Meias-finais - 28-06-2000 - 20:45CET (20:45 Hora local) - Roi Baudouin - Bruxelas
2-1
França vence no prolongamento  

França - Portugal 2-1 - 28-06-2000 - Página do jogo - UEFA EURO 2000

O "site" oficial do futebol europeu

França na final à custa de Portugal

Publicado: Segunda-feira, 6 de Outubro de 2003, 12.15CET
França 2-1 Portugal
Zinédine Zidane fez de penalty, aos 117 minutos, o "golo de ouro" que apurou a França para a final.
França na final à custa de Portugal
Zinédine Zidane marca de penalty e acaba com as esperanças de Portugal ©Getty Images

Estatísticas dos jogos

FrançaPortugal

Golos marcados2
 
1
Cartões amarelos2
 
5
Cartões vermelhos0
 
0

Classificação

Publicado: Segunda-feira, 6 de Outubro de 2003, 12.15CET

França na final à custa de Portugal

França 2-1 Portugal
Zinédine Zidane fez de penalty, aos 117 minutos, o "golo de ouro" que apurou a França para a final.

Um penalty de Zinédine Zidane, a poucos minutos do fim do prolongamento, deu aos franceses o "golo de ouro" frente a uma excelente selecção portuguesa. O jogo do Estádio Rei Balduíno ficou decidido quando o árbitro assistente assinalou uma mão de Abel Xavier na grande área, na sequência de um remate de Sylvain Wiltord.

Com ambas as selecções a fazerem mudanças nas equipas que haviam vencido os quartos-de-final, o jogo demorou algum tempo a assentar. Abel Xavier regressou ao lado direito da defesa, avançando Sérgio Conceição para o seu habitual lugar de médio-direito, saindo João Pinto da equipa. No meio-campo, o médio Vidigal ocupou o lugar de Paulo Bento. Os franceses contaram com o regresso de Emmanuel Petit após lesão e Roger Lemerre, apostando mais num clássico 4-4-2 juntou Thierry Henry e Nicolas Anelka no eixo do ataque.

Num jogo marcado, no seu período inicial, por uma táctica do estilo "gato contra o rato", a primeira ocasião clara de golo foi da França, por intermédio do seu capitão Didier Deschamps, que completava a sua 100ª internacionalização. Após recolher um passe de Zidane, o médio-defensivo disparou a 22 metros da baliza, mas o remate saiu directo às mãos de Vítor Baía. A França continuou a carregar e Abel Xavier aliviou depois de um livre de Zidane, antes de a equipa portuguesa marcar no seu primeiro remate à baliza, aos 19 minutos de jogo.

A iniciativa de Sérgio Conceição esbarrou na defesa francesa, mas o ressalto foi parar aos pés de Nuno Gomes que, à meia-volta, disparou a mais de 20 metros, não dando qualquer hipótese a Fabien Barthez. A resposta francesa não teve o ímpeto que se esperava. Henry cruzou da direita aos 24 minutos, mas o remate de Anelka foi de fácil defesa para Baía. Costinha fez falta sobre Vieira e o remate calcanhar de Laurent Blanc após livre de Petit, marcado a 35 metros da baliza, foi facilmente detido pelo guardião português. À meia-hora de jogo, Anelka criou espaço para o remate à entrada da área, mas a bola saiu à figura de Baía. Na outra baliza a violência de um remate de Luís Figo foi parada por Marcel Desailly. Aos poucos, o jogo foi adquirindo uma toada ofensiva.

O empate chegou pouco depois do intervalo. Anelka recebeu um passe de Thuram, o árbitro mandou jogar face aos pedidos portugueses de fora-de-jogo. Henry, perto da marca de penalty, dominou bem, virou-se e rematou rasteiro, ao canto da baliza portuguesa. Na segunda parte, a França assumiu de vez o comando do jogo e o perigo rondou a baliza portuguesa quando Anelka mergulhou cedo demais em resposta a um cruzamento de Zidane. Portugal ripostou, numa altura em que as equipas tentavam, em vão, ganhar no tempo regulamentar. Nos descontos, Abel Xavier quase deu a vitória a Portugal, quando o seu cabeceamento foi defendido por Barthez por cima da barra. O jogo chegou ao fim com o mesmo resultado da meia-final do Europeu de 1984.

A França criou a primeira oportunidade do prolongamento, quase a seguir ao pontapé de saída, mas Zidane cabeceou por cima depois de um cruzamento de Robert Pires. Deschamps desarmou Figo no meio-campo e lançou Henry na esquerda, mas Paulo Bento anulou o cruzamento cedendo canto. No seguimento do lance, Blanc cabeceou a rasar a barra. O jogo pouco mudou depois do reinício, com Zidane, após boa combinação atacante, a tentar de longe, mas sem conseguir incomodar Vítor Baia. Portugal ainda tentou mostrar algum poder ofensivo quando João Pinto rematou a centímetros da baliza francesa após passe de Figo, mas a seguir veio o momento do jogo, com o penalty assinalado. Os portugueses protestaram muito com a decisão do árbitro, tendo Nuno Gomes sido expulso.

Última actualização: 22-05-12 23.04CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2000/matches/round=1460/match=65183/postmatch/report/index.html#franca+final+euro