Final - 21-06-1964 - 18:30CET (18:30 Hora local) - Estadio Santiago Bernabéu - Madrid
2-1
 

Espanha - URSS 2-1 - 21-06-1964 - Página do jogo - UEFA EURO 1964

O "site" oficial do futebol europeu

Marcelino dá título à anfitriã Espanha

Publicado: Quinta-feira, 2 de Outubro de 2003, 9.05CET
Espanha 2-1 URSS
Após permitir o empate, a Espanha voltou a adiantar-se no marcador através do cabeceamento de Marcelino e conquistou o seu primeiro grande troféu.
Marcelino dá título à anfitriã Espanha
A Espanha festeja a vitória na final do Campeonato da Europa de 1964 ©Getty Images

Classificação

Publicado: Quinta-feira, 2 de Outubro de 2003, 9.05CET

Marcelino dá título à anfitriã Espanha

Espanha 2-1 URSS
Após permitir o empate, a Espanha voltou a adiantar-se no marcador através do cabeceamento de Marcelino e conquistou o seu primeiro grande troféu.

A jogar em casa e frente à campeã União Soviética, a Espanha ganhou por 2-1 e conquistou o Campeonato da Europa de 1964, erguendo o primeiro troféu do seu historial.

Diante do fervoroso público presente no Santiago Bernabéu, que incluía o Presidente Franco, os anfitriões inauguraram cedo o marcador, por intermédio de Jesús María Pereda. A URSS rapidamente chegou ao empate, graças a Galimzyan Khusainov, mas a Espanha voltou a adiantar-se, com Luis Suárez a mostrar uma vez mais a sua influência, assistindo Marcelino Martínez para o golo da vitória.

Suárez tinha-se tornado num jogador cada vez mais fundamental na selecção espanhola e foi o seu empenho ofensivo que a estar na origem do primeiro tento. Os quatro golos espanhóis no torneio até ao momento tinham resultado de cruzamentos da direita e, neste caso, foi Suárez a fazer a assistência, após escapar a Edouard Mudrik, para a finalização de Pereda na pequena área.

Esse golo assinalou o início de um regresso feliz ao Santiago Bernabéu para um jogador que deixara o Real Madrid CF para se tornar no atacante de referência do arqui-rival FC Barcelona.

No entanto, o público da casa teve pouco tempo para festejar, já que Khusainov fez o empate para a URSS. Enquanto Feliciano Rivilla, rápido e inteligente, travou duelo intrigante com o voluntarioso Khusainov, e Albert Schesternev mediu forças com Marcelino, ambas as equipas acabaram por se anular uma à outra.

A retaguarda da URSS aguentou-se bem, mas a ausência de um médio-defensivo extra, Alexei Korneev, acabou por prejudicá-la e deixou Valeri Voronin com falta de apoio criativo. O golo da vitória surgiu quando Suárez pôs novamente a bola na direita. Pereda cruzou e o fulminante remate de cabeça de Marcelino entrou junto à base do primeiro poste. Mesmo o lendário Lev Yashin, ainda em excelente forma aos 34 anos, assistiu impotente ao lance.

"Éramos realmente um bom conjunto", disse Pereda mais tarde. "Tínhamos o Suárez a dirigir a orquestra. A ele juntavam-se excelentes jogadores como Amancio e Marcelino, um goleador natural. Foi mesmo uma equipa fantástica."

Última actualização: 28-09-14 3.17CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=1964/matches/round=172/match=3996/postmatch/report/index.html#espanha+coroada+campea