O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Final do EURO 2020: conheça a Inglaterra

Antes da final de domingo, conheça melhor os jogadores que vão carregar a esperança de Inglaterra em sagrar-se campeã europeia.

Sem dúvida que esta selecção de Inglaterra inspira um sentimento diferente, e não apenas porque ajudou o país a chegar à primeira final de um torneio de selecções desde 1966.

Saiba mais sobre os principais jogadores responsáveis por isso, incluindo aquele com o nome de código "H", o "Miúdo de Brent" e o "Pirlo de Yorkshire".

Itália - Inglaterra: cobertura em directo


Jordan Pickford, guarda-redes

O guarda-redes inglês Jordan Pickford
O guarda-redes inglês Jordan PickfordGetty Images

Tem brilhado no torneio com defesas vitais e um jogo de pés interessante. Mais tranquilo na sua função, mudança que atribui a um psicólogo desportivo, bateu o recorde de Gordon Banks sem sofrer golos (720 minutos).

Kyle Walker, defesa

"Tudo nele é uma energia imensa", disse John Stones sobre o colega que tem quase 10 anos de serviço na selecção, continuando a levar a melhor sobre jogadores mais novos graças à excelente condição física.

John Stones, defesa

Defesa elegante, aprendeu nas divisões secundárias e aperfeiçou-se na Premier League, onde na época passada realizou uma grande época, que lhe permitiu recuperar a titularidade na selecção.

Harry Maguire, defesa

Estrela do Jogo: os melhores momentos de Maguire
Estrela do Jogo: os melhores momentos de Maguire

Profissional irrepreensível, a sua paixão pela selecção vem desde criança, quando "vestia a camisola e jogava no jardim como se fosse um estádio". Tem comandado a equipa com exibições imperiais e até já marcou.

Luke Shaw, defesa

Os elogios do icónico Roberto Carlos são o culminar de uma recuperação notável, assumindo-se como indiscutível após uma ausência de dois anos da selecção, cumprindo o potencial que lhe é reconhecido.

Declan Rice, médio

Jogador discreto fora de campo, parece um veterano dentro dele, dominando o meio-campo de forma autoritária e até já prometeu beber a sua primeira cerveja se a Inglaterra for campeã.

Kalvin Phillips, médio

Kalvin Phillips
Kalvin Phillips UEFA via Getty Images

Jogador a quem os adeptos do Leeds chamam o "Pirlo de Yorkshire", chegou primeiro à selecção do que à Premier League, mas em qualquer lado mostra uma capacidade de luta e de passe notáveis.

Mason Mount, médio

Vencedor da UEFA Champions League, tem melhor tempo de passe do que pontualidade, como explica o amigo Rice: "Raramente chega a horas e ainda por cima diz sempre que estava ocupado".

Bukayo Saka, avançado

"Já joguei na defesa, no meio-campo e no ataque", disse satisfeito numa entrevista. Esta versatilidade fê-lo destacar-se no clube e agora na selecção, onde tem brilhado no lado direito do ataque.

Harry Kane, avançado

Estrela do Jogo: veja Kane dar a vitória a Inglaterra
Estrela do Jogo: veja Kane dar a vitória a Inglaterra

Chamado apenas de "H" pelos colegas, foi o goleador do Mundial de 2018 e agora pode sê-lo no EURO, demorando a facturar mas já exibindo o faro de golo temível que o notabiliza no campeonato inglês.

Raheem Sterling, avançado

O "Miúdo de Brent" esteve algo apagado ao serviço do Manchester City mas tem sido fundamental neste torneio, graças à velocidade e técnica. A Inglaterra nunca perdeu um jogo no qual tenha marcado.

Menções honrosas

A irreverência e criatividade de Phil Foden e Jack Grealish têm sido importantes quando é preciso agitar o jogo, enquanto Jordan Henderson e Kieran Trippier desempenham papel importante fora do relvado mas também em campo, quando são chamados à acção.