O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

EURO 2020: A Bélgica vista pelo nosso repórter

A repórter do UEFA.com junto da Bélgica, Alyssa Saliou, analisa detalhadamente os "Diabos Vermelhos.

Tudo o que precisa de saber sobre a Bélgica no EURO 2020.
Conheça as equipas: Bélgica

Jogos do Grupo B

12/06: Bélgica - Rússia
17/06: Dinamarca - Bélgica
21/06: Finlândia - Bélgica

Perfil da equipa

Todos os golos da Bélgica no caminho para o EURO 2020
Todos os golos da Bélgica no caminho para o EURO 2020

Treinador: Roberto Martínez
Capitão: Eden Hazard
Alcunha: Diabos Vermelhos
Como se qualificou: Vencedora do Grupo I (10V 0E 0D 40GM 3GS)
Melhor no EURO: Finalista (1980)

Onde podem disputar os jogos a eliminar

Oitavos-de- final: Amesterdão, Bucareste, Sevilha ou Glasgow
Quartos-de-final: São Petersburgo, Munique, Roma ou Baku
Meia-final: Londres
Final: Londres

Lista final de 26 convocados

Guarda-redes: Thibaut Courtois (Real Madrid), Simon Mignolet (Brugge), Matz Sels (Estrasburgo)

Defesas: Toby Alderweireld (Tottenham), Dedryck Boyata (Hertha Berlim), Timothy Castagne (Leicester), Jason Denayer (Lyon), Thomas Meunier (Dortmund), Thomas Vermaelen (Vissel Kobe), Jan Vertonghen (Benfica)

Médios: Nacer Chadli (İstanbul Başakşehir), Yannick Carrasco (Atlético de Madrid), Kevin De Bruyne (Manchester City), Leander Dendoncker (Wolves), Eden Hazard (Real Madrid), Thorgan Hazard (Dortmund), Dennis Praet (Leicester), Youri Tielemans (Leicester), Hans Vanaken (Brugge), Axel Witsel (Dortmund)

Avançados: Michy Batshuayi (Crystal Palace), Christian Benteke (Crystal Palace), Jeremy Doku (Rennes), Romelu Lukaku (Inter), Dries Mertens (Nápoles), Leandro Trossard (Brighton)

Golos clássicos da Bélgica no EURO
Golos clássicos da Bélgica no EURO

Repórter do UEFA.com junto da Bélgica: Alyssa Saliou

Este é o meu primeiro EURO com o UEFA.com, mas já trabalhei de perto com a selecção; comecei no Campeonato do Mundo de 2014, onde foram lançadas as bases da actual “Geração de Ouro”. Há alguns anos que a Bélgica tem uma equipa capaz de lutar por títulos, que já liderou o “ranking” da FIFA. Será que finalmente vai confirmar o estatuto neste EURO?

Como joga

Roberto Martínez pode ser imprevisível, mas tem utilizado frequentemente uma táctica de 3-4-2-1 nos últimos cinco anos. À frente da defesa de três elementos, apresenta dois médios poderosos, pelo que há sempre cinco jogadores atrás da linha da bola se a Bélgica estiver sob pressão, enquanto os dois médios nos flancos apoiam os três avançados, que jogam num espaço relativamente reduzido no ataque. A equipa tem uma excelente combinação entre pequenos jogadores tecnicistas e outros poderosos e incansáveis.

Jogador-chave: Kevin De Bruyne

O médio do Manchester City deixa a sua marca em todos os jogos em que participa. Se De Bruyne estiver ausente ou fora de forma, a Bélgica sentir-se-á uma equipa completamente diferente. Nenhuma selecção a este nível depende exclusivamente de um jogador, mas é difícil subestimar a importância da capacidade de De Bruyne ler o jogo e fazer passes incisivos para os avançados. Com a bola, ou mesmo sem ela, é um jogador fenomenal.

Treinador: Roberto Martínez

Martínez foi um médio espanhol que passou a maior parte de carreira nas ligas inglesas, tendo orientado Swansea, Wigan e Everton antes de assumir o comando da Bélgica após a derrota dos “Diabos Vermelhos" com o País de Gales nos quartos-de-final do EURO 2016. Herdou uma equipa muito talentosa, mas a abordagem prática e a visão táctica do técnico de 47 anos elevaram esta selecção a outro nível.

Jogador a seguir: Jeremy Doku

Não faltam atacantes à Bélgica, conta com jogadores como Michy Batshuayi, Romelu Lukaku, Eden Hazard e Dries Mertens, pelo que a presença entre os convocados de Doku, que tem apenas 19 anos, já é uma grande proeza. O atacante do Rennes é um jogador excitante, lança-se para o ataque no primeiro toque na bola e acelera de forma vertiginosa. Tendo em conta o talento e a idade, será dentro de curto prazo um nome sonante.

Podem ser campeões?

Se olharmos para o talento disponível, certamente que sim. No entanto esta é uma competição difícil e há jogadores importantes com problemas físicos. Conseguirá Axel Witsel garantir o seu lugar no meio-campo? Será que De Bruyne estará no seu melhor após uma pequena cirurgia a uma lesão na face? Eden Hazard estará em condições de jogar 90 minutos? Pelo lado positivo, Yannick Carrasco está em grande forma depois de ser campeão espanhol ao serviço do Atlético, enquanto a título na Série A com o Inter deixou Lukaku com vontade de mais. Se tudo correr bem, talvez não haja forma de travar a Bélgica.

Obtenha a app oficial do UEFA EURO 2020