O "site" oficial do futebol europeu

Empate afasta Eslovénia e Noruega

Publicado: Segunda-feira, 6 de Outubro de 2003, 12.07CET
Eslovénia 0-0 Noruega
As duas selecções não foram além de um empate sem golos, em Arnhem, e saíram do UEFA EURO 2000.
Empate afasta Eslovénia e Noruega
Bjørn Otto Bragstad (à esquerda) em luta com Zlatko Zahovič, da Eslovénia ©Getty Images

Estatísticas dos jogos

EslovéniaNoruega

Golos marcados0
 
0
Cartões amarelos1
 
2
Cartões vermelhos0
 
0

Classificação

Legenda:

J: Jogados   
Pts: Pontos   
Última actualização: 16/10/2015 10:52 CET
Publicado: Segunda-feira, 6 de Outubro de 2003, 12.07CET

Empate afasta Eslovénia e Noruega

Eslovénia 0-0 Noruega
As duas selecções não foram além de um empate sem golos, em Arnhem, e saíram do UEFA EURO 2000.

No jogo do tudo ou nada, a aposta da brava e romântica equipa da Eslovénia, numa qualificação para os quartos-de-final, falhou ao não conseguir mais do que um empate sem golos contra a Noruega, em Arnhem. Os nórdicos também voltaram para casa, depois de um jogo muito intenso e enérgico, mas curto em ideias, no qual o empate também não era o que lhes interessava, dado que a Espanha venceu a Jugoslávia por um emocionante 4-3.

Foi um jogo intenso, repleto de acção, no Gelredome em Arnhem, com a Noruega e a Eslovénia a darem tudo desde o apito inicial, num aberto Grupo C. Cada equipa do grupo começava o seu jogo com hipóteses de se qualificar para os quartos-de-final, e a Noruega rapidamente tomou a iniciativa por Steffen Iversen, que apesar de ter jogado com o nariz partido, lançou John Carew que estava de frente para a baliza, mas um corte no ultimo instante impediu a Noruega de criar perigo.

A Noruega apostou num ritmo forte e assistiram-se a algumas cenas de pânico no último reduto esloveno. Erik Mykland era o espelho da vontade e empenho noruegueses, mas numa dura entrada viu o amarelo, o segundo na fase final, que o afastava imediatamente dos quartos-de-final caso a Noruega lá chegasse.

A Eslovénia começou a sacudir a pressão contrária a meio da primeira parte. Miran Pavlin esteve perto com um cabeceamento e, ao minuto 28, Ermin Šiljak falhou a melhor ocasião de golo até ali. Um alívio após um canto foi parar-lhe aos pés, mas o seu disparo rasteiro falhou o alvo. Pavlin falhou um remate pleno de oportunidade e a Eslovénia começou a abrir mais o seu jogo através de um mais efectivo apoio aos seus dois homens mais avançados. A Noruega não baixou os braços e estive perto de marcar, quando Mykland inteligentemente colocou um pontapé livre no pé de Iversen, mas o remate passou a rasar o poste. Foi o melhor momento da primeira parte, que acabou com um amarelo a Pavlin, o segundo no torneio.

A Noruega, com quatro avançados na frente, contando ainda com um grande apoio dos seus adeptos, voltou a pressionar mais na segunda parte. Ole Gunnar Solskjær chutou por cima e mais tarde viu o cartão amarelo por uma entrada a destempo, mas nenhuma equipa parecia realmente ameaçadora. Šiljak chegou a introduzir a bola na baliza norueguesa, mas o apito já soara por uma falta anterior. Morten Bakke, que substituíra Carew, desperdiçou uma ocasião com um remate torto que saiu por cima da barra. A seguir foi Zlatko Zahovič a penetrar na defesa contrária com Šiljak, mas saiu fraca a finalização. A equipa do país mais pequeno presente no campeonato tentava tudo para ser posta no mapa do futebol, mas o estilo de jogo algo inflexível da Noruega foi difícil de dobrar.

O problema da Eslovénia foi que sabia que tinha de ganhar para seguir em frente, enquanto a Noruega podia fazê-lo com um empate, dependendo aí do resultado do jogo entre a Espanha e a Jugoslávia. A Noruega chegou a pensar que se tinha qualificado. Mas a notícia da vitória da Espanha no último minuto chegou e, assim, a Noruega voltou mais cedo para casa.

Última actualização: 01-02-12 20.04CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2000/matches/round=1458/match=64862/postmatch/report/index.html#eslovenia+noruega+empatam