O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

EURO 2020: A França vista pelo nosso repórter

O repórter do UEFA.com junto da França, David Crossan, considera que os "bleus" têm vindo sempre a melhorar desde a última presença na final.

Tudo o que precisa de saber sobre a França no EURO 2020.
França

Jogos no Grupo F

15/06: França - Alemanha (Munique)
19/06: Hungria - França (Budapeste)
23/06: Portugal - França (Budapeste)

Todos os golos da caminhada da França para o EURO 2020
Todos os golos da caminhada da França para o EURO 2020

Treinador: Didier Deschamps
Capitão: Hugo Lloris
Alcunha: Les Bleus
Como se qualificou: Vencedora do Grupo H (8V 1E 1D 25GM 6GS)
Melhor no UEFA EURO:
vencedor (1984, 2000)

Onde pode jogar a fase a eliminar

Oitavos-de-final: Bucareste, Budapeste, Londres ou Sevilha
Quartos-de-final: São Petersburgo, Munique, Roma ou Baku
Meia-final: Londres 
Final: Londres 

Lista final de 26 convocados

 Veja golos fantásticos da França
Veja golos fantásticos da França

Guarda-redes: Hugo Lloris (Tottenham), Steve Mandanda (Marselha), Mike Maignan (Milan)

Defesas: Lucas Digne (Everton), Léo Dubois (Lyon), Lucas Hernandez (Bayern), Presnel Kimpembe (Paris), Jules Koundé (Sevilha), Clément Lenglet (Barcelona), Benjamin Pavard (Bayern), Raphaël Varane (Real Madrid), Kurt Zouma (Chelsea)

Médios: N'Golo Kanté (Chelsea), Thomas Lemar (Atlético Madrid), Paul Pogba (Manchester United), Adrien Rabiot (Juventus), Moussa Sissoko (Tottenham), Corentin Tolisso (Bayern)

Avançados: Wissam Ben Yedder (Mónaco), Karim Benzema (Real Madrid), Kingsley Coman (Bayern), Ousmane Dembélé (Barcelona), Olivier Giroud (Chelsea), Antoine Griezmann (Barcelona), Kylian Mbappé (Paris), Marcus Thuram (Mönchengladbach)

Resumo do EURO 2016: Alemanha 0-2 França
Resumo do EURO 2016: Alemanha 0-2 França

Repórter do UEFA.com junto da França: David Crossan

Acompanhar a França em casa no EURO 2016 foi um enorme prazer. O grande destaque foi a vitória sobre a Alemanha na meia-final em Marselha, pois nunca tinha visto num jogo internacional um estádio tão ruidoso. Outros destaques dessa campanha foram poder falar com o capitão Hugo Lloris sobre a sua paixão pelo filme Gladiador e o treinador Didier Deschamps a alertar-me para ter cuidado com as queimaduras solares após alguns dias junto à costa do Mediterrâneo.

Como joga

Deschamps tem testado vários sistemas recentemente, mas o meio-campo em losango no amigável contra o País de Gales parece ser a formação mais provável para o EURO. Permite a Kylian Mbappé fazer dupla com o regressado Karim Benzema no ataque, apoiado por Antoine Griezmann, com os três a terem liberdade total quando a França tem a bola.

Jogador-chave: Kylian Mbappé

O avançado do Paris Saint-Germain parece jogar ainda melhor quando os adversários são mais exigentes. Excepção feita às fases finais dos torneios, a França costuma defrontar equipas que optam por privilegiar a defesa e o meio-campo, o que torna mais difícil a vida a Mbappé, incapaz de fazer uso dos seus pontos fortes. Frente a oponentes de maior qualidade e que tentam jogar o jogo pelo jogo, o jovem dianteiro mostra-se letal, sobretudo no contra-ataque.

Resumo da final do EURO 2000: França 2-1 Itália
Resumo da final do EURO 2000: França 2-1 Itália

Treinador: Didier Deschamps

Deschamps é especialista em grandes competições. Foi campeão do Mundo e vencedor do EURO como jogador e agora tem hipótese de fazer história ao conseguir a “dobradinha” como treinador. Deschamps tornou a França numa equipa muito sólida e tem um talento invejável ao seu dispor.

Jogador a seguir: Kingsley Coman

Tendo falhado a conquista do Campeonato do Mundo devido a lesão, Coman está ainda mais motivado. O desejo de Deschamps em equilibrar a sua equipa poderá levar a que o veloz extremo do Bayern seja relegado para o banco de suplentes, mas as defesas contrárias terão certamente calafrios quando virem a placa de substituição com o seu número.

Podem ser campeões?

Claro que sim. A França tem uma equipa mais forte do que quando perdeu com Portugal na final de 2016 e um grupo complicado é garantia que a selecção gaulesa estará bem preparada para a fase a eliminar. Nenhum conjunto tem um plantel com tanta qualidade como a França, Deschamps tem um lote de excelentes opções à sua disposição no banco.

Descarregue a app oficial do UEFA EURO 2020