O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

EURO 2020: Os Países Baixos vistos pelo nosso repórter

O repórter holandês do UEFA.com, Derek Brookman, olha para as principais qualidades da selecção "laranja".

Tudo o que precisa de saber sobre os Países Baixos no EURO 2020.
Conheça as equipas: Países Baixos

13/06: Países Baixos - Ucrânia (Amsterdão)
17/06: Países Baixos - Áustria (Amsterdão)
21/06: Macedónia do Norte - Países Baixos (Amsterdão)

Perfil da equipa

Todos os golos dos Países Baixos rumo ao EURO 2020
Todos os golos dos Países Baixos rumo ao EURO 2020

Seleccionador: Frank de Boer
Capitão: Georginio Wijnaldum
Alcunha: Laranja
Como se qualificou: Segundos classificados do Grupo C (V6 E1 D1 GM24 GS7)
Melhor desempenho no EURO: Vencedores(1988)

Onde poderão jogar os encontros da fase a eliminar

Oitavos-de-final: Glasgow, Budapeste, Londres ou Bucareste
Quartos-de-final: São Petersburgo, Munique, Roma ou Baku
Meias-finais: Londres
Final: Londres

Os convocados para a fase final

Guarda-redes: Marco Bizot (AZ), Tim Krul (Norwich), Maarten Stekelenburg (Ajax)

Defesas: Nathan Aké (Manchester City), Daley Blind (Ajax), Matthijs de Ligt (Juventus), Stefan de Vrij (Inter Milão), Denzel Dumfries (PSV), Patrick van Aanholt (Crystal Palace), Joël Veltman (Brighton), Owen Wijndal (AZ)

Médios: Frenkie de Jong (Barcelona), Marten de Roon (Atalanta), Ryan Gravenberch (Ajax), Davy Klaassen (Ajax), Teun Koopmeiners (AZ), Quincy Promes (Spartak Moskva), Jurriën Timber (Ajax), Georginio Wijnaldum (Liverpool)

Avançados: Steven Berghuis (Feyenoord), Luuk de Jong (Sevilha), Memphis Depay (Lyon), Cody Gakpo (PSV), Donyell Malen (PSV Eindhoven), Wout Weghorst (Wolfsburgo)

Resumo da final do EURO 1988: Países Baixos 2-0 URSS
Resumo da final do EURO 1988: Países Baixos 2-0 URSS

Repórter do UEFA.com a acompanhar os Países Baixos: Derek Brookman

Espero sinceramente que a selecção "laranja" tenha uma campanha mais bem sucedida neste EURO do que aquela que realizou no último a que eu assisti. No EURO 2012 os Países Baixos perderam os seus três jogos na fase de grupos – frente a Dinamarca, Alemanha e Portugal – com mais ou menos os mesmos jogadores com que tinha atingido a final do Campeonato do Mundo dois anos antes. Ainda assim, tive a possibilidade de passar duas semanas em Kharkiv: uma cidade verdadeiramente maravilhosa, e ninguém que lá tenha estado vai esquecer a discoteca Misto!

Como joga

Esta actual selecção dos Países Baixos é conhecida por ter um estilo de jogo baseado na posse de bola e com mentalidade ofensiva, num sistema táctico em 4-3-3. A bola é conduzida para o ataque de forma organizada em vez de ser enviada de imediato para a frente. A largura é, geralmente, conferida pelas subidas dos laterais, Wijndal, Blind ou Dumfries, com os extremos a flectirem muitas vezes para dentro – pelo que o esquerdino Berghuis actua sempre pela direita.

Georginio Wijnaldum: Todos os seus golos na Qualificação Europeia
Georginio Wijnaldum: Todos os seus golos na Qualificação Europeia

Jogador-chave: Georginio Wijnaldum

O capitão dos Países Baixos já por várias vezes mostrou ser capaz de brilhar nos grandes palcos pelo seu clube e pelo seu país. As suas incursões até à grande área contrária e a sua excelente capacidade de finalização fazem dele o segundo melhor marcador da selecção "laranja" em actividade; com 22 golos tem apenas menos um do que Memphis Depay. Além disso, os dois parecem ter um entendimento quase telepático em campo.

Selecionador: Frank de Boer

A tarefa de suceder a Ronald Koeman não seria fácil para ninguém, mas Frank de Boer recuperou de um início algo titubeante para colocar os Países Baixos de novo na rota certa. Apesar de seguir o clássico 4-3-3 do Ajax/Barcelona/Países Baixos, não tem problemas mudar quando é preciso, como mostrou ao recorrer a um bem-sucedido 5-3-2 na UEFA Nations League frente à Itália.

Jogador a ter em conta: Matthijs de Ligt

Capitão do Ajax com apenas 19 anos, um autêntico rochedo a defender e forte a atacar, brilhou na fantástica campanha do clube de Amesterdão na UEFA Champions League de 2018/19 (marcou quer nos quartos-de-final, quer nas meias-finais), e sagrou-se campeão de Itália no seu primeiro ano na Juventus; com Virgil van Dijk ausente, este torneio poderá ser a plataforma perfeita para que De Ligt acabe por se tornar numa lenda da selecção "laranja".

Será capaz de vencer a prova?

Realisticamente, esta equipa terá de estar ao seu melhor nível em todos os aspectos e ter também a sorte do seu lado em alguns momentos para acabar por erguer o troféu. Falta-lhe ainda um ou outro jogador para que se possa considerar esta selecção dos Países Baixos como uma selecção de topo, mas uma presença nas meias-finais não é, de todo, de descartar e, se aí chegar, nunca se sabe o que mais poderá fazer.

Descarregue a app do UEFA EURO 2020