O "site" oficial do futebol europeu

"Laranja" esmaga dinamarqueses

Publicado: Segunda-feira, 6 de Outubro de 2003, 11.54CET
Dinamarca 0-3 Holanda
Os co-anfitriões regressaram à boa forma e marcar três golos apontados na segunda parte para rumarem aos quartos-de-final.
"Laranja" esmaga dinamarqueses
Patrick Kluivert (à esquerda) festeja o seu golo com Ronald de Boer e Michael Reiziger ©Getty Images
Publicado: Segunda-feira, 6 de Outubro de 2003, 11.54CET

"Laranja" esmaga dinamarqueses

Dinamarca 0-3 Holanda
Os co-anfitriões regressaram à boa forma e marcar três golos apontados na segunda parte para rumarem aos quartos-de-final.

A Holanda deu a melhor resposta possível às severas críticas do seu treinador Frank Rijkaard e chegou assim aos quartos-de-final do UEFA EURO 2000, com uma exibição de carácter e classe, no estádio do Feyenoord, em Roterdão. A Dinamarca podia ter estado na frente ao intervalo, mas agora está fora da prova.

A Dinamarca que precisava de um ponto para se manter na corrida, fez uma mudança na equipa que foi batida por 3-0 pela França, com Thomas Gravesen do Hamburgo a entrar para o meio campo para o lugar de Stig Tøfting. Jon Dahl Tomasson começou a noite por receber o prémio UEFA Fair Play, como resultado da sua atitude no jogo contra a França. A Holanda que jogava de azul com um mar laranja à sua volta precisava de melhorar depois do seu jogo de abertura, apesar de ter ficado com os três pontos contra os checos. Marc Overmars voltou ao seu lugar no onze inicial, no lugar de Clarence Seedorf, com o jogador do Feyenoord Bert Konterman a substituir o lesionado Jaap Stam no centro da defesa.

Michael Reiziger e Giovanni van Bronckhorst receberam amarelos por faltas desnecessárias no início do jogo. A primeira oportunidade foi para os dinamarqueses: um passe de Morten Bisgaard atravessou a área vindo da direita, mas foi interceptado por Edwin van der Sar antes que Allan Nielsen o pudesse captar. Com Nielsen ainda no chão, o remate de Bisgaard no ressalto bateu na sua cabeça, indo direito às mãos do agradecido Van der Sar.

Mas após a meia-hora, os holandeses voltara à carga. O cruzamento de Boudewijn Zenden encontrou Overmars que deixou para Patrick Kluivert, cujo remate de primeira da marca de penalty, foi defendido por Peter Schmeichel. Overmars no ressalto, viu frustrado o seu remate tomar um arco que o levou a passar muito perto do poste. Schmeichel mais uma vez salvou a sua equipa com uma rápida saída, atirando-se aos pés de Edgar Davids, depois de Dennis Bergkamp ter aberto a defesa contrária. Depois, à beira do intervalo, um chapéu colocado de Gravesen, após passe para o meio de Jesper Grønkjær, bateu na barra com Van der Sar batido.

A Dinamarca fez mais do que tentar defender no início da segunda parte, mas no minuto 56, a Holanda abriu o activo. Bergkamp, fazendo uso da sua grande qualidade técnica, passou entre dois defesas à entrada da área e o seu remate foi defendido por Schmeichel, mas no ressalto chegou aos pés de Kluivert que a 15 metros fez o golo de pé esquerdo. Nove minutos depois, Zenden fez um cruzamento rasteiro, e Ronald de Boer, que substituíra Overmars, fez o 2-0 à boca da baliza.

Schmeichel manteve a Dinamarca no jogo com defesas a remates de Zenden e Kluivert, mas o capitão dinamarquês nada pôde fazer quando Zenden, sozinho finalizou facilmente após grande iniciativa individual de Reiziger. Para agravar mais a desgraça da Dinamarca, Michael Schjonberg falhou um penalty a 11 minutos do fim, depois de Van der Sar ter derrubado Ebbe Sand.

Última actualização: 07-02-12 20.08CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2000/matches/round=1458/match=64866/postmatch/report/index.html#holanda+grande+estilo