O "site" oficial do futebol europeu

Grécia perde mas faz história

Publicado: Segunda-feira, 21 de Junho de 2004, 0.55CET
Rússia 2-1 Grécia
Apesar da derrota, a Grécia apurou-se pela primeira vez na sua história para os quartos-de-final de uma grande competição de futebol.

Estatísticas dos jogos

RússiaGrécia

Golos marcados2
 
1
Remates à baliza9
 
4
Remates para fora8
 
7
Cantos5
 
8
Faltas cometidas18
 
16
Cartões amarelos6
 
2
Cartões vermelhos0
 
0

Classificação

Última actualização: 27/06/2012 14:17 CET

Legenda:

J: Jogados   
Pts: Pontos   
Publicado: Segunda-feira, 21 de Junho de 2004, 0.55CET

Grécia perde mas faz história

Rússia 2-1 Grécia
Apesar da derrota, a Grécia apurou-se pela primeira vez na sua história para os quartos-de-final de uma grande competição de futebol.

Apesar da derrota, a Grécia apurou-se pela primeira vez na sua história, para os quartos-de-final de uma grande competição de futebol.

Antes de subir ao relvado do Estádio Algarve para defrontar a Rússia, já eliminada, os gregos sabiam que até uma derrota lhes podia dar o apuramento. Depois da vitória sobre Portugal e do empate com a Espanha a equipa de Rehhagel enfrentava este jogo com alguma tranquilidade.

A Rússia partiu para o jogo com uma equipa composta por jogadores menos utilizados, tendo o técnico Yartsev deixado no banco Izmailov, Kerzhakov, Sennikov, Loskov e Aldonin. Do lado da Grécia, o principal destaque prendeu-se com a ausência do lateral esquerdo do Benfica, Fyssas. Tsiartas e Giannakopoulos iniciaram igualmente o jogo no banco de suplentes.

Os russos não podiam ter começado melhor o jogo, marcando o seu primeiro golo no Torneio logo aos dois minutos de jogo, por intermédio de Kirichenko, que entrou em corrida na área e rematou, sem qualquer hipótese para Nikopolidis. O facto de estarem a jogar sem pressão soltou a equipa russa que marcou novamente aos 17 minutos de jogo.

Desta feita o golo surgiu na sequência de um canto cobrado por Gussev, na direita, e Bulykin apareceu, solto de marcação, no coração da área, a cabecear para o fundo das redes. A equipa grega, irreconhecível, pouco podia fazer para travar a força russa, que dominava a partida, chegando, mais uma par de vezes, com perigo à baliza de Nikopolidis. Contra a corrente do jogo a Grécia reduziu, a dois minutos do intervalo, por Vryzas. A bola foi bombeada para a área russa, Papadopoulos ganhou o lance e rematou para a baliza, fazendo o 2-1.

A Grécia entrou melhor para o segundo tempo, mostrando vontade de querer chegar à igualdade, exibindo-se a um nível semelhante ao que tinha mostrado nos dois jogos anteriores. Charisteas era o principal impulsionador do jogo grego, transportando a bola para o ataque com perigo.

Apesar da pressão, os gregos não conseguiram chegar ao golo, mas os resultados conseguidos anteriormente  garantiram-lhes a passagem aos quartos-de-final do UEFA EURO 2004 pela primeira vez na sua história.

Última actualização: 22-05-12 22.36CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2004/matches/round=1581/match=1059181/postmatch/report/index.html#grecia+historia