O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Itália - Espanha: retrospectiva, factos e estatísticas do jogo

Uma das mais longas rivalidades na Europa vai conhecer um novo capítulo em Wembley, quando Itália e Espanha medirem forças pelo quarto EURO consecutivo.

 Leonardo Bonucci (Itália) e Álvaro Morata (Espanha) num jogo do EURO 2016
Leonardo Bonucci (Itália) e Álvaro Morata (Espanha) num jogo do EURO 2016 AFP via Getty Images

Itália e Espanha vão defrontar-se pela quarta vez seguida no EURO quando reeditarem uma das mais longas rivalidades na Europa na primeira meia-final do UEFA EURO 2020.

Itália - Espanha: cobertura em directo

• A Itália levou a melhor nos oitavos-de-final de 2016, quando terminou com o reinado de oito anos da Espanha como campeã europeia, série que incluiu vitórias sobre os Azzurri nos quartos-de-final de 2008 e na final de 2012.

• A Itália bateu a Bélgica por 2-1 nos quartos-de-final do UEFA EURO 2020, registando a sua 15ª vitória consecutiva em Campeonatos da Europa da UEFA – registo que constitui um novo recorde da competição, superando as 14 de Alemanha e Bélgica. A Espanha, por seu lado, precisou de um desempate por penáltis para ultrapassar a Suíça nos quartos-de-final, depois de um empate 1-1.

• O vencedor deste embate irá medir forças com a Inglaterra ou a Dinamarca na final, também em Wembley, a 11 de Julho.

Confrontos anteriores

Resumo do EURO 2016: Itália 2-0 Espanha
Resumo do EURO 2016: Itália 2-0 Espanha

• A Itália eliminou a Espanha no UEFA EURO 2016 com uma vitória por 2-0 nos oitavos-de-final, no the Stade de France, graças a golos de Giorgio Chiellini (33) e Graziano Pellè (90+1). Leonardo Bonucci, Alessandro Florenzi e Lorenzo Insigne (suplente utilizado) alinharam pela Itália nesse encontro, enquanto David de Gea, Jordi Alba, Sergio Busquets and Álvaro Morata foram titulares pela Espanha.

• As duas selecções encontraram-se também por duas vezes na qualificação para o Mundial de 2018: em Turim empataram 1-1 e no Santiago Bernabéu a Espanha venceu por 3-0, com Morata a marcar um dos golos. A Espanha terminou na frente desse Grupo G de qualificação, enquanto a Itália foi segunda e acabou derrotada por 1-0 no conjunto das duas mãos do "play-off" pela Suécia, falhando assim pela primeira vez desde 1958 a presença num Campeonato do Mundo.

• Ao todo, as duas selecções mediram forças por 37 vezes e o equilíbrio é a nota dominante: 11 vitórias para cada lado e 15 empates, tendo a Itália vencido duas vezes e a Espanha três em seis confrontos em fases finais do EURO.

• Itália e Espanha vão defrontar-se pelo quarto EURO consecutivo: empataram 0-0 nos quartos-de-final do UEFA EURO 2008, em Viena, com a Espanha a triunfar por 4-2 nos penáltis. Chiellini alinhou pela Itália nessa partida.

• Empataram depois 1-1 na sua estreia no UEFA EURO 2012, antes de se defrontarem na final, com a Espanha a vencer de forma categórica a Itália por 4-0. Jordi Alba marcou o segundo golo nesse encontro, disputado no NSC Olimpiyskiy, em Kiev, e Busquets também alinhou pela Espanha; Bonucci e Chiellini foram titulares na Itália, tendo o último saído lesionado ainda no primeiro tempo.

• Essa derrota no UEFA EURO 2016 é a única da Espanha ante a Itália nos últimos sete encontros entre as duas selecções (2V 4E) desde que perdeu por 2-1, em Bari, num amigável jogado em Agosto de 2011.

• Este 38º jogo entre as duas selecções significa que a Itália só defrontou duas selecções mais vezes do que a Espanha: a França (39 jogos) e a Suíça (59 jogos); a Itália, por seu lado, passa a ser o adversário contra quem a Espanha mais vezes jogo, a par de Portugal.

• As duas selecções irão também medir forças nas meias-finais da UEFA Nations League, em San Siro, Milão, a 6 de Outubro.

