O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Países Baixos - Ucrânia: retrospectiva do UEFA EURO 2020, factos e estatísticas

Os Países Baixos não perderam nenhum dos dois jogos que disputaram ante a Ucrânia e têm a vantagem de jogar em Amesterdão no seu regresso ao EURO.

Dirk Kuyt, dos Países Baixos, marca contra a Ucrânia num amigável em 2008
Dirk Kuyt, dos Países Baixos, marca contra a Ucrânia num amigável em 2008 AFP via Getty Images

Os Países Baixos querem repetir o resultado da única ocasião anterior em que receberam a Ucrânia quando as duas equipas medirem forças, em Amesterdão, na primeira jornada do Grupo C do UEFA EURO 2020.

• Enquanto os holandeses estão de regresso a uma fase final depois de terem falhado a qualificação em 2016, a Ucrânia está no EURO pela terceira vez no total e de forma consecutiva.

• Esta é a décima campanha dos Países Baixos no EURO, campeões em 1988.

Confrontos anteriores

• Este é o primeiro encontro oficial entre as equipas, pois os dois jogos anteriores foram particulares.

• As duas equipas defrontaram-se em Roterdão a 24 de Maio de 2008, com os golos de Dirk Kuyt (24), Klaas-Jan Huntelaar (38) e Ryan Babel (64) a permitirem ao conjunto de Marco van Basten vencer por 3-0, no De Kuip, a selecção da Ucrânia dirigida por Oleksiy Mykhailychenko. Van Basten e Mykhailychenko estiveram em lados opostos na final do EURO '88: o holandês marcou um memorável golo com um remate de primeira no triunfo por 2-0 sobre a União Soviética.

• Os seleccionadores não eram os mesmos quando os dois países se reencontraram para mais um encontro particular no Donbass Arena, em Donetsk, a 11 de Agosto de 2010. Os visitantes, dirigidos por Bert van Marwijk, disputaram o primeiro desafio depois da derrota com Espanha na final do Campeonato do Mundo e ganharam vantagem aos 73 minutos com um golo de Jeremain Lens. Oleksandr Aliyev empatou dois minutos depois para a Ucrânia, que nesse encontro foi dirigida pela última vez por Myron Markevich.

• O seleccionador da Ucrânia, Andriy Shevchenko, alinhou nos dois jogos. Andriy Pyatov jogou os 90 minutos no empate em Donetsk.

Conheça as equipas: Países Baixos
Conheça as equipas: Países Baixos

Factos do EURO: Países Baixos
• Os Países Baixos participaram em nove fases finais anteriores de Campeonatos da Europa, mas falharam o UEFA EURO 2016, a primeira vez que ficaram de fora de um EURO desde 1984.

• Campeões da Europa em 1988 – o único troféu internacional importante que conquistaram –, os Países Baixos terminaram o Campeonato da Europa de 1976 no terceiro lugar e também chegaram às meias-finais em 1992, em 2000, como co-anfitriões, e em 2004. A última vez que ultrapassaram a fase de grupos foi em 2008, quando foram eliminados pela Rússia no prolongamento dos quartos-de-final.

• Na última campanha no EURO, em 2012, a equipa treinada por Bert van Marwijk ficou no último lugar de um grupo em que estavam Portugal, Alemanha e Dinamarca, somando quatro derrotas consecutivas em fases finais.

• A selecção laranja terminou o grupo de qualificação para o UEFA EURO 2016 no quarto lugar, atrás de República Checa, Islândia e Turquia.

• Esta é a primeira vez que os Países Baixos participam num Campeonato da Europa ou num Campeonato do Mundo desde que ficaram em terceiro lugar no Mundial de 2014 no Brasil.

• No entanto, os holandeses atingiam a final da primeira edição da UEFA Nations League, batendo a Inglaterra por 3-1 após o prolongamento nas meias-finais, mas não evitaram o triunfo de Portugal, por 1-0, na final.

Grandes golos dos Países Baixos
Grandes golos dos Países Baixos

• A equipa de Ronald Koeman terminou em segundo, atrás da Alemanha, no Grupo C de qualificação para o UEFA EURO 2020, com 19 pontos em oito jogos (6V 1E 1D).

• Memphis Depay fez oito assistências na qualificação, mais do que qualquer outro jogador. O atacante também marcou seis golos, pelo que teve participação directa em 58 por cento dos 24 golos dos Países Baixos.

• Depois de apontar dez golos nas primeiras 53 internacionalizações, Georginio Wijnaldum marcou oito golos em sete jogos na qualificação e foi o melhor marcador dos Países Baixos.

• O registo dos Países Baixos em Amesterdão era de 54V 25E 32D. No Johan Cruijff ArenA, o registo é de 37V 18E 12D, tendo vencido três dos últimos quatro jogos no estádio, mas apenas cinco dos últimos 14 (1E 8D). Na qualificação para o UEFA EURO 2020, os Países Baixos perderam por 3-2 com a Alemanha em Amesterdão, o local onde golearam a Estónia por 5-0.

