O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Melhores guarda-redes: estatísticas no EURO 2020

Não existe prémio para o Melhor Guarda-redes do UEFA EURO 2020, mas, se houvesse, quem estaria na corrida analisando a estatística?

Gianluigi Donnarumma (Itália) e Unai Simón (Espanha) após o desempate por penáltis entre ambos os países
Gianluigi Donnarumma (Itália) e Unai Simón (Espanha) após o desempate por penáltis entre ambos os países POOL/AFP via Getty Images

Embora no Campeonato do Mundo da FIFA seja atribuído o prémio oficial para o Melhor Guarda-redes, não existe o corresponder galardão no Campeonato da Europa da UEFA.

As estatísticas oficiais do torneio não dão uma imagem completa das boas exibições dos 25 guarda-redes que já jogaram nesta fase final, mas deixam algumas pistas sobre o assunto.

Itália - Inglaterra: cobertura em directo

Resumo: As melhores defesas do UEFA EURO 2016
Resumo: As melhores defesas do UEFA EURO 2016

Mais jogos sem sofrer golos

5: Jordan Pickford (Inglaterra)
3: Thibaut Courtois (Bélgica)
3: Gianluigi Donnarumma (Itália)

A Inglaterra tornou-se na primeira equipa a não sofrer golos nos seus cinco iniciais do EURO após ter eliminado a Ucrânia nos quartos-de-final. O primeiro tento sofrido por Jordan Pickford nesta fase final foi também o primeiro no EURO 2020 marcado de livre directo, por Mikkel Damsgaard, da Dinamarca, na meia-final. Independentemente do resultado da final de domingo, o guarda-redes do Everton vai terminar com o maior número de jogos sem sofrer golos neste torneio.

Mais defesas

21: Yann Sommer (Suíça)
18: Uğurcan Çakır (Turquia)
18: Kasper Schmeichel (Dinamrca)
18: Danny Ward (País de Gales)

O suíço Yann Sommer foi, aparentemente, o mais ocupado de todos os guarda-redes no EURO 2020, com 21 defesas. No entanto, aconteceram em cinco jogos, enquanto as 18 do turco Uğurcan Çakır se resumiram a apenas três. Pickford fez nove defesas no EURO 2020, as mesmas do seu homólogo na final, Gianluigi Donnarumma.

Grandes defesas no EURO 2012
Grandes defesas no EURO 2012

Menos golos sofridos

1: Jordan Pickford (Inglaterra)
3: Gianluigi Donnarumma (Itália)
3: Thibaut Courtois (Bélgica)
3: Lukas Hradecky (Finlândia)
3: Anton Shunin (Rússia)

Pickford apenas deixou um golo entrar na sua baliza e fez 11 defesas. Por outro lado, dois dos guarda-redes que mais golos sofreram neste torneio – Georgiy Bushchan, da Ucrânia, dez, e Sommer, da Suíça, nove – fizeram grandes exibições no EURO 2020.

Mais defesas a soco

9: Stole Dimitrievski (Macedónia do Norte)
6: Jordan Pickford (Inglaterra)
5: Gianluigi Donnarumma (Itália)
5: Yann Sommer (Suíça)

Normalmente, os guarda-redes que fazem mais defesas a soco são aqueles que tem mais trabalho durante os jogos, por isso não deixa de ser algo surpreendente ver os dois finalistas figurarem nos lugares cimeiros desta categoria. Uma questão de estilo e eficácia?

Veja a Suíça festejar a vitória nos penáltis
Veja a Suíça festejar a vitória nos penáltis

Defesas de penáltis

Seis guarda-redes defenderam grandes penalidades (excluindo os desempates) durante o EURO 2020: Bushchan (Ucrânia), Dimitrievski (Macedónia do Norte), Martin Dúbravka (Eslováquia), Lukáš Hrádecký (Finlândia), Hugo Lloris (França) e Kasper Schmeichel (Dinamarca). Outros sete penáltis foram defendidos no desempate por grandes penalidades: três pelo suíço Sommer e pelo espanhol Unai Simón, um pelo italiano Donnarumma.