Fase final - Fase de grupos (Grupo A ) - 20-06-2004 - 20:45CET (19:45 Hora local) - José Alvalade - Lisboa
0-1
 

Espanha - Portugal 0-1 - 20-06-2004 - Página do jogo - UEFA EURO 2004

 
O "site" oficial do futebol europeu

Tudo ou nada em Alvalade

Publicado: Domingo, 20 de Junho de 2004, 16.24CET
Quando Portugal e Espanha entrarem em campo, no Estádio José Alvalade, para além do orgulho ibérico, estará em jogo o apuramento para os quartos-de-final do EURO 2004™.

Estatísticas da prova

EspanhaPortugal

Golos marcados2
 
8
Total de tentativas30
 
114
Remates à baliza8
 
40
Remates para fora20
 
52
Remates interceptados0
 
0
Remates nos postes1
 
2
Cantos28
 
59
Foras-de-jogo8
 
21
Cartões amarelos8
 
14
Cartões Vermelhos0
 
0
Faltas cometidas55
 
121
Faltas sofridas61
 
131
Publicado: Domingo, 20 de Junho de 2004, 16.24CET

Tudo ou nada em Alvalade

Quando Portugal e Espanha entrarem em campo, no Estádio José Alvalade, para além do orgulho ibérico, estará em jogo o apuramento para os quartos-de-final do EURO 2004™.

Quando Portugal e Espanha entrarem em campo, no Estádio José Alvalade, para além do orgulho ibérico, estará em jogo o apuramento para os quartos-de-final do EURO 2004™. Só uma vitória garante aos portugueses a presença na fase seguinte da prova.

Paulo Ferreira de regresso?
A equipa de Scolari melhorou muito na vitória por 2-0, frente à Rússia, mas o técnico campeão do Mundo pode dar uma nova oportunidade a Paulo Ferreira em detrimento de Miguel, pensando no poder ofensivo da ala esquerda espanhola. Pauleta deve manter o lugar no “onze” apesar da pouca produtividade dos dois jogos anteriores e a grande dúvida prende-se com a utilização de Cristiano Ronaldo a titular.

Quatro alterações
Por seu turno, Iñaki Sáez, que revelou o “onze” na conferência de Imprensa de antevisão da partida, surpreendeu tudo e todos ao fazer quatro alterações relativamente à equipa que empatou com a Grécia. O castigado Carlos Marchena será substituído pelo central do Bétis de Sevilha, Junanito, e o lesionado Etxeberria cederá o lugar de extremo direito ao companheiro de clube, Joaquín. Para além das alterações forçadas, Sáez vai fazer alinhar Fernando Torres ao lado de Raúl, deixando Morientes no banco. No meio-campo, o médio do Valência Baraja vai ser preterido em favor do jovem Xabi Alonso.

Expectativa enorme
Para os portugueses, a eliminação seria uma enorme frustração, depois de tanta expectativa criada à volta do evento e de a Federação Portuguesa de Futebol ter contratado o treinador que conduziu o Brasil à conquista do quinto campeonato do Mundo, na Coreia e no Japão. A conquista da Liga dos Campeões por parte do FC Porto aumentou os níveis de confiança num novo sucesso internacional.

História a favor dos espanhóis
Se olharmos para o histórico de confrontos entre Portugal e Espanha, é fácil constatar que os espanhóis levam clara vantagem, uma vez que perderam apenas seis jogos em 34 confrontos. O último encontro entre ambas as equipas ocorreu em Setembro do ano passado, em Guimarães, sendo que a vitória sorriu aos espanhóis, que venceram por 3-0. A última vitória da formação lusitana remonta a 1981, num encontro particular disputado no antigo Estádio das Antas. Portugal ganhou por 2-0, com golos de Nené e António Nogueira.

Mais ou menos pressão
A selecção espanhola está, à partida, sujeita a uma menor pressão, já que o empate serve perfeitamente os interesses da formação orientada por Iñaki Sáez. Segundo Fernando Torres, “a vitória da Espanha em Guimarães será um ponto de referência para nós”, referiu o jogador, acrescentando: “Se jogarmos tão bem como o fizemos no jogo de Guimarães, certamente sairemos vitoriosos no jogo de amanhã. Será desastroso para nós o facto de não nos qualificarmos para os quartos-de-final”.

História pesa?
O defesa Juanito Gutiérrez sublinhou: “Portugal sabe perfeitamente que não vence a Espanha há 23 anos. Penso que este dado é mais importante do que o facto de Portugal jogar em casa. Por outro lado, o guarda-redes português Ricardo, defendeu: “O que conta mesmo é o próximo jogo. A história não vai influir nesta partida. Tenho a certeza que o último desaire ante a Espanha não vai pesar neste jogo, até porque aprendemos com os erros que cometemos nesse encontro”.
 
Espanha (equipa provável): Casillas; Puyol, Helguera, Juanito, Raúl Bravo; Joaquín, Albelda, Xabi Alonso, Vicente; Raúl, e Fernando Torres.

Portugal (equipa provável): Ricardo; Paulo Ferreira, Jorge Andrade, Ricardo Carvalho, Nuno Valente; Luís Figo, Costinha, Deco, Maniche, Simão Sabrosa; Pauleta.

Árbitro: Anders Frisk (SWE)

Última actualização: 20-02-12 3.17CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2004/matches/round=1581/match=1059180/prematch/preview/index.html#tudo+nada+alvalade