Conheça as equipas: Ucrânia
Conheça as equipas: Ucrânia

Factos do EURO: Ucrânia
• A Ucrânia só se estreou na fase final de um Campeonato da Europa da UEFA quando co-organizou a edição de 2012 com a Polónia, sendo que esta será a terceira participação consecutiva da Ucrânia em fases finais.

• A Ucrânia perdeu cinco dos seis jogos disputados no EURO, com a excepção a ser o triunfo por 2-1 sobre a Suécia no primeiro jogo no UEFA EURO 2012. Shevchenko, que agora é o seleccionador, marcou os dois golos em Kiev, os únicos da Ucrânia em fases finais do EURO.

• A equipa treinada por Mykhailo Fomenko terminou no último lugar do Grupo C no UEFA EURO 2016, tendo sido derrotada pela Alemanha, Irlanda do Norte (ambos por 0-2) e também pela Polónia (0-1).

• A equipa de Shevchenko terminou no primeiro lugar do Grupo B na qualificação para o UEFA EURO 2020, com 20 pontos em oito jogos, mais três que Portugal, o detentor do título.

• A equipa de Shevchenko terminou no primeiro lugar do Grupo B na qualificação para o UEFA EURO 2020, com 20 pontos em oito jogos, mais três que Portugal, o detentor do título.

• A Ucrânia terminou a qualificação imbatível, somando seis vitórias e dois empates. Foi uma das cinco selecções que não perdeu qualquer jogo no apuramento para o UEFA EURO 2020, a par de Bélgica, Itália – que venceram todos os jogos – Espanha e Dinamarca.

• É a primeira vez que a Ucrânia se qualifica directamente para o EURO; depois de ser co-anfitriã do 2012, levou a melhor sobre a Eslovénia no “play-off" para se qualificar em 2016.

• Este é o primeiro jogo da Ucrânia em Amesterdão e apenas o segundo nos Países Baixos depois do desaire de 2008 em Roterdão.

Ligações e curiosidades
• Jogaram

nos Países Baixos:
Oleksandr Zinchenko (PSV Eindhoven 2016/17 por empréstimo)

• Jogaram juntos:
Marten de Roon e Ruslan Malinovskyi (Atalanta 2019–)
Marco Bizot e Ruslan Malinovskyi (Genk 2016/17)
Luuk de Jong e Oleksandr Zinchenko (PSV Eindhoven 2016/17)
Nathan Aké e Oleksandr Zinchenko (Manchester City 2020–)
•  Daley Blind, Matthijs de Ligt e Frenkie de Jong jogaram os 90 minutos no Johan Cruijff ArenA durante o triunfo do Ajax, por 3-1, sobre o Dínamo Kiev na primeira mão do "playoff" da UEFA Champions League de 2018/19 e no subsequente nulo na Ucrânia; Serhiy Sydorchuk, Viktor Tsygankov e Artem Besedin alinharam pelo Dínamo em Amesterdão.

• Steven Berghuis marcou a Pyatov em Roterdão, na derrota do Feyenoord por 2-1 com o Shakhtar Donetsk na fase de grupos da UEFA Champions League de 2017/18. Marlos marcou dois golos que foram decisivos para o triunfo do Shakhtar, por 3-1, em Kharkiv.

• Roman Bezus alinhou nos dois jogos do Dnipro frente ao Ajax de Frank de Boer na segunda mão dos oitavos-de-final da UEFA Europa League 2014/15 (1-0 c, 1-2 f ap), com os ucranianos a seguirem em frente devido à regra dos golos marcados fora, a caminho da final.

• Malinovskyi marcou dois golos na derrota do Zorya Luhansk, por 4-3, no reduto do Feyenoord, na segunda mão do "play-off" da UEFA Europa League de 2014/15.

• Depay contribuiu com um golo para o triunfo do PSV, por 2-0, no terreno do Chornomorets Odesa na fase de grupos da UEFA Europa League de 2013/14.

• Konoplyanka aponto o tento da vitória do Dnipro, por 2-1, ante o PSV na fase de grupos da UEFA Europa League 2012/13.

• Mykola Shaparenko marcou o segundo golo do Dínamo Kiev no triunfo por 2-0 sobre o AZ Alkmaar na terceira pré-eliminatória da UEFA Champions League, a 15 de Setembro de 2020.

• De Roon fazia parte da equipa da Atalanta que foi ganhar por 3-0 a casa do Shakhtar na sexta jornada da UEFA Champions League de 2019/20, resultado que permitiu a passagem dos italianos aos oitavos-de-final à custa do adversário.

Descarregue a app do EURO