O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Lukaku contra a Itália: "Força da natureza" encontra objecto inamovível

Romelu Lukaku brilhou nas duas últimas épocas da Serie A, mas conseguirá bater a forte defesa da Itália com a Bélgica nos quartos-de-final?

Romelu Lukaku has three EURO 2020 goals to his name
Romelu Lukaku has three EURO 2020 goals to his name UEFA via Getty Images

A empolgante selecção da Itália no UEFA EURO 2020 foi construída sobre uma base de talentos da Serie A, responsável por fornecer 22 dos 26 convocados. No entanto, o jogador mais valioso do campeonato transalpino, autor de 24 golos e dez assistências que ajudaram sobremaneira o Inter a quebrar a hegemonia da Juventus, não figura no grupo "azzurri". E esta sexta-feira, aliás, será seu adversário.

Cobertura em directo: Bélgica - Itália

Romelu Lukaku entrou de rompante no principal escalão do futebol italiano desde que chegou, em Agosto de 2019, após uma passagem de altos e baixos pelo Manchester United. Marcou na estreia pelo Inter, frente ao Lecce, e os golos têm surgido com frequência desde então: 47 em 72 jogos, com mais 12 assistências.

EURO 2000: Itália 2-0 Bélgica
EURO 2000: Itália 2-0 Bélgica

Os "nerazzurri" conquistaram esta época o seu primeiro título em 11 anos, terminando com 12 pontos de vantagem sobre o segundo classificado e rival citadino do Milan. Para muitos, o pé esquerdo letal de Lukaku teve influência fundamental no desfecho.

"Dois anos em Itália fizeram-no melhor", escreveu Claudio Ranieri na sua coluna para a La Gazzetta dello Sport. "A confiança e a responsabilidade que Antonio Conte lhe deu fortaleceram-no internamente. Ele é um tanque, marca com naturalidade, não falha nenhum jogo."

Conte descreve Lukaku como "uma força da natureza" e parece adequada para um jogador que apontou 46 tentos nas suas derradeiras 45 partidas pela selecção belga.

Lukaku pela Bélgica

97 jogos
63 golos
14 assistências

"É um grande avançado", disse o defesa italiano Francesco Acerbi ao EURO2020.com. "Teve um enorme impacto na Serie A, bem como na Bélgica. Se lhe dermos algum espaço, ele pode marcar. É preciso estar sempre concentrado, não o podemos largar. Mas eu já consegui travá-lo."

Belgium team-mates quiz
Belgium team-mates quiz

De facto, assim é. Acerbi ajudou a Lázio a travar Lukaku por três vezes nas últimas duas épocas; no jogo mais recente, porém, o avançado de 28 anos marcou dois golos e fez uma assistência num triunfo da sua equipa por 3-1. O imperial Gianluigi Donnarumma também apresenta cicatrizes de conflitos passados: Lukaku marcou ao guarda-redes nos quatro dérbis de Mião que a dupla disputou nos derradeiros dois anos.

A defesa "azzurri" carrega sempre nos ombros o peso histórico do mito do "catenaccio" e segue agora numa série de 11 desafios em 12 sem sofrer golos. "Ninguém joga melhor colectivamente do que a Itália", diz Conte. "Outras equipas têm estrelas, mas a Itália tem um colectivo e um bom estilo de futebol".

A Bélgica, contudo, tem Lukaku.

Descarregue a app do EURO