O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Suécia - Polónia: retrospectiva do UEFA EURO 2020, factos e estatísticas

A Suécia leva vantagem no conjunto dos duelos, mas a história refere que a Polónia venceu o único encontro entre ambos numa fase final.

Henrik Larsson durante um amigável entre as duas selecções, em 2004
Henrik Larsson durante um amigável entre as duas selecções, em 2004 AFP via Getty Images

A Polónia espera que se repita o desfecho do único jogo com a Suécia numa fase final quando as duas equipas se defrontarem no Estádio de São Petersburgo na última jornada do Grupo E.

• A Suécia lidera o grupo com quatro pontos, depois do empate inaugural frente à Espanha (0-0), com uma derrota por 1-0 sobre a Eslováquia, que soma três pontos. A Espanha está em terceiro lugar com dois pontos, enquanto a Polónia está um ponto atrás, depois de responder à derrota por 2-1 na primeira jornada, contra a Eslováquia, com um empate 1-1 ante a Espanha no jogo seguinte.

• A Suécia está apurada e terminará na frente do grupo se bater a Polónia. Se a Suécia perder e o outro jogo do agrupamento terminar empatado, a Suécia, a Eslováquia e a Polónia serão separadas para os três primeiros lugares com base nos resultados entre as três equipas. Se a Suécia perder, então terminará em terceira.

• A Polónia apura-se com uma vitória e pode até terminar em primeiro lugar do grupo se o outro jogo acabar empatado.

Confrontos anteriores

• Este será o 27º jogo entre ambos, com a Suécia a registar 14 triunfos, incluindo nos últimos cinco jogos. O mais recente aconteceu num amigável em Solna, a 5 de Junho de 2004, por 3-1.

• A Suécia já tinha batido a Polónia, em casa e fora, na fase de qualificação do UEFA EURO 2000 e do UEFA EURO 2004, não tendo sofrido golos em nenhum dos jogos: 1-0 fora e 2-0 em casa na edição de 2000; 3-0 em casa e 2-0 fora na edição de 2004.

• A Suécia não perde há sete jogos com a Polónia (V6 E1), desde um desaire por 2-0 num amigável realizado em Gdynia, em Agosto de 1991. A formação escandinava marcou um total de 18 golos nesses sete encontros e sofreu apenas três, dois deles no empate 2-2 num amigável em Solna, em Maio de 1997. Esse desafio foi o último em que a Polónia conseguiu evitar a derrota frente aos suecos.

• No entanto, a Polónia triunfou na única partida entre ambos numa fase final, com um golo de Grzegorz Lato a ser decisivo no Neckarstadion, em Estugarda, na segunda fase de grupos do Campeonato do Mundo de 1974.

• Essa é uma das oito vitórias da Polónia sobre a Suécia, sendo que três delas aconteceram fora da Polónia, mas continua a ser o único sucesso em jogos oficiais e curiosamente aconteceu no primeiro duelo entre ambos. A Suécia venceu as seis partidas seguintes e não sofreu golos nas últimas cinco. Ryszard Tarasiewicz marcou o último golo oficial dos polacos frente aos suecos, a 7 de Maio de 1989, na qualificação do Mundial 1990.

• O golo de Damian Gorawskina, aos 89 minutos, na vitória por 3-1 da Suécia em Solna, em 2004, encerrou uma série de 452 minutos sem sofrer golos frente à Polónia.

Factos do EURO: Suécia
• A Suécia participa pela sexta vez consecutiva na fase final do EURO, num total de sete presenças. Não ultrapassa a fase de grupos desde o UEFA EURO 2004, altura em que atingiu os quartos-de-final.

Veja a Suécia bater a Dinamarca no EURO ‘92
Veja a Suécia bater a Dinamarca no EURO ‘92

• Na edição anterior da prova, a equipa de Erik Hamrén terminou no último lugar do Grupo E, com um ponto em três jogos. Iniciou a campanha a empatar 1-1 com a República da Irlanda, seguindo-se depois derrotas por 1-0 com Itália e Bélgica.

• A derrota sobre a Eslováquia na segunda jornada foi apenas a segunda vitória da Suécia nos últimos dez jogos da fase final do EURO (E2 D6), a outra foi um triunfo por 2-0 sobre a França na terceira jornada do UEFA EURO 2012.

