O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

França - Alemanha: retrospectiva do UEFA EURO 2020, factos e estatísticas

França e Alemanha defrontaram-se recentemente em várias ocasiões, com a "Mannschaft" a procurar desforrar-se da derrota sofrida nas meias-finais do UEFA EURO 2016.

Antoine Griezmann bisou contra a Alemanha nas meias-finais do UEFA EURO 2016
Antoine Griezmann bisou contra a Alemanha nas meias-finais do UEFA EURO 2016

França e Alemanha têm sido adversários habituais na última década e as recordações de 2016 serão particularmente fortes quando os dois países se reencontrarem na Football Arena Munich.

• Este jogo de abertura do Grupo F é a repetição da meia-final do UEFA EURO 2016, ganha por 2-0 pela França, dois anos depois do triunfo da Alemanha nos quartos-de-final do Campeonato do Mundo.

• Ambas as equipas participaram frequentemente nas fases a eliminar das últimas edições do Campeonato da Europa da UEFA, pelo que, com Portugal – detentor do troféu ao derrotar a França na final de 2016 – também no Grupo F, a importância de começar bem poderá ser decisiva.

• Vencedora do Campeonato do Mundo, a França vai procurar tornar-se no primeiro país a ser detentora do título mundial e da Europa duas vezes, tendo terminado com a esperança da Alemanha em alcançar tal feito em 2016.

Confrontos anteriores

Resumo do EURO 2016: Alemanha 0-2 França
Resumo do EURO 2016: Alemanha 0-2 França

• Dois golos de Antoine Griezmann valeram o triunfo na meia-final, no Stade Vélodrome, a 7 de Julho de 2016, resultado que levou a França à final, perdida depois frente a Portugal após prolongamento.

• França e Alemanha defrontaram-se três vezes desde o confronto no UEFA EURO 2016, incluindo no seu primeiro jogo de sempre em Munique – um empate sem golos a contar para a UEFA Nations League, a 6 de Setembro de 2018, na primeira partida dos Bleus desde o triunfo no Campeonato do Mundo, em Moscovo.

• Griezmann bisaria de novo no jogo de volta da UEFA Nations League, ajudando os gauleses a vencerem por 2-1 no Stade de France, a 16 de Outubro de 2018. O segundo golo do atacante francês, de penálti, aos 80 minutos, revelou-se decisivo após Toni Kroos ter colocado os visitantes na frente também da marca dos 11 metros.

• A Alemanha esteve a perder duas vezes, mas conseguiu empatar 2-2 com a França, em Colónia, a 14 de Novembro de 2017. Alexandre Lacazette bisou para os visitantes, enquanto Timo Werner e Lars Stindl, este três minutos depois dos 90, marcaram para os da casa.

• Estes resultados significam que a França venceu 14 dos 31 jogos entre as duas equipas, contra nove triunfos na Alemanha. Os actuais seleccionadores, Didier Deschamps e Joachim Löw, estiveram no banco nos últimos sete jogos.

Resumo da UEFA Nations League: França 2-1 Alemanha
Resumo da UEFA Nations League: França 2-1 Alemanha

• A França não perde há cinco jogos contra a Alemanha (V3 E2), desde a derrota por 1-0 nos quartos-de-final do Mundial 2014, encontro resolvido com um tento madrugador de cabeça de Mats Hummels, no Rio de Janeiro.

• Os cinco jogos em fases finais de grandes competições terminaram com duas vitórias para cada lado e um empate, que acabaria por resultar a favor dos germânicos, quando a República Democrática da Alemanha (RDA) venceu por 5-4, no desempate por grandes penalidades, após a meia-final do Mundial 1982, em Sevilha, Espanha, ter terminado empatada 3-3.

• As mesmas equipas voltaram a encontrar-se nas meias-finais do Campeonato do Mundo quatro anos depois, tendo a RDA levado a melhor, por 2-0, no México. Em ambas as situações os alemães foram derrotados na final.

• O triunfo em 2016 foi a primeira vitória da França em partidas oficiais contra a Alemanha desde o triunfo por 6-3 no jogo de atribuição do terceiro lugar do Mundial 1958.

• O registo da França na Alemanha é de V4 E4 D5. Os gauleses estão invictos nos últimos cinco jogos (V3 E2), desde uma derrota por 2-1 num particular em Berlim, em Agosto de 1987. Olivier Giroud marcou o seu primeiro golo internacional – na sua partida de estreia pela França – num triunfo por 2-1, em Bremen, a 29 de Fevereiro de 2012.

Resumo da UEFA Nations League: Alemanha 0-0 França
Resumo da UEFA Nations League: Alemanha 0-0 França

• Esta é a primeira vez que França e Alemanha se defrontam na fase de grupos de um EURO ou Mundial.

• O registo de Deschamps como treinador contra a Alemanha é de V3 E2 D2; o de Löw contra a França é de V2 E2 D4.