Factos do EURO: Itália

EURO 1988: Vialli marca o golo da vitória da Itália sobre a Espanha
EURO 1988: Vialli marca o golo da vitória da Itália sobre a Espanha

• O registo da Itália em meias-finais do EURO é de 3 vitórias e uma derrota:
1968 V 0-0 União Soviética (triunfo no desempate por moeda ao ar)
1988 D 0-2 União Soviética
2000 V 0-0 Países Baixos (após prolongamento, 3-1 pen)
2012 V 2-1 Alemanha

• Esta é a décima presença da Itália em fases finais do EURO e a sétima consecutiva, depois de ter falhado a presença em 1992, na Suécia. Só por duas vezes a Itália não ultrapassou a fase de grupos, em 1996 e 2004; em UEFA EURO 2016 atingiu os quartos-de-final.

• A Itália conquistou a prova como anfitriã em 1968 e foi finalista vencida por duas vezes: em 2000 e em 2012, aqui derrotada pela Espanha.

• Desta feita, a selecção comandada por Roberto Mancini venceu os dez jogos que disputou no Grupo J de qualificação, elevando para oito o número de países que, ao longo da história, se conseguiram apurar para uma fase final do EURO com um registo perfeito.

• A vitória por 3-0 no penúltimo encontro da fase de qualificação, na Bósnia e Herzegovina, foi a décima da seguida da Itália, feito inédito na sua história.

• A Squadra Azzurra chegou, depois, aos 11 triunfos seguidos com uma goleada de 9-1 sobre a Arménia, naquela que foi a primeira ocasião em que a selecção principal de Itália marcou nove golos num só jogo desde Agosto de 1948. Sete jogadores diferentes marcaram nesse jogo, também um recorde nacional.

• A Itália chegou a este EURO sem nunca ter marcado três golos em partidas de fases finais da prova, mas fê-lo por duas vezes neste EURO 2020, com triunfos por 3-0 sobre Suíça e Turquia, com os quais garantiu desde logo o primeiro lugar no Grupo A, antes de somar nova vitória, por 1-0, sobre o País de Gales na Jornada 3.

• A Itália superou, depois, com maiores dificuldades a Áustria nos oitavos-de-final, em Londres, com Federico Chiesa (95) e Matteo Pessina (105) a saltarem do banco para carimbarem o passaporte italiano para a quarta presença consecutiva em quartos-de-final do EURO.

• Aí, golos na primeira parte de Nicolò Barella (31) e Lorenzo Insigne (44) ditaram um triunfo por 2-1 sobre a Bélgica em Munique.

• Com esse êxito, a Itália apresenta agora um registo de 9 vitórias e 6 derrotas em fases a eliminar do EURO.

• A vitória sobre a Áustria nos oitavos-de-final foi a terceira da Itália em sete jogos disputados em Wembley. Todos os anteriores seis tinham sido contra a Inglaterra (2V 3E 1D). Essa única derrota foi por 2-0 na qualificação para o Mundial de 1978.

• O registo da Itália em solo inglês é de 8V 6E 11D. No EURO '96 jogou os seus dois primeiros jogos em Anfield, onde derrotou a Rússia por 2-1 e perdeu pelo mesmo resultado com a República Checa. Despediu-se da prova ao empatar sem golos com a Alemanha, em Old Trafford, na terceira jornada da fase de grupos.

• No Mundial de 1966, a Itália estreou-se com uma vitória por 2-0 sobre o Chile, em Sunderland, mas foi derrotada por 1-0 pela União Soviética na segunda jornada da fase de grupos e acabou eliminada ao perder 1-0 com a Coreia do Norte em Middlesbrough.

Factos do EURO: Espanha

Resumo da final do EURO 2012: Espanha 4-0 Itália
Resumo da final do EURO 2012: Espanha 4-0 Itália

• A Espanha venceu todas as quatro meias-finais do EURO que disputou até à data:
1964 V 2-1 v Hungria (após prolongamento)
1984 V 1-1 v Dinamarca (após prolongamento, 5-4 pen)
2008 V 3-0 v Rússia
2012 V 0-0 v Portugal (após prolongamento, 4-2 pen)

• Esta é a sétima presença seguida da Espanha em fases finais do EURO. Foi campeã em 1964, 2008 e 2012.

• A defesa do troféu da Espanha no UEFA EURO 2016 terminou nos oitavos-de-final, afastada pela Itália. Os espanhóis foram também afastados nos oitavos-de-final do Mundial 2018 pela anfitriã Rússia no desempate por penáltis e esta é a primeira vez que chegam a uma meias-finais de uma grande competição desde o UEFA EURO 2012.

