O "site" oficial do futebol europeu

Bélgica começa com vitória

Publicado: Segunda-feira, 6 de Outubro de 2003, 11.34CET
Bélgica 2-1 Suécia
Bart Goor e Emile Mpenza marcaram os golos do arranque vitorioso na prova dos co-organizadores.
Bélgica começa com vitória
A Bélgica festeja o golo da vitória marcado por Emile Mpenza frente à Suécia ©Getty Images

Estatísticas dos jogos

BélgicaSuécia

Golos marcados2
 
1
Cartões amarelos3
 
1
Cartões vermelhos0
1

Classificação

Legenda:

J: Jogados   
Pts: Pontos   
Última actualização: 16/10/2015 16:12 CET
Publicado: Segunda-feira, 6 de Outubro de 2003, 11.34CET

Bélgica começa com vitória

Bélgica 2-1 Suécia
Bart Goor e Emile Mpenza marcaram os golos do arranque vitorioso na prova dos co-organizadores.

A Bélgica entrou com o pé direito no jogo de abertura do UEFA EURO 2000, marcado por dois grandes golos de Bart Goor e Emile Mpenza, um em cada parte, mas um tento bizarro trouxe a Suécia de volta ao jogo. O capitão sueco Patrik Andersson foi expulso perto do final.

Com apenas 15 segundos de jogo já a Suécia rematava à baliza, através de Kennet Andersson, que ao entrar pelo lado direito da defesa, forçou Filip De Wilde a lançar-se para evitar males maiores. Como esperado, a Suécia deixara Henrik Larsson no banco, e o seu substituto Jorgen Petterson foi rápido a causar estragos, contribuindo para um impressionante início dos escandinavos.

Os belgas mostravam-se nervosos à medida que os suecos dominavam. A pressão de jogar em casa era grande, demorando algum tempo até começarem a assentar o seu jogo. O forte remate de Patrik Andersson, na transformação de um livre, pareceu ir para fora, mas Joos Valgaeren entendeu efectuar o corte e cedeu canto, mostrando que a pressão continuava sobre a equipa da casa. Os belgas faziam muitas faltas, e os consequentes livres pouco ajudaram a melhorar a situação. Após um canto Kennet Andersson teve a hipótese de cabecear com perigo, mas observou infeliz a bola a ir para fora por muito pouco.

Aos poucos, os belgas começaram a penetrar no meio-campo sueco. Branko Strupar deu o exemplo rematando à meia-volta e depois de cabeça, mas ambos os remates não acertaram no alvo. A velocidade de Gert Verheyen deu profundidade no flanco direito, e o golo esteve mesmo para acontecer quando, na sequência de um cruzamento, Mpenza, todo no ar, cabeceou por cima.

A dois minutos do intervalo a Bélgica marcou. Bart Goor desarmou Roland Nilsson, e usando o seu forte poder de arranque, arranjou espaço para disparar forte de pé esquerdo, batendo Magnus Hedman junto ao primeiro poste. Nilsson pagou pelo seu erro e ficou na cabine no intervalo. No entanto, segundos depois do recomeço, a defesa sueca voltou de novo a falhar quando Strupar com um inteligente toque isolou Mpenza, que com um espectacular remate bateu Hedman.

Os dois golos de vantagem dos suecos duraram apenas sete minutos, quando uma incrível falha de De Wilde trouxe os suecos de novo para o jogo. Ao tentar parar um passe de um defesa, pisou a bola e deu-a a Mjallby que agradeceu e reduziu para a Suécia. Redimiu-se três minutos depois, quando saiu da baliza para impedir Fredrik Ljungberg de causar perigo e depois, a poucos minutos do fim, defendeu para canto um cabeceamento de Mjallby. O capitão Andersson recebeu ordem de expulsão após ter feito falta sobre Goor quando este se preparava para se isolar.

Última actualização: 06-02-12 16.01CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2000/matches/round=1458/match=64851/postmatch/report/index.html#belgica+entra+ganhar