Fase final - Fase de grupos (Grupo C ) - 22-06-2004 - 20:45CET (19:45 Hora local) - Estádio D. Afonso Henriques - Guimarães
2-1
 

Itália - Bulgária 2-1 - 22-06-2004 - Página do jogo - UEFA EURO 2004

O "site" oficial do futebol europeu

Drama italiano em Guimarães

Publicado: Quarta-feira, 23 de Junho de 2004, 0.52CET
Itália 2-1 Bulgária
Apesar da vitória sobre a Bulgária, a Itália foi afastada do EURO 2004 em resultado do empate 2-2 entre Dinamarca e Suécia.

Estatísticas dos jogos

ItáliaBulgária

Golos marcados2
 
1
Remates à baliza13
 
5
Remates para fora11
 
4
Cantos6
 
3
Faltas cometidas14
 
20
Cartões amarelos1
 
4
Cartões vermelhos0
 
0

Classificação

Última actualização: 27/06/2012 14:15 CET

Legenda:

J: Jogados   
Pts: Pontos   
Publicado: Quarta-feira, 23 de Junho de 2004, 0.52CET

Drama italiano em Guimarães

Itália 2-1 Bulgária
Apesar da vitória sobre a Bulgária, a Itália foi afastada do EURO 2004 em resultado do empate 2-2 entre Dinamarca e Suécia.

Apesar da vitória sobre a Bulgária, por 2-1, a Itália foi afastada do EURO 2004 em função do empate a dois entre Dinamarca e Suécia, no outro jogo do Grupo C.

Na equipa italiana, o principal destaque foi para a ausência de Vieri do “onze” inicial, tendo entrado Corradi para o seu lugar. Para os lugares dos castigados Gattuso e Cannavaro entraram Stefano Fiore e Marco Materazzi. Por outro lado, a Bulgária  não pôde contar com Petrov e Kirilov, ambos a cumprir castigos. Em relação ao jogo com a Dinamarca, Plamen Markov fez alinhar de início Zagorcic, Borimirov, Lazarov e Pazin, deixando no banco de suplentes Ivanov, Petkov e Peev.

A chuva que caiu com intensidade sobre o relvado do D. Afonso Henriques parece ter surpreendido as duas equipas que tiveram muitas dificuldades em fazer assentar o jogo. Aos 13 minutos, para além da água, caiu do céu a primeira grande oportunidade para a Itália. Cassano desceu pelo flanco direito e cruzou para o segundo poste, onde apareceu Stefano Fiore a rematar de primeira para uma soberba defesa de Zdravkov. A bola ainda sobrou para Del Piero, que fez a bola passar a centímetros do poste direito da baliza búlgara.

Só aos 26 minutos, a Itália chegou perto da baliza, com um cabeceamento frouxo de Corradi. Dois minutos depois, Bernardo Corradi voltou a ganhar espaço na área, mas perdeu o tempo de remate e viu a bola ser desviada pela linha de fundo. No minuto seguinte, os búlgaros deixaram um aviso com um contra-ataque perigoso pela esquerda mas o forte remate de Martin Petrov foi defendido para canto por Buffon. À passagem da meia-hora, Cassano teve nos pés, mais uma vez, o golo inaugural, mas atirou ligeiramente ao lado quando se encontrava em boa posição já dentro da área.

Aos 43 minutos, contra a corrente do jogo, a Bulgária adiantou-se no marcador, através de uma grande penalidade. Valentin Ivanov considerou que Marco Materazzi agarrou Dimitar Berbatov dentro da área e não teve dúvidas em assinalar o castigo máximo. Martin Petrov rematou para o canto inferior direito da baliza de Buffon, que se atirou para o outro lado. Os comandados de Giovanni Trapattoni tiveram hipóteses de marcar imediatamente a seguir, mas Del Piero, em boa posição na área, atirou contra a defesa búlgara.

A Itália entrou a todo o gás na segunda parte e empatou na primeira jogada de ataque. Zambrotta desceu pelo flanco esquerdo e centrou para a área, onde Cassano disparou fortíssimo à barra, tendo a bola sobrado para Perrotta, que, em esforço, empurrou para a baliza. A pressão dos transalpinos era, nesta altura, sufocante, com as oportunidades de golo a sucederem-se. Os búlgaros só chegaram à área de Buffon aos 56 minutos, através de um remate frouxo de Lazarov. Na resposta, Vieri, que, entretanto, havia rendido Corradi, respondeu de cabeça a um cruzamento da direita de Panucci, mas atirou ligeiramente ao lado, com Zdravkov já batido.

A 15 minutos do fim, na sequência de um canto de Del Piero, Christian Vieri voltou a ter o empate na cabeça, mas atirou ao lado. Depois de um período de acalmia, a Itália voltou a exercer forte pressão nos últimos minutos da partida e só um desvio milagroso de Zagorcic evitou que Zambrotta tivesse marcado o segundo. A Bulgária ainda teve uma boa oportunidade para se adiantar no marcador, mas Buffon respondeu muito bem a um livre frontal de Berbatov. Na última jogada do desafio, Cassano fez o 2-1, mas, quando os transalpinos se dirigiram em êxtase para o banco de suplentes para comemorar o apuramento, tiveram a notícia do empate a dois entre Dinamarca e Suécia. Os sorrisos passaram a lágrimas e a Itália foi eliminada, ingloriamente, do EURO 2004.

Última actualização: 22-05-12 22.41CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2004/matches/round=1581/match=1059184/postmatch/report/index.html#italia+eliminada+derrotas