Fase de qualificação (Grupo 7 ) - 06-09-2003 - 18:30CET (18:30 Hora local) - Nacionalna Arena Filip II Makedonski - Skopje
1-2
 

ARJ Macedónia - Inglaterra 1-2 - 06-09-2003 - Página do jogo - UEFA EURO 2004

O "site" oficial do futebol europeu

Inglaterra e Rooney batem recordes

Publicado: Sábado, 6 de Setembro de 2003, 20.30CET
Macedónia - Inglaterra, 1-2
Wayne Rooney - que se tornou no mais jovem marcador de um golo ao serviço do seu país - e David Beckham selaram o triunfo inglês.
Publicado: Sábado, 6 de Setembro de 2003, 20.30CET

Inglaterra e Rooney batem recordes

Macedónia - Inglaterra, 1-2
Wayne Rooney - que se tornou no mais jovem marcador de um golo ao serviço do seu país - e David Beckham selaram o triunfo inglês.

A Inglaterra continua imbatível no Grupo 7 de qualificação para o UEFA EURO 2004™, após Wayne Rooney - tornou-se, aos 17 anos de idade, no mais jovem marcador de um golo ao seviço do seu país - e David Beckham terem marcado na segunda parte, garantindo um triunfo, por 2-1, em Skopje, frente à Macedónia.

Conteúdos relacionados

Atitude inglesa
A vitória parecia escapar aos visitantes, numa primeira parte onde Georgi Hristov se encarregou de colocar a formação da casa em vantagem. No entanto, a atitude inglesa fez o resto e, caso vençam o Liechtenstein na próxima quarta-feira, os britânicos viajarão até à Turquia, em Outubro, necessitando apenas de um empate para celebrar o apuramento directo para a fase final, em Portugal.

Beckham escalado
Como era esperado, Beckham capitaneou a armada inglesa, recuperando a tempo da lesão na virilha, sofrida na terça-feira ao serviço do Real Madrid CF, no jogo frente ao Villarreal CF. Perante as ausências dos lesionados Steven Gerrard e Paul Scholes, os médios Frank Lampard e Owen Hargreaves encarregaram-se das acções no eixo do terreno, enquanto a dupla composta por John Terry e Sol Campbell se ocupou do centro da defesa. Os anfitriões apresentaram-se na máxima força, destacando-se a presença de Artim Sakiri, que actua no futebol inglês.

Classe de Sakiri
Na verdade, o avançado do West Bromwich Albion FC foi uma das unidades mais produtivas nos primeiros 45 minutos, durante os quais os ingleses não conseguiram fazer um remate digno desse nome. Os instantes iniciais foram intensos, com Ilco Naumoski a ser admoestado com cartão amarelo, após entrada sobre Nicky Butt. O lance não serve para ilustrar a prestação do seleccionado macedónio, pois, na etapa inicial, coube aos da casa apresentar o futebol mais inteligente, dispondo das melhores oportunidades de golo.

Batalha interessante
Aos 14 minutos, o apático desempenho britânico permitiu a Sakiri descobrir Hristov, que, com um maravilhoso passe de primeira, voltou a colocar em Sakiri. Todavia, o lance foi anulado por fora-de-jogo, inviabilizando aquela que seria uma excelente oportunidade. Um dos principais motivos de interesse da etapa inicial foi o duelo travado entre Hristov e Campbell. Inicialmente, o defesa inglês levou vantagem, mas, num período de quatro minutos, viu um cartão amarelo por derrubar o avançado, para além de permitir que Hristov fizesse o golo inaugural.

Hristov abre a contagem
Campbell esteve envolvido no primeiro golo da partida, conseguido aos 28 minutos, ao falhar a intercepção a um cruzamento de Vlatko Grozdanovski, que permitiu a Pandev alvejar a baliza. Apesar da oposição de Terry com o pé, a bola sobrou para Hristov, que a fez passar por entre as pernas de David James. Com o jogo a caminhar para o intervalo, Beckham era a imagem da frustração inglesa, sendo admoestado por agarrar a camisola de Hristov. Contudo, o médio do Real Madrid CF, haveria, após o intervalo, de tornar-se numa das figuras da partida.

Rooney para a história
Uma substituição arrojada de Sven-Göran Eriksson, trocando Lampard por Emile Heskey, que permitiu a Rooney um histórico golo aos 52 minutos. O avançado do Liverpool FC, mais experiente, aproveitou um cruzamento de Beckham para, de cabeça, colocar no jogador do Everton FC, que, com um remate de primeira, à entrada da área, não deu hipóteses a Milosevski e restabeleceu a igualdade.

Vitória de penalty
Onze minutos depois, a Inglaterra conseguiu uma vantagem que não merecia. Terry trabalhou bem na área macedónia, antes de ser derrubado pelo suplente Braga. Beckham apontou a respectiva grande penalidade com mestria, permitindo à formação de Eriksson festejar o sétimo triunfo consecutivo - recorde que poderá ser ampliado frente ao Liechtenstein, antes da viagem a Istambul.

Última actualização: 06-09-03 23.09CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2004/matches/round=1579/match=69370/postmatch/report/index.html#inglaterra+rooney+batem+recordes