O "site" oficial do futebol europeu

O momento que deixou Zagorakis "a sorrir"

O nostálgico capitão da Grécia, Theodoros Zagorakis, foi o Jogador do Torneio em 2004, muito por culpa das suas exibições no meio-campo defensivo, que ajudaram a sua selecção a erguer o troféu.
O momento que deixou Zagorakis "a sorrir"
Theodoros Zagorakis foi o Jogador do Torneio no UEFA EURO 2004 ©Getty Images

O momento que deixou Zagorakis "a sorrir"

O nostálgico capitão da Grécia, Theodoros Zagorakis, foi o Jogador do Torneio em 2004, muito por culpa das suas exibições no meio-campo defensivo, que ajudaram a sua selecção a erguer o troféu.

Após perder os dois primeiros jogos de qualificação para o UEFA EURO 2004, a ideia de a Grécia chegar a Portugal parecia uma hipótese remota. Depois disso, alcançou seis triunfos consecutivos para garantir o apuramento para a fase final, onde depois de bater os anfitriões, no primeiro jogo e na final, conquistou o Europeu. O médio Theodoros Zagorakis foi capitão da equipa de Otto Rehhagel e eleito o Melhor Jogador do Europeu, devido às suas actuações no meio-campo, que permitiram à Grécia manter o perigo afastado do seu sector mais recuado. Zagorakis revela que sempre acreditou nas capacidades da equipa e descreve o final épico do derradeiro encontro, em que a Grécia levou a melhor, por 1-0, sobre Portugal.

queríamos chegar lá e demonstrar que os dois anos anteriores não tinha sido obra do acaso
Theodoros Zagorakis
E depois, quando o árbitro apitou para o final, foi como se a luz se apagasse... mais uma branca na minha memória... o sorriso tolo constantemente no meu rosto
Theodoro Zagorakis

Expectativas
Estávamos felizes pela qualificação. Ficámos muito contentes. As expectativas eram muito simples: queríamos chegar lá e demonstrar que os dois anos anteriores não tinha sido obra do acaso. E todos os resultados que nos deram a vitória no grupo e nos deram a qualificação também não foram por acaso.

O jogo de abertura no Porto
Talvez tenha sido isso que passou pela cabeça dos portugueses, que seria uma festa. Sabíamos que se começássemos bem, seguiríamos em frente. E foi assim que aconteceu. Estávamos em boa forma, demonstrámos que sabíamos o que nos levava a estar em campo.

Lembro-me que jogámos melhor do que o nosso adversário, que estava a jogar em casa. Portugal tinha o público do lado deles e nomes mais famosos. Mas no futebol também há outras coisas importantes e a formação grega demonstrou isso.

Os derradeiros momentos da final
Depois de marcarmos, era difícil Portugal levar a melhor perante 11 jogadores que defenderam, de forma estóica, o que tinham alcançado. Quem quer que jogasse dava tudo pela equipa... o mais importante foi não entrarmos em pânico.

Em vez de estarmos cansados, começámos a crescer no relvado e ficou claro que queríamos muito a vitória. Fomos pressionados, principalmente nos últimos minutos. Mas mantivemos a calma, nunca nos rendemos. E depois, quando o árbitro apitou para o final, foi como se a luz se apagasse... mais uma branca na minha memória... o sorriso tolo constantemente no meu rosto, nem sei por quanto tempo... momentos incríveis...

Última actualização: 15-05-12 17.37CET

Informação relacionada

Perfis dos jogadores
  • SSI Err
Federações membro
Perfis das equipas

https://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2004/history-maker/index.html#zagorakis+recorda+gloria+2004