• Espanha e Alemanha/RFA são as únicas selecções a terem conquistado três edições do EURO.

• A Espanha apurou-se para a fase final deste UEFA EURO 2020 ao somar oito vitórias e dois empates e terminar com 26 pontos no topo do Grupo F.

• Espanha foi uma das cinco selecções que não perderam qualquer golo rumo ao UEFA EURO 2020, juntamente com Bélgica, Itália, Dinamarca e Ucrânia.

• A Espanha fez mais remates (227), teve mais posse de bola (70%) e completou uma maior percentagem de passes (91%) do que qualquer outra selecção na fase de qualificação.

• A selecção espanhola disputou todos os seus três jogos no Grupo E no Estadio La Cartuja, em Sevilha, abrindo com um nulo diante da Suécia e com um empate 1-1 com a Polónia. Encontrou-se com as vitórias na terceira jornada, ao golear a Eslováquia por 5-0 – naquele que foi o primeiro jogo de uma fase final do EURO em que a Espanha marcou cinco golos e no qual igualou o triunfo pela maior margem da História das fases finais dos Campeonatos da Europa.

• A Espanha tornou-se na primeira selecção a marcar cinco golos em dois jogos seguidos de uma fase final do EURO ao bater, depois, a Croácia por 5-3 (após prolongamento) nos oitavos-de-final.

• Oyarzabal marcou o penálti decisivo no triunfo por 3-1 no desempate por pontapés da marca de grande penalidade ante uma Suíça já reduzida a dez jogadores nos quartos-de-final. O encontro chegou ao final dos 120 minutos empatado 1-1.

• Sempre que a Espanha venceu um embate dos quartos-de-final em fases finais do EURO acabou por erguer o troféu.

• A Espanha perdeu cinco dos nove jogos que disputou até à data no Estádio de Wembley (2V 2E), embora tenha vencido o mais recente, por 2-1, frente à Inglaterra para a UEFA Nations League, em Setembro de 2018, graças a golos de Saúl Ñíguez e Rodrigo. Já sofreu, contudo, uma eliminação nesse palco, no EURO'96, ao perder por 4-2 no desempate por penáltis frente a Inglaterra, nos quartos-e-final.

• O registo da Espanha em solo inglês é de 5V 5E 9D. No Mundial de 1966 somou 1V 2D; e no EURO '96, onde disputou os três encontros da fase de grupos em Leeds antes da tal derrota nos penáltis em Wembley, o registo foi de 1V 3E.

Ligações e curiosidades

Veja o desafio de fotos de Itália
Veja o desafio de fotos de Itália

• Luis Enrique, seleccionador da Espanha, treinou a Roma em 2011/12 e Daniele De Rossi, actual membro da equipa técnica de Roberto Mancini, foi seu jogador.

• Jogaram em Espanha:
Salvatore Sirigu (Sevilha 2016/17 por empréstimo, Osasuna 2017 por empréstimo)
Ciro Immobile (Sevilha 2015/16)
Alessandro Florenzi (Valência 2020 por empréstimo)

• Jogaram em Itália:
Álvaro Morata (Juventus 2014–16, 2020– por empréstimo)
Fabián Ruiz (Nápoles 2018–)

• Jogaram juntos:
Alessandro Florenzi e José Luis Gayà (Valência 2020)
Álvaro Morata e Giorgio Chiellini, Leonardo Bonucci (Juventus 2014–16, 2020–)
Álvaro Morata e Federico Bernardeschi, Federico Chiesa (Juventus 2020–)
Alex Meret, Lorenzo Insigne e Fabián Ruiz (Nápoles 2018–)
Giovanni Di Lorenzo e Fabián Ruiz (Nápoles 2019–)
Emerson e César Azpilicueta (Chelsea 2017–)
Jorginho e César Azpilicueta (Chelsea 2018–)
Marco Verratti e Pablo Sarabia (Paris Saint Germain 2019–)

• Chiesa marcou dois golos a Unai Simón – ambos após assistências de Barella – num triunfo por 3-1 da Itália sobre a Espanha na Jornada 1 do Campeonato da Europa de Sub-21 de 2019, em Bolonha. Meret e Alessandro Bastoni também faziam parte dessa equipa da Itália, com Oyarzabal e Fabián Ruiz a alinharem também do lado espanhol. Manuel Locatelli e Dani Olmo também integravam as respectivas selecções, mas não saíram do banco.

