O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Países Baixos - Áustria: retrospectiva do UEFA EURO 2020, factos e estatísticas

Os Países Baixos vão entrar certamente confiantes para o segundo jogo no Grupo C, pois venceram os últimos seis duelos ante a Áustria.

Georginio Wijnaldum, dos Países Baixos, em acção diante da Áustria durante um amigável em 2016
Georginio Wijnaldum, dos Países Baixos, em acção diante da Áustria durante um amigável em 2016 VI-Images via Getty Images

O historial dos duelos entre Países Baixos e Áustria aponta para um embate equilibrado em Amesterdão, embora os holandeses tenham motivos para estar optimistas, pois saíram vencedores dos últimos seis jogos entre os dois países.

• As equipas estão em igualdade pontual no Grupo C após terem ganho na ronda inaugural. A Áustria somou a primeira vitória na competição ao sétimo jogo, batendo a Macedónia do Norte por 3-1 em Bucareste. O golo de Stefan Lainer aos 18 minutos teve resposta macedónia, mas tentos tardios de Michael Gregoritsch (78) e Marko Arnautović (89) selaram o triunfo austríaco.

• Os Países Baixos também deixaram a vitória para o fim, batendo a Ucrânia por 3-2 em Amesterdão. Golos madrugadores de Georginio Wijnaldum (52) e Wout Weghorst (59) na segunda parte tiveram uma resposta fulgurante por parte da Ucrânia, em cinco minutos. No entanto, o primeiro golo de Denzel Dumfries pela selecção principal, aos 85 minutos, deu os três pontos ao conjunto "laranja".

Confrontos anteriores

• O último encontro entre as duas nações aconteceu num jogo particular em Viena, a 4 de Junho de 2016. Os Países Baixos, na altura treinados por Danny Blind, bateram a Áustria de Marcel Koller por 2-0, no Ernst Happel Stadion, graças a golos em cada metade de Vincent Janssen e de Wijnaldum.

• Foi o 19º encontro entre os dois países e o nono triunfo holandês. Os Países Baixos marcaram 18 golos nos triunfos nos últimos seis encontros com os austríacos, uma média de três golos por jogo.

• Nesta série de seis vitórias está o único duelo entre os dois países num encontro a contar para o Campeonato da Europa da UEFA. Em Outubro de 2002, na qualificação para o UEFA EURO 2004, os Países Baixos, comandados por Dick Advocaat, bateram a Áustria de Hans Krankl por 3-0, em Viena, graças aos remates certeiros de Clarence Seedorf, Phillip Cocu e Roy Makaay. Seguiu-se novo triunfo em Roterdão, por 3-1, com Rafael van der Vaart, Patrick Kluivert e Phillip Cocu a apontarem os golos holandeses. Emanuel Pogatetz marcou pela Áustria e colocou o marcador em 1-1. Os Países Baixos terminaram em segundo no grupo com 19 pontos, atrás da República Checa, e garantiram a presença na fase final em Portugal através do “play-off”. A Áustria ficou em terceiro lugar com menos dez pontos.

• O confronto mais recente nos Países Baixos, um particular disputado em Eindhoven a 9 de Fevereiro de 2011, terminou em um triunfo dos anfitriões por 3-1, com Luuk de Jong a começar no banco e a somar a primeira internacionalização. Arnautović marcou o golo de honra da Áustria de grande penalidade ao cair do pano, isto depois de Wesley Sneijder, Klaas-Jan Huntelaar e Dirk Kuyt (de penalty) terem deixado a equipa da casa a vencer por 3-0.

• A última vitória da Áustria sobre os Países Baixos ocorreu num encontro particular disputado em Viena a 30 de Maio de 1990. A equipa da casa ficou a vencer por 3-0 no Praterstadion com golos de Robert Pecl, Manfred Zsak e Anton Pfeffer, mas os golos de Ronald Koeman, actual seleccionador holandês, e de Marco van Basten criaram emoção para os minutos finais.

• Este é apenas o segundo duelo entre os dois países numa fase final. Os Países Baixos conseguiram uma goleada por 5-1 em Córdoba na segunda fase de grupos do Campeonato do Mundo de 1978, Johnny Rep bisou, com Ernie Brandts, Rob Rensenbrink e Willy van der Kerkhof a fazerem os restantes golos dos holandeses.

• Os dois países não medem forças em Amesterdão desde que empataram 1-1 no Olympisch Stadion, em Abril de 1964. Isso permitiu à Áustria manter a invencibilidade em visitas à cidade, onde também empatou 1-1, em Setembro de 1957, depois de ter vencido por 1-0, em Dezembro de 1933, em dois encontros particulares.

Factos do EURO: Países Baixos

• Os Países Baixos participaram em nove fases finais anteriores de Campeonatos da Europa, mas falharam o UEFA EURO 2016, naquela que foi a primeira vez que ficaram de fora de um EURO desde 1984.

Grandes golos dos Países Baixos
Grandes golos dos Países Baixos

• Campeões da Europa em 1988 – o único troféu internacional importante que conquistaram – os Países Baixos terminaram o Campeonato da Europa de 1976 no terceiro lugar e também chegaram às meias-finais em 1992, 2000, como co-anfitriões, e em 2004. A última vez que ultrapassaram a fase de grupos foi em 2008, quando foram eliminados pela Rússia no prolongamento dos quartos-de-final.

