O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Eslováquia - Espanha no UEFA EURO 2020: retrospectiva, factos e estatísticas

A Eslováquia viaja até Sevilha para defrontar a Espanha, na última jornada do Grupo E.

Espanha e Eslováquia defrontaram-se na qualificação do UEFA EURO 2016
Espanha e Eslováquia defrontaram-se na qualificação do UEFA EURO 2016 Getty Images

A Eslováquia viaja até Sevilha para defrontar a Espanha na última jornada do Grupo E do UEFA EURO 2020.

• As campanhas das duas equipas no UEFA EURO 2016 terminaram nos oitavos-de-final, com a Eslováquia a cair frente à Alemanha, enquanto a Espanha - que participou em todas as finais desde o EURO '96 e falhou pela última vez a fase a eliminar em 2004 – foi afastada pela Itália.

• A Eslováquia está em segundo lugar no Grupo E com três pontos, menos um do que a Suécia e mais um do que a Espanha, que empatou com a Suécia (0-0) e a Polónia (1-1). A Eslováquia venceu a Polónia por 2-1 na primeira rodada, mas perdeu por 1-0 contra a Suécia no segundo jogo.

• A Eslováquia precisa de um ponto para garantir o apuramento e termina em primeiro lugar se vencer e a Suécia não bater a Polónia na terceira jornada. A Espanha apura-se se vencer a Eslováquia. Também segue em frente se empatar e a Polónia não vencer a Suécia.

Encontros anteriores
• Os seis duelos da Eslováquia com a Espanha foram em jogos oficiais. O último desafio foi na fase de qualificação para o UEFA EURO 2016, com a Espanha a vencer por 2-0 em Oviedo, a 5 de Setembro de 2015, com golos de Jordi Alba (5) e Andrés Iniesta (30 pen) na primeira parte.

• Os golos de Juraj Kucka (17) e Miroslav Stoch (87) permitiram à Eslováquia um triunfo memorável sobre a Espanha, por 2-1, em Žilina, a 9 de Outubro de 2014, a única vitória sobre o seu adversário e um desfecho que terminou com a série de 37 jogos sem derrotas em qualificações para Campeonatos da Europa e Campeonatos do Mundo que remontava a 2006.

Resumo: Veja a Eslováquia surpreender a Espanha na  qualificação
Resumo: Veja a Eslováquia surpreender a Espanha na qualificação

• As equipas mediram forças pela primeira vez na qualificação para o Campeonato do Mundo de 1998, com a Espanha a vencer por 4-1 em Santa Cruz de Tenerife e por 2-1 em Bratislava, qualificando-se para a fase final em França.

• O desfecho foi semelhante no "play-off" para o Campeonato do Mundo de 2006, quando Luis García contribuiu com um "hat-trick" para a goleada de Espanha, por 5-1, na primeira mão no Vicente Calderón, em Madrid, antes de um empate a um golo em Bratislava.

• Espanha e Checoslováquia defrontaram-se em quatro jogos de qualificação para o EURO, tendo a equipa da casa saído sempre vencedora. A campeã Espanha perdeu por 1-0 em Praga a 1 de Outubro de 1967, mas um triunfo por 2-1 em Madrid, três semanas depois, garantiu a qualificação para a edição de 1968. Na qualificação para o Europeu 1992, a Checoslováquia ganhou por 3-2 em Praga, antes do triunfo por 2-1 no Estádio Ramón Sánchez Pizjuán, em Sevilha, mas ambas as equipas falharam a presença na fase final ao terminarem atrás de França.

Resumo: Espanha 2-0 Eslováquia
Resumo: Espanha 2-0 Eslováquia

• Um golo de Jozef Štibrányi aos 80 minutos permitiu à Checoslováquia, que seria finalista vencida, bater a Espanha por 1-0 no Campeonato do Mundo de 1962 no Chile, o único duelo entre os dois países numa fase final.

Factos do EURO: Eslováquia

• A Eslováquia está na segunda participação consecutiva no EURO depois da estreia no UEFA EURO 2016, onde a equipa treinada por Ján Kozák ficou em terceiro lugar no Grupo B, atrás do País de Gales e de Inglaterra, com quatro pontos, antes de perder por 3-0 com a Alemanha nos oitavos-de-final.

• O registo da Eslováquia em fases finais do EURO é de 2V 1E 3D - as vitórias, uma por 2-1 sobre a Rússia na segunda jornada de 2016 (Marek Hamšík marcou o golo decisivo), e sobre Polónia na primeira nesta fase final em que Milan Škriniar marcou o golo do triunfo.

• A campanha de qualificação da Eslováquia para o UEFA EURO 2020 começou sob o comando de Pavel Hapal, que garantiu o terceiro lugar no Grupo E com 13 pontos em oito jogos (4V 1E 3D), atrás da Croácia (17 pontos) e do País de Gales (14), mas à frente da Hungria (12) - com estes três rivais a também se qualificarem para a fase final - e do Azerbaijão (1).

• Terceira no seu grupo da UEFA Nations League em 2018/19 atrás da Ucrânia e da República Checa, a Eslováquia qualificou-se assim para os "play-offs" do UEFA EURO 2020, com o Hapal a conduzir a equipa a um triunfo por 4-2 nas grandes penalidades sobre a República da Irlanda na meia-final em Bratislava que não teve golos.

• Hapal abandonou o cargo antes da decisão do "play-off", com Štefan Tarkovič a orientar a equipa no triunfo por 2-1, após prolongamento, na visita à Irlanda do Norte. Michal Ďuriš marcou o golo que valeu um lugar no UEFA EURO 2020.

Resumo: Irlanda do Norte 1-2 Eslováquia (AP)
Resumo: Irlanda do Norte 1-2 Eslováquia (AP)

• A derrota com a Suécia pôs fim à série de quatro jogos sem perder da Eslováquia em jogos do EURO (V3 E1); uma derrota por 3-1 na Croácia em 16 de novembro de 2019 é a única em oito jogos (V4 E2).

• Embora a Eslováquia nunca tenha participado num Campeonato da Europa como nação independente antes de 2016, esteve em duas fases finais com quatro equipas e na primeira edição com oito países, em 1980, como integrante da Checoslováquia.

• A Checoslováquia ficou em terceiro lugar em 1960 e 1980 e ergueu o troféu em 1976. Oito dos 11 jogadores que foram titulares na final de 1976 frente à República Federal da Alemanha - que ganharam nas grandes penalidades após um empate a dois golos - eram da Eslováquia.

• A Eslováquia perdeu os três jogos como visitante em Espanha, embora tenha empatado o outro desafio que disputou no país, um encontro particular com a Polónia em Fevereiro de 2007, em Jerez, que terminou com 2-2 no marcador, isto depois dos eslovacos terem chegado ao intervalo com dois golos de vantagem graças a Martin Jakubko e Martin Škrtel.

• Este é