O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Perfil do UEFA EURO 2020: Espanha

Ambicionando um quarto título, algo sem precedentes, no UEFA EURO 2020 a Espanha volta a estar entre os candidatos.

A Espanha celebra a conquista do UEFA EURO 2012
A Espanha celebra a conquista do UEFA EURO 2012

Historial no EURO

Presenças na fase final: 10
Melhor desempenho no EURO: vencedor (1964, 2008, 2012)

Talvez o país mais forte no que às competições europeias de clubes diz respeito, a selecção espanhola ficou várias vezes aquém das expectativas durante 44 anos, período entre os títulos ganhos no EURO. No entanto, ao vencer as edições de 2008 e 2012 tornou-se no único país a revalidar o título até agora.

Todos os golos da Espanha rumo ao EURO 2020
Todos os golos da Espanha rumo ao EURO 2020

Jogadores-chave

Thiago Alcántara (42 internacionalizações, dois golos)
O médio do Liverpool é uma presença tranquila no centro do terreno e a sua qualidade de passe ajusta-se na perfeição ao estilo de jogo da Espanha. Com Sergio Ramos ausente da convocatória, a sua experiência e inteligência serão fundamentais para a equipa comandada por Luis Enrique.

Gerard Moreno (10 internacionalizações, 5 golos)
O avançado pode ter-se estreado pela Espanha apenas em 2019, mas a verdade é que transportou para a selecção a excelente forma evidenciada ao serviço do Villarreal, marcando cinco golos nos seus dez primeiros jogos pela "La Roja" e assumindo-se como um elemento importante para a equipa comandada por Luis Enrique.

UEFA.tv: Memórias da Espanha no EURO 2008

Golos memoráveis no EURO

• A final de 1964 foi tensa, mas quando Marcelino, a seis minutos do fim, deu a vitória à anfitriã Espanha, 80.000 espectadores ficaram em êxtase.

• Em 2000 a Espanha precisava vencer na terceira ronda e conseguiu, graças a golos tardios: Gaizka Mendieta (94) empatou e Alfonso Pérez (95) deu a vitória.

• Em 2008, quando Fernando Torres picou a bola por cima de Jens Lehmann, foi o toque perfeito para terminar o jejum de títulos da Espanha.

Momentos memoráveis

• A Espanha levou a melhor em desempates por penalties os seus dois últimos títulos, e em ambos Cesc Fàbregas converteu o remate decisivo.

• Após a derrota com a Espanha na fase de grupos do EURO 2008, a Rússia ganhou ânimo e gás. No entanto, nos quartos-de-final, os espanhóis voltaram a triunfar.

• O apito final em Viena, no EURO 2008, colocou um ponto final em 44 anos de espera e trouxe uma sensação indescritível aos adeptos espanhóis.

Estatísticas

Mais jogos na fase final
16: Cesc Fàbregas, Andrés Iniesta
15: Sergio Ramos, David Silva
14: Iker Casillas

Mais golos na fase final
5: Fernando Torres
4: David Villa
3: Cesc Fàbregas, Álvaro Morata, Alfonso Pérez, David Silva

Estatística em destaque: A Espanha é o único país que ganhou dois títulos seguidos no EURO. Pelo meio, conquistou também o Campeonato do Mundo, em 2010.

Sabia que?

• A Espanha não sofreu golos na fase a eliminar das campanhas vitoriosas de 2008 e 2012.

• Luis Enrique é um dos oito seleccionadores no EURO 2020 que também disputou o Campeonato da Europa como jogador. Os outros são: Didier Deschamps (França), Roberto Mancini (Itália), Stanislav Cherchesov (URSS/Rússia), Frank De Boer (Países Baixos), Andriy Shevchenko (Ucrânia), Gareth Southgate (Inglaterra) e Paulo Sousa (Portugal/Polónia).