• Jorginho foi titular e Emerson suplente utilizado no triunfo por 1-0 do Chelsea sobre um Manchester City que contou com Rodri, Aymeric Laporte e Ferran Torres, em Wembley, nas meias-finais da Taça de Inglaterra de 2020/21, a 17 e Abril. O Chelsea, com Jorginho a titular, derrotou também o City pelo mesmo resultado na final da UEFA Champions League, um mês depois, sem que nenhum dos três internacionais espanhóis do conjunto de Manchester, tenham saído do banco, o mesmo se passando com Eric García.

• Laporte marcou o golo da vitória do City em Wembley, por 1-0, frente ao Tottenham na final de 2020/21 da Taça da Liga inglesa, a 25 de Abril.

• Busquets alinhou pelo Barcelona no triunfo na final de 2011 da UEFA Champions League em Wembley, sobre o Manchester United, por 3-1. Esteve também, com Thiago Alcántara e David de Gea, num triunfo da Espanha sobre a Inglaterra por 2-1 em Wembley na UEFA Nations League, em Setembro de 2018.

• Chiellini fez parte da equipa da Juventus que derrotou o Tottenham por 2-1 em Wembley nos oitavos-de-final da UEFA Champions League 2017/18.

• Morata bisou num triunfo caseiro, por 3-1, da Juventus sobre a Lazio, que contou com Francesco Acerbi e Ciro Immobile, a 6 de Março.

• Marco Verratti e Alessandro Florenzi foram titulares em ambos os jogos do Paris Saint-Germain nos dois triunfos sobre o Barcelona, que contou com Busquets, Jordi Alba e Pedri, nos oitavos-de-final da UEFA Champions League 2020/21. Busquets e Pedri também foram titulares pelo Barça na derrota por 0-3 em casa, na fase de grupos, ante uma Juventus que contou com Bonucci e Chiesa.

• O médio espanhol Thiago Alcántara nasceu na cidade italiana de San Pietro Vernotico, quando o seu pai, Mazinho jogava no Lecce.

Desempate por penáltis

Espanha - Itália: Desempate por penáltis no EURO 2008
Espanha - Itália: Desempate por penáltis no EURO 2008

• O registo da Itália em desempates por pontapés da marca de grande penalidade em jogos oficiais é de 4 vitórias e 7 derrotas:
8-9 frente à Checoslováquia, EURO 1980, jogo de atribuição do 3º lugar
3-4 frente à Argentina, Mundial 1990, meias-finais
2-3 frente ao Brasil, Mundial 1994, final
3-4 frente à França, Mundial 1998, quartos-de-final
3-1 frente aos Países Baixos, UEFA EURO 2000, meias-finais
5-3 frente à França, Mundial 2006, final
2-4 frente à Espanha, UEFA EURO 2008, quartos-de-final
4-2 frente à Inglaterra, UEFA EURO 2012, quartos-de-final6-7 frente à Espanha, Taça das Confederações de 2013, meias-finais
3-2 frente ao Uruguai, Taça das Confederações de 2013, jogo de atribuição do 3º lugar
5-6 frente à Alemanha, UEFA EURO 2016, quartos-de-final

• O registo da Espanha em dez desempates por pontapés da marca de grande penalidade em jogos oficiais é de 6 vitórias e 4 derrotas:
5-4 frente à Dinamarca, EURO 1984, meias-finais
4-5 frente à Bélgica, Mundial 1986, quartos-de-final
2-4 frente à Inglaterra, EURO '96, quartos-de-final
3-2 frente à República da Irlanda, Mundial 2002, oitavos-de-final
3-5 frente à Coreia do Sul, Mundial de 2002, quartos-de-final
4-2 frente à Itália, UEFA EURO 2008, quartos-de-final
4-2 frente a Portugal, UEFA EURO 2012, meias-finais
7-6 frente à Itália, Taça das Confederações de 2013, meias-finais
3-4 frente à Rússia, Mundial 2018 FIFA, oitavos-de-final
3-1 frente à Suíça, UEFA EURO 2020, quartos-de-final

• Nenhuma selecção conseguiu vencer dois desempates por penáltis na mesma edição do EURO.

Descarregue a app do EURO 2020!