dos campeões em título.
de Estádio José Alvalade

Estatísticas dos jogos

FrançaGrécia

Golos marcados0
1
Remates à baliza4
 
5
Remates para fora6
 
0
Cantos3
 
3
Faltas cometidas23
 
14
Cartões amarelos2
 
2
Cartões vermelhos0
 
0

Classificação

Publicado: Sábado, 26 de Junho de 2004, 0.52CET

Grécia causa choque para a França

França 0-1 Grécia
Angelos Charisteas marcou o golo que apurou a Grécia para as meias-finais; à custa dos campeões em título.

A Grécia qualificou-se para as meias-finais do UEFA EURO 2004, ao bater a França, por 1-0, no Estádio José Alvalade. A França não perdia desde 12 de Fevereiro de 2003, quando perdeu, em casa, com a República Checa. Os gregos vão agora disputar as meias-finais do EURO 2004 frente ao vencedor do República Checa-Dinamarca.

O seleccionador francês, Jacques Santini, teve bastantes problemas na defesa, após o lateral direito Willy Sagnol ter partido um braço. William Gallas, contudo, recuperou de um problema num tornozelo e foi titular, pelo que a França alinhou com o mesmo quarteto que defrontou a Inglaterra. O médio defensivo Patrick Vieira não recuperou de uma lesão muscular, tendo Olivier Dacourt entrado para o seu lugar.

Por seu turno, o seleccionador da Grécia, Otto Rehhagel, voltou ao 4x4x2 depois de ter experimentado o sistema de três pontas-de-lança frente à Rússia, com resultados menos positivos. Themistoklis Nikolaidis estreou-se na competição como titular, jogando ao lado de Angelos Charisteas, em virtude da suspensão de Zisis Vryzas. Panagiotis Fyssas regressou ao lado esquerdo da defesa, com Traianos Dellas e Mihalis Kapsis a manterem a parceria no eixo. Georgios Karagounis regressou ao meio-campo, após ter cumprido um jogo de suspensão.

O jogo começou numa toada morna e só aos 12 minutos uma das equipas atirou à baliza. Charisteas deu para Nikolaidis que disparou de longe mas Barthez, bem posicionado, agarrou a bola com relativa facilidade. Pouco depois, os gregos estiveram a centímetros do golo inaugural. Karagounis cobrou um livre para a área, com Katsouranis a levar a melhor sobre Lizarazu. A bola ganhou uma trajectória traiçoeira e só não entrou na baliza francesa porque Barthez a conseguiu suster sobre a linha de golo com a ajuda do poste esquerdo.

A França só respondeu aos 24 minutos. Zidane libertou Lizarazu na esquerda, o lateral cruzou na perfeição para a cabeça de Thierry Henry que ganhou o duelo a Seitaridis, mas atirou ligeiramente ao lado do poste esquerdo da baliza de Nikopolidis.

A partir desse momento, os franceses começaram a impor o seu jogo colectivo e subiram um pouco no terreno, mas os gregos nunca se deixaram dominar por completo. Aos 36 minutos, Fyssas desceu pelo flanco esquerdo, passou por Makelele e, de muito longe, fez um remate bombeado que obrigou Barthez a desviar para canto junto à barra.

Na segunda parte, a França pareceu entrar disposta a acelerar um pouco e, logo aos 48 minutos, Henry ganhou espaço à entrada da área. O avançado do Arsenal rematou à meia-volta, mas a bola passou a poucos centímetros ao lado do alvo. À passagem da hora de jogo, Lizarazu, com uma brilhante jogada individual, passou por toda a defesa grega, flectindo para o meio, mas perdeu tempo de remate e o lance perdeu-se. Na jogada seguinte, Henry cruzou da esquerda e só a intervenção de Kapsis, ao segundo poste, evitou a emenda de Trezeguet.

Aos 63 minutos, Henry disparou de longe, mas Nikopolidis defendeu junto ao poste esquerdo. No entanto, na resposta, os gregos chegaram ao golo. O capitão de equipa, Theodoros Zagorakis desceu pelo flanco direito, tocou a bola por cima de Lizarazu e arrancou um cruzamento perfeito para a cabeça do ponta-de-lança Angelos Charisteas que, livre de marcação, colocou a bola ao ângulo esquerdo da baliza de Barthez.

A França tentou reagir à desvantagem e lançou-se no ataque. Saha, na área, rematou frouxo para as mãos de Nikopolidis e Henry desperdiçou uma grande oportunidade, aos 87 minutos, mas os franceses não evitaram a primeira derrota dos últimos 22 jogos.

Última actualização: 22-05-12 22.51CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2004/matches/round=1582/match=1059189/postmatch/report/index.html#tragedia+grega+para+franca