• O maior feito da Suécia até ao momento foi ter chegado à final do Mundial 1958, competição da qual foi anfitriã, em que perdeu por 5-2 com o Brasil. O seu melhor desempenho no EURO aconteceu quando atingiu as meias-finais da edição de 1992, também como organizadora, sucumbindo por 3-2 frente à Alemanha.

• A equipa de Jan Andersson apurou-se para o UEFA EURO 2020 como segunda classificada do Grupo F, atrás da Espanha, com 21 pontos em dez jogos (V6 E3 D1). Após perder por 3-0 com a Espanha (que na fase final também integra o Grupo E) na quarta jornada, resultado que igualou a sua derrota com maior diferença num jogo do EURO, a Suécia ganhou quatro dos seis jogos seguintes (E2) e terminou com quatro pontos de vantagem sobre a Noruega.

Resumo: Suécia 1-1 Espanha
Resumo: Suécia 1-1 Espanha

• Antes de vencer a Eslováquia na Jornada 2, a Suécia tinha apenas disputado um jogo no Estádio de São Petersburgo, onde bateu a Suíça por 1-0 nos oitavos-de-final do Campeonato do Mundo de 2018, mercê do golo apontado por Emil Forsberg na segunda parte. Forsberg também fez o único golo, de pénalti, contra a Eslováquia. O registo da Suécia no Mundial de 2018, onde atingiu os quartos-de-final, foi de 3V e 2D.

• A Suécia venceu a Rússia por 2-1 num amigável que decorreu em Moscovo, na CSKA Arena, a 8 de Outubro de 2020, com Alexander Isak a marcar o golo final. O seu registo total em solo russo é agora de 8V, 3E e 5D.

Factos do EURO: Polónia
 
 • Esta é a quarta presença seguida da Polónia na fase final do EURO. Antes do UEFA EURO 2016 nunca tinha ganho um jogo (E3 D3).

• No entanto, na edição de 2016 ultrapassou a fase de grupos pela primeira vez, tendo sido eliminada nos quartos-de-final sem ter perdido qualquer encontro no tempo regulamentar: foi derrotado frente ao futuro campeão Portugal no desempate por penáltis (1-1, 3-5 pen). Com esse jogo a ser contabilizado como empate, o registo da Polónia em França foi o seguinte: V2 E3.

Hino nacional da Polónia: veja Lewandowski e companhia no EURO 2012
Hino nacional da Polónia: veja Lewandowski e companhia no EURO 2012

• Uma equipa então orientada por Jerry Brzęczek qualificou-se para o UEFA EURO 2020 após vencer o Grupo G, com seis pontos de vantagem, fruto de oito triunfos em dez jogos (E1 D1), incluindo os últimos quatro.

• A derrota na primeira jornada frente à Eslováquia é uma das duas derrotas da Polónia nos últimos 20 jogos do EURO (V12 E6), a outra, por 2-0, na Eslovénia, aconteceu a 6 de Setembro de 2019.

• O maior feito da Polónia a nível internacional foi o terceiro lugar nos Mundiais de 1974 e de 1982.

• Este é o segundo jogo da Polónia em São Petersburgo, onde perdeu com a Eslováquia na primeira jornada. O seu registo na Rússia é agora dei V1 E1 D10.

• No Campeonato do Mundo de 2018 na Rússia, a Polónia terminou em último lugar no Grupo H com três pontos. Perderam diante do Senegal em Moscovo (1-2) e ante a Colômbia, em Kazan (0-3) antes de fechar com uma derrota por 1-0 sobre o Japão em Volgogrado, graças ao primeiro - e até agora único - golo internacional de Jan Bednarek; foi também o seu último jogo na Rússia antes do UEFA EURO 2020 e a única vitória no país.

Resumo: República da Irlanda 1-1 Polónia
Resumo: República da Irlanda 1-1 Polónia

Ligações e curiosidades

• Jogaram juntos:
Pontus Jansson e Mateusz Klich (Leeds 2017–19)
Pontus Jansson e Kamil Glik (Torino 2014–16)
Albin Ekdal e Bartosz Bereszyński (Sampdoria 2018–)
Dejan Kulusevski e Wojciech Szczęsny (Juventus 2020–)

• Robin Quaison marcou o golo da vitória do Mainz sobre o Bayern Munique, por 2-1, em casa, na Bundesliga de 2020/21, a 24 de Abril, com Robert Lewandowski a apontar o golo de consolação do Bayern.