Factos do EURO: França

• A França chegou à sua terceira final do Campeonato da Europa da UEFA em casa, em 2016, sendo então batida por Portugal por 1-0, após prolongamento, no Stade de France. Caiu assim por terra a possibilidade de os Bleus somarem o seu terceiro título no EURO, depois dos triunfos em 1984 e 2000.

• Em 2016, a equipa de Deschamps venceu o seu grupo, à frente de Suíça, Albânia e Roménia, antes de bater a República da Irlanda nos oitavos-de-final por 2-1 – na sua primeira vitória numa ronda a eliminar no EURO desde 2000. Islândia (5-2) e Alemanha foram também eliminados antes da derrota ante Portugal em Saint-Denis.

• Os Bleus responderam a esta desilusão da melhor forma, ao sagrarem-se pela segunda vez campeões do Mundo em 2018, derrotando a Croácia na final, por 4-2, para erguerem um troféu que tinham vencido 20 anos antes.

Veja grandes golos da França no EURO
Veja grandes golos da França no EURO

• Tendo conquistado o título mundial (1998) e europeu (2000) pela França como jogador, Deschamps pode repetir o feito como treinador; para além da França, apenas a RDA (EURO 1972, Mundial 1974) e Espanha (EURO 2008 e 2012, Mundial 2010) mantiveram os títulos ao mesmo tempo.

• A França apurou-se para o torneio de 2020 ao terminar em primeiro no Grupo H, com oito vitória nos dez jogos de apuramento (E1 D1), somando 25 pontos, mais dois que a Turquia.

• A derrota por 2-0 na Turquia, a 8 de Junho de 2019, é a única da França nos 90 minutos nos últimos 17 jogos do EURO (V13 E3).

• A França está presente pela 13ª vez consecutiva em fases finais de Mundiais ou Europeus; o último torneio que falhou foi o Campeonato do Mundo de 1994, tendo depois disso atingido cinco finais e vencido três delas.

• Este é o décimo EURO da França e o oitavo seguido; o último que não disputou foi em 1988.

• O registo total da França na Alemanha, incluindo jogos contra a República Federal da Alemanha (RFA) ou RDA e outros países, é de V8 E8 D7. Chegou à final do Mundial 2006 na Alemanha, tendo sido derrotada pela Itália nos penáltis, em Berlim. Como o desfecho desse foi classificado como empate, a França está numa série de 12 jogos sem perder na Alemanha (V7 E5).

• Esse participação de 2006 foi a outra única partida em que a França jogou em Munique, somada ao empate de 2018 com a Alemanha; uma equipa orientada por Raymond Domenech derrotou Portugal por 1-0 na meia-final.

Factos do EURO: Alemanha

• A "Mannschaft" participa no seu 13º EURO consecutivo desde que falhou a fase final como RFA em 1968, naquela que foi a sua primeira tentativa de participação.

• Vencedora do EURO em 1972, 1980 e 1996 – e três vezes vice-campeã –, a Alemanha não chegou às meias-finais em 2004, a última ocasião em que não conseguiu passar da fase de grupos. Com três títulos europeus, os alemães são um dos países mais laureados da competição, ao lado da Espanha.

• A derrota ante a França em 2016 foi a terceira da Alemanha na meia-final, num total de oito presenças nessa fase da prova. Os então campeões mundiais haviam terminado o seu grupo em primeiro lugar, derrotando depois Eslováquia (3-0) e Itália (1-1, 6-5 pen) nas rondas a eliminar.

Veja grandes golos da Alemanha no EURO
Veja grandes golos da Alemanha no EURO

• A equipa de Löw venceu sete dos oito jogos de qualificação (D1) rumo ao UEFA EURO 2020. Depois de ter sofrido a sua única derrota, por 4-2, em casa, ante a Holanda, a 6 de Setembro de 2019, a Alemanha marcou 15 golos nos triunfos dos últimos quatro jogos.

• Esta é a 26ª presença seguida da Alemanha numa fase final de um Mundial ou de um EURO.

• Este é o primeiro jogo da Alemanha em Munique desde o empate sem golos frente à França, em Setembro de 2018, resultado que lhe deu o registo total de V13 E5 D7 na cidade. Venceu quatro dos seus sete jogos na Football Arena Munich (E1 D2), apesar de ter sido ali que igualou o seu recorde de maior derrota num Campeonato da Europa da UEFA, ao ser batida pela República Checa, por 3-0, na fase de qualificação para o UEFA EURO 2008.

• A Alemanha venceu os dois jogos na Football Arena Munich no Campeonato do Mundo de 2006, derrotando a Costa Rica por 4-2 na fase de grupos e a Suécia por 2-0 nos oitavos-de-final. Foi também nessa cidade que venceu a final do Mundial de 1974, ao derrotar a Holanda por 2-1; foi o único encontro dos anfitriões em Munique durante todo o torneio.

