O "site" oficial do futebol europeu

Dinamarca sobrevive ao susto e passa às meias-finais

Publicado: Sábado, 4 de Outubro de 2003, 11.45CET
Dinamarca 3-2 Bélgica
Os dinamarqueses precisavam apenas de empatar e estiveram a perder por 2-0, mas deram a volta ao resultado e passaram à fase seguinte.
Dinamarca sobrevive ao susto e passa às meias-finais
Frank Arnesen revelou-se fundamental na reviravolta da Dinamrca ©Getty Images

Estatísticas dos jogos

DinamarcaBélgica

Golos marcados3
 
2
Cartões amarelos0
 
0
Cartões vermelhos0
 
0

Classificação

Última actualização: 27/06/2012 14:33 CET

Legenda:

J: Jogados   
Pts: Pontos   
Publicado: Sábado, 4 de Outubro de 2003, 11.45CET

Dinamarca sobrevive ao susto e passa às meias-finais

Dinamarca 3-2 Bélgica
Os dinamarqueses precisavam apenas de empatar e estiveram a perder por 2-0, mas deram a volta ao resultado e passaram à fase seguinte.

A necessitar de apenas um ponto para prosseguir em prova, a Dinamarca fez ainda melhor, derrotou a Bélgica por 3-2 e apurou-se para as meias-finais.

A superior diferença de golos dos comandados de Sepp Piontek à partida para o encontro significava que a Bélgica jamais se apuraria caso não triunfasse. No entanto, Piontek sabia que a sua defesa não tinha sido formada para jogar para o empate, pelo que instruiu os seus jogadores a atacarem e quase pagaram muito caro por isso.

O panorama revelava-se negro para os dinamarqueses após 39 minutos. Jan Ceulemans colocou os belgas em vantagem, aproveitando um bom trabalho de Georges Grün e Frankie Vercauteren aumentou depois para 2-0, ganhando o duelo a Morten Olsen antes de rematar à meia-volta e fazer bola passar por cima de Ole Qvist.

De repente, a Dinamarca ficava a precisar de dois tentos para sobreviver na competição. Conseguiu um logo dois minutos volvidos, com Frank Arnesen a marcar de grande penalidade, assinalada a punir falta de Walter de Greef sobre Preben Elkjær. A Bélgica, no entanto, quase restabeleceu a vantagem de dois golos pouco depois do intervalo, mas Erwin Vandenbergh, com apenas o guarda-redes pela frente, permitiu uma defesa fácil a Qvist. E esse momento iria custar a partida aos belgas.

Kenneth Brylle Larsen desviou de cabeça para o fundo das redes um cruzamento de Arnesen e fez 2-2 após a hora de jogo, antes de Elkjær ter operado a reviravolta, a seis minutos do final. A exibição do número 11 dinamarquês merecia um golo e apontou-o denotando enorme classe, batendo Eddy Voordeckers e De Greef, antes de colocar a bola sobre Jean-Marie Pfaff. Foi o final apropriado para um extraordinário desafio e para um grupo surpreendente.

Última actualização: 22-05-12 17.59CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=1984/matches/round=206/match=3454/postmatch/report/index.html#dinamarca+sobrevive+susto

Equipas

Dinamarca

Dinamarca

Bélgica

Bélgica

1
QvistOle Qvist (GR)
1
PfaffJean-Marie Pfaff (GR)
2
RasmussenOle Rasmussen
Substitution58
2
GrünGeorges Grün
3
OlsenMorten Olsen (C)
3
ClijstersLei Clijsters
4
BuskSøren Busk
4
De GreefWalter De Greef
5
NielsenIvan Nielsen
5
De WolfMichel De Wolf
6
ArnesenFrank Arnesen
Goal41
Substitution78
6
VercauterenFrank Vercauteren
Goal39
Substitution62
7
BerggreenKlaus Berggreen
7
VandereyckenRené Vandereycken
8
BertelsenJens Jørn Bertelsen
8
ScifoEnzo Scifo
9
LerbySøren Lerby
9
CeulemansJan Ceulemans (C)
Goal26
10
M. LaudrupMichael Laudrup
10
ClaesenNico Claesen
Substitution46
11
ElkjærPreben Elkjær
Goal84
11
VandenberghErwin Vandenbergh

suplentes

12
Brylle LarsenKenneth Brylle Larsen
Substitution58
Goal60
12
CoeckLudo Coeck
Substitution46
13
SivebækJohn Sivebæk
Substitution78
13
VoordeckersEddy Voordeckers
Substitution62

Treinador

Josef Emmanuel Piontek (GER) Guy Thys (BEL)

Árbitro

Adolf Prokop (GER)

Legenda:

  • GolosGolos
  • Auto-goloAuto-golo
  • Grandes penalidadesGrandes penalidades
  • Penalties falhadosPenalties falhados
  • reds_cardCartões Vermelhos
  • yellow_cardsCartões amarelos
  • yellow_red_cardsDuplo amarelo
  • SubstituiçãoSubstituição