O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Portugal 2-4 Alemanha: Eficácia alemã bate campeão

Cristiano Ronaldo abriu a contagem, mas depois os alemães assumiram o comando do jogo e ganharam graças a uma resposta forte.

Veja os melhores momentos deste jogo em Munique, que terminou com seis golos.
Resumo: Portugal 2-4 Alemanha

A Alemanha anulou uma desvantagem e deu uma prova de força no UEFA EURO 2020, marcando quatro golos ao campeão Portugal para vencer e deixar tudo em aberto no Grupo F.

Portugal - Alemanha: como aconteceu e reacções


O jogo em poucas palavras

Os anfitriões entraram a dominar, mas foi Portugal quem marcou primeiro. Bernardo Silva conduziu um contra-ataque aos 15 minutos e fez um passe longo para Diogo Jota, que depois de controlar com o peito ofereceu o golo a Cristiano Ronaldo. A equipa Joachim Löw abanou mas conseguiu empatar, aos 35 minutos, quando o cruzamento de Robin Gosens para Kai Havertz levou Rúben Dias a desviar para a própria baliza. O pesadelo da equipa de Fernando Santos ainda não tinha terminado e a seis minutos do intervalo, num novo cruzamento surgiu mais um auto-golo, desta fez da autoria de Raphael Guerreiro.

Gosens festeja o seu golo
Gosens festeja o seu goloPOOL/AFP via Getty Images

O descanso não trouxe tranquilidade a Portugal, que voltou a falhar na defesa aos 51 minutos. Gosens teve muito espaço na esquerda e ofereceu o 3-1 a Kai Havertz. O alemães marcaram o quarto golo à passagem da hora de jogo, com Joshua Kimmich a cruzar para o cabeceamento certeiro de Gosens. A equipa de Fernando Santos ainda esboçou uma reacção e aos 67 minutos, na sequência de um livre para o segundo poste, Cristiano Ronaldo assistiu Diogo Jota, que reduziu a diferença. O suplente Renato Sanches ainda rematou com estrondo ao poste, aos 79 minutos, mas o marcador não voltou a funcionar.

Contas da fase de grupos

Melhor em campo: Robin Gosens (Alemanha)

Robin Gosens com o prémio Estrela do Jogo
Robin Gosens com o prémio Estrela do JogoUEFA via Getty Images

"Uma exibição sensacional do ala esquerdo da Alemanha. Esteve envolvido em quase todos os golos e ainda conseguiu marcar. Esteve sempre bem sem bola e ajudou a fechar os espaços ao lado de Antonio Rüdiger: Portugal raramente conseguiu subir por aquele lado. Gosens esteve sempre bem nas subidas ao ataque e foi uma ameaça permanente com as jogadas de um contra um e com os cruzamentos. Um desempenho de classe mundial".
Steffen Freund, Observador técnico da UEFA

Conheça todas as Estrelas do Jogo Heineken do UEFA EURO 2020.

Reacções

Fernando Santos, seleccionador de Portugal: “Começámos bem, com boa organização de jogo, a procurar atacar e conseguir ligar o jogo. Aproveitámos bem uma jogada de contra-ataque, que foi um dos momentos em que sabíamos que eles iriam tentar evitar. A Alemanha foi melhor. Tivemos uma segunda oportunidade num contra-ataque que poderia ter dado golo e teria sido diferente."

Renato Sanches, médio de Portugal: "Claro que foi 4-2, mas também tivemos oportunidade para marcar, tal como eles. Foi um jogo entre duas grandes equipas. O resultado fala por si, mas tivemos oportunidades para reduzir. Independentemente de começar a jogar ou não, faço sempre o meu melhor. Claro que todos os jogadores querem jogar, mas temos que respeitar as decisões."

João Moutinho, médio de Portugal: "É um resultado que não queríamos. Não conseguimos por vezes lutar contra a supremacia da Alemanha, mas temos de retirar as coisas positivas deste jogo. A Alemanha tem uma grande equipa, jogadores muito bons que actuaram muito entre as linhas. Não conseguimos sair da pressão, mas melhorámos. Fizemos o 4-2 e ainda tivemos uma bola no poste. Temos de continuar a trabalhar."

Danilo, médio de Portugal: “É um resultado pesado, não conseguimos lidar bem com a táctica dos alemães. Eles conseguiram ter muita posse de bola e jogaram no nosso meio-campo. Na segunda parte reagimos, mas não foi suficiente."

Joachim Löw, seleccionador da Alemanha, em declarações ao EURO2020.com: "Falámos de algumas coisas nos últimos dias. Ainda procurávamos o equilíbrio após o jogo com a França e sabíamos que tínhamos de acrescentar qualquer coisa para criar mais oportunidades. Lutámos de forma brilhante. Fizemos ataques muitos bons contra um adversário realmente forte."

Thomas Müller, avançado da Alemanha, em declarações à Magenta: "Precisávamos desesperadamente destes três pontos e temos o nosso destino novamente nas nossas mãos. Mas não devemos perder o foco, pois é muito difícil jogar contra a Hungria."

Golos de Ronaldo em cinco EUROs
Golos de Ronaldo em cinco EUROs

Principais estatísticas

  • A Alemanha marcou pela primeira vez quatro golos num jogo da fase de grupos do EURO
  • Os alemães venceram os últimos cinco duelos com Portugal, com o último desaire a ser no EURO 2000.
  • Ronaldo marcou 46 golos nos últimos 44 jogos por Portugal.
  • A derrota terminou coma invencibilidade de Portugal que durava há sete jogos (5V 2E) e foi apenas o terceiro desaire nos últimos 30 jogos (19V 9E).
  • Portugal não tinha sofrido golos em nove dos últimos 13 desafios antes deste.
  • Portugal também estava sem perder há seis jogos na fase de grupos do EURO (3V 3E), desde a derrota por 1-0 com a Alemanha na estreia no EURO 2012.
  • A Alemanha estava há dois jogos sem marcar na fase final do EURO, igualando o maior jejum, que remontava a 2000.

Equipas

Portugal: Rui Patrício; Nélson Semedo, Rúben Dias, Pepe, Guerreiro; Danilo, William Carvalho (Rafa Silva 58); Diogo Jota, Bruno Fernandes (Moutinho 64), Bernardo Silva (Renato Sanches 46); Ronaldo

Alemanha: Neuer; Ginter, Hummels (Can 63), Rüdiger; Kimmich, Gündoğan (Süle 73), Kroos, Gosens (Halstenberg 62); Havertz (Goretzka 73), Müller; Gnabry

A seguir

Alemanha - Hungria - Quarta-feira, 23 de Junho
Portugal - França - Quarta-feira, 23 de Junho