• Na última campanha no EURO, em 2012, a equipa treinada por Bert van Marwijk ficou no último lugar de um grupo em que estavam Portugal, Alemanha e Dinamarca, somando quatro derrotas consecutivas em fases finais - uma sequência negativa travada pelos Países Baixos na Jornada 1.

• A selecção laranja terminou o grupo de qualificação para o UEFA EURO 2016 no quarto lugar, atrás de República Checa, Islândia e Turquia.

• Esta é a primeira vez que os Países Baixos participam num Campeonato da Europa ou num Campeonato do Mundo desde que ficaram em terceiro lugar no Mundial de 2014, no Brasil.

• No entanto, os holandeses atingiam a final da primeira edição da UEFA Nations League, batendo a Inglaterra por 3-1 após o prolongamento nas meias-finais, mas não evitaram o triunfo de Portugal, por 1-0, na final.

• A equipa de Ronald Koeman terminou em segundo, atrás da Alemanha, no Grupo C de qualificação para o UEFA EURO 2020, com 19 pontos em oito jogos (6V 1E 1D). Koeman foi rendido como seleccionador por Frank de Boer em Setembro de 2020.

Todos os golos dos Países Baixos a caminho do EURO 2020
Todos os golos dos Países Baixos a caminho do EURO 2020

• Memphis Depay fez oito assistências na qualificação, mais do que qualquer outro jogador. O atacante também marcou seis golos, pelo que teve participação directa em 58 por cento dos 24 golos dos Países Baixos.

• Depois de apontar dez golos nas primeiras 53 internacionalizações, Wijnaldum marcou oito golos em sete jogos na qualificação e foi o melhor marcador dos Países Baixos.

• A vitória sobre a Ucrânia significa que agora o registo dos Países Baixos em Amesterdão é de 57V 26E 34D. No Johan Cruijff ArenA, o registo é de 40V 19E 14D, apesar de ter vencido apenas oito dos últimos 20 no estádio(2E 10D). Na qualificação para o UEFA EURO 2020, os Países Baixos perderam por 3-2 com a Alemanha em Amsterdão, o local onde golearam a Estónia por 5-0.

Factos do EURO: Áustria

• Esta é a terceira participação da Áustria em fases finais do EURO nos últimos 12 anos. Foi co-anfitriã do UEFA EURO 2008, mas não conseguiu vencer nenhum dos três jogos, tendo-se qualificado pela primeira vez no UEFA EURO 2016, mas voltou a ser eliminada sem qualquer vitória.

• A vitória sobre a Macedónia do Norte na primeira jornada significa que o recorde da Áustria em fases finais do EURO é agora de V1 E2 D4 GM5 GS8. Os três golos marcados na abertura do UEFA EURO 2020 assinalaram a primeira vez que marcou mais do que um golo em jogos de fases finais do EURO.

Resumo do EURO 2016: Portugal 0-0 Áustria
Resumo do EURO 2016: Portugal 0-0 Áustria

• No UEFA EURO 2016, a Áustria terminou no último lugar do Grupo F, tendo sido batida por Hungria (0-2) e Islândia (1-2) e, pelo meio, impôs um nulo a Portugal, que viria a conquistar o título.

• A maior proeza da Áustria foi a conquista do terceiro lugar no Campeonato do Mundo de 1954 na vizinha Suíça. Os austríacos não se qualificam para a fase final de um Mundial desde 1998, quando a prova decorreu em França.

• A primeira jornada assinalou a primeira vitória da Áustria em fases finais de grandes competições desde que bateu os Estados Unidos, por 2-1, na fase de grupos do Campeonato do Mundo de 1990.

• A equipa de Franco Foda garantiu um lugar no UEFA EURO 2020 depois de ser segunda classificada no Grupo G, atrás da Polónia, com seis vitórias nos dez jogos da qualificação (1E 3D). Os austríacos perderam os dois primeiros jogos e, com o apuramento já garantido, também o último, por 1-0, na Letónia.

Resumo: Áustria 2-1 Macedónia do Norte
Resumo: Áustria 2-1 Macedónia do Norte

• Este é o primeiro jogo da Áustria na Johan Cruijff ArenA.

Ligações e curiosidades

• O seleccionador dos Países Baixos, De Boer, desfrutou de um dos seus maiores sucessos enquanto jogador na Áustria, como parte da equipa do Ajax que bateu o AC Milan por 1-0 na final da UEFA Champions League de 1995, em Viena.

• Jogou nos Países Baixos:
Marko Arnautović (Twente 2006–09)

• Jogaram juntos:
Wout Weghorst e Pavao Pervan (Wolfsburgo 2018–)
Wout Weghorst e Xaver Schlager (Wolfsburgo 2019–)
Davy Klaassen e Marco Friedl (Werder Bremen 2018–20)
Stefan de Vrij e Valentino Lazaro (Inter 2019)

• Wijnaldum ajudou o Liverpool a bater o Salzburgo, por 2-0, na sexta jornada da UEFA Champions League de 2019/20, um resultado que terminou com as esperanças da equipa austríaca passar à fase seguinte.

• Os guarda-redes Tim Krul e Daniel Bechmann foram promovidos à Premier League no final da temporada 2020/21 com Norwich e Watford, respectivamente.