Fase final - Fase de grupos (Grupo D) - 16-06-1996 - 19:00CET (18:00 Hora local) - Hillsborough Stadium - Sheffield
3-0
 

Croácia - Dinamarca 3-0 - 16-06-1996 - Página do jogo - UEFA EURO 1996

O "site" oficial do futebol europeu

Šuker brilha na vitória sobre a Dinamarca

Publicado: Segunda-feira, 6 de Outubro de 2003, 10.54CET
Croácia 3-0 Dinamarca
Davor Šuker realizou a melhor exibição da prova, imortalizada pelo "chapéu" a Peter Schmeichel, e ajudou a apurar os croatas.
Šuker brilha na vitória sobre a Dinamarca
Davor Šuker festeja a marcação do seu segundo golo frente à Dinamarca ©Getty Images
Publicado: Segunda-feira, 6 de Outubro de 2003, 10.54CET

Šuker brilha na vitória sobre a Dinamarca

Croácia 3-0 Dinamarca
Davor Šuker realizou a melhor exibição da prova, imortalizada pelo "chapéu" a Peter Schmeichel, e ajudou a apurar os croatas.

Depois de inicialmente ter revelado dificuldades para justificar o seu projecto estelar no EURO '96, a Croácia deu nas vistas em Hillsborough, onde Davor Šuker assumiu o papel principal no apuramento para os quartos-de-final e terminou o percurso da Dinamarca como campeã.

A detentora do título simplesmente não teve resposta para Šuker, que transformou a segunda parte num espectáculo de um homem só. Marcou de penalty, a castigar falta de Peter Schmeichel sobre Mario Stanić; depois, com uma simulação, deixou a bola passar para Igor Stimać antes este acertar na barra; ultrapassou Claus Thomsen na esquerda para assistir Zvonimir Boban para o terceiro golo, aos 81 minutos, com um cruzamento rasteiro para o segundo poste. Por fim, depois de quase ter apanhado Schmeichel desprevenido com um remate desde o meio-campo, fez o terceiro da partida à beira do fim, picando a bola por cima do guarda-redes, que estava adiantado no terreno.

Foi um brilhante contraste em relação à vitória cinzenta por 1-0 sobre a Turquia, com a qual os jogadores de Miroslav Blažević tinham iniciado o Grupo D, mas durante algum tempo o jogo parecia prometer mais do mesmo. As jogadas físicas e duelos intensos eram adequados à envolvência, numa cidade famosa pela sua produção de aço, mas não faziam justiça à geração de ouro da Croácia. Mas a classe acabou por aparecer, com Aljoša Asanović, no meio-campo a distribuir passes com precisão milimétrica, e Goran Vlaović, titular depois de marcar o golo da vitória frente à Turquia, a combinarem bem com Šuker.

Šuker, depois de ter enviado a bola à malha superior da baliza, não foi tão egoísta e assistiu o companheiro, que passou por Thomas Helveg mas viu o seu remate rasteiro ser detido por Schmeichel. Asanović quase isolou Vlaović, e a prova do ascendente croata chegou quando Stanić ganhou um penalty, aos nove minutos da segunda parte, graças a um passe a rasgar do defesa Slaven Bilić. Šuker chegou-se à frente e, depois de travar ligeiramente a corrida, atirou calmamente para a direita do guarda-redes.

A Croácia dominava o jogo e, a 12 minutos do fim, Igor Štimac quase aumentou a vantagem, mas o seu remate colocado acertou na parte inferior da barra, após canto de Robert Prosinečki. O único perigo para a formação de Blažević era o excesso de confiança e no espaço de um minuto Brian Laudrup deixou o aviso, com um remate à barra.

Como que relembrada da incerteza conferida pela magra vantagem, a Croácia subiu no terreno e sentenciou a partida. Desta feita foi Šuker o assistente, fugindo na esquerda antes de cruzar para Boban, que selou uma vitória merecida. A humilhação da Dinamarca ficou completa quando Šuker recebeu um passe cruzado de Asanović, a 25 metros da baliza, e avançou rumo à baliza, antes de picar a bola por cima de Schmeichel, que em desespero tentou recuar, depois de uma saída insensata.

Última actualização: 14-02-12 14.05CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=1996/matches/round=227/match=52515/postmatch/report/index.html#suker+afunda+dinamarca