Ligações e curiosidades
• Jogaram em França:
Kevin Trapp (Paris Saint-Germain 2015–18)
Kevin Volland (Monaco 2020-)

• Jogaram na Alemanha:
Lucas Hernández (Bayern München 2019–)
Benjamin Pavard (Stuttgart 2016–19, Bayern München 2019–)
Corentin Tolisso (Bayern München 2017–)
Kingsley Coman (Bayern München 2015–)
Marcus Thuram (Borussia Mönchengladbach (2019–)
Ousmane Dembélé (Borussia Dortmund (2017/17)

• Jogaram juntos:
Raphaël Varane, Karim Benzema e Toni Kroos (Real Madrid 2014–)
Corentin Tolisso e Manuel Neuer, Joshua Kimmich, Niklas Süle e Thomas Müller (Bayern München 2017–)
Corentin Tolisso e Serge Gnabry, Leon Goretzka e Thomas Müller (Bayern München 2018–)
Lucas Hernández, Benjamin Pavard e Manuel Neuer, Niklas Süle, Joshua Kimmich, Serge Gnabry, Leon Goretzka, Thomas Müller (Bayern München 2019–)
Kingsley Coman e Manuel Neuer, Joshua Kimmich, Thomas Müller (Bayern München 2015–)
Kingsley Coman e Niklas Süle (Bayern München 2017–)
Kingsley Coman e Serge Gnabry, Leon Goretzka (Bayern München 2018–)
Benjamin Pavard e Manuel Neuer, Joshua Kimmich, Serge Gnabry, Leon Goretzka (Bayern München 2019–)
Alphonse Areola, Presnel Kimpembe, Layvin Kurzawa e Kevin Trapp (Paris Saint-Germain 2016–18)
Alphonse Areola e Julian Draxler (Paris Saint-Germain 2017–19)
Alphonse Areola e Thilo Kehrer (Paris Saint-Germain 2018/19)
Kylian Mbappé e Julian Draxler, Thilo Kehrer (Paris Saint-Germain 2017–)
Presnel Kimpembe, Layvin Kurzawa e Julian Draxler (Paris Saint-Germain 2017–)
Presnel Kimpembe, Layvin Kurzawa e Thilo Kehrer (Paris Saint-Germain 2018–)
Alassane Pléa e Matthias Ginter (Borussia Mönchengladbach 2018–)
Benjamin Mendy e İlkay Gündoğan (Manchester City 2017–)
Benjamin Mendy e Leroy Sané (Manchester City 2017–20)
Antoine Griezmann e Marc-André ter Stegen (Barcelona 2019–)
Clément Lenglet e Marc-André ter Stegen (Barcelona 2018–)
Samuel Umtiti e Marc-André ter Stegen (Barcelona 2016–)
Lucas Digne e Marc-André ter Stegen (Barcelona 2016–18)
N'Golo Kanté e Antonio Rüdiger (Chelsea 2017–)
Kurt Zouma e Antonio Rüdiger (Chelsea 2017, 2019–)
Olivier Giroud e Antonio Rüdiger (Chelsea 2018–)
Olivier Giroud e Serge Gnabry (Arsenal 2012–15)
Lucas Hernández, Benjamin Pavard, Corentin Tolisso, Kingsley Coman e Leroy Sané (Bayern München 2020–)
Dayot Upamecano e Lukas Klostermann, Marcus Halstenberg (Leipzig 2017–)
Dayot Upamecano e Timo Werner (Leipzig 2017–20)
Dayot Upamecano e Benjamin Henrichs (Leipzig 2020–)
Marcus Thuram e Matthias Ginter, Jonas Hofmann, Florian Neuhaus (Borussia Mönchengladbach (2019–)
Kurt Zouma, N’Golo Kanté, Olivier Giroud e Timo Werner, Kai Havertz (Chelsea 2020–)

Antoine Griezmann acerta na barra da marca de penálti frente a Manuel Neuer em 2016
Antoine Griezmann acerta na barra da marca de penálti frente a Manuel Neuer em 2016AFP via Getty Images

• Griezmann acertou um penálti na barra da baliza de Neuer quando o Bayern perdeu frente ao Atlético, por 1-0, na fase de grupos da UEFA Champions League de 2016/17. O golo do francês a Neuer, em Munique, na segunda mão das meias-finais da temporada anterior, levou o Atlético à final à custa do Bayern.

• Gnabry bateu Hugo Lloris por quatro vezes quando o Bayern venceu o Tottenham, por 7-2, na fase de grupos da UEFA Champions League, a 1 de Outubro de 2019.

• Deschamps, seleccionador da França, era o capitão do Marselha aquando da vitória por 1-0 sobre o Milan na final da UEFA Champions League de 1993, jogada no Olympiastadion, em Munique – na única vez em que um clube francês venceu a competição. No entanto, esteve do outro lado quando, no mesmo estádio, quatro anos depois, a Juventus foi derrotada Dortmund na final de 1997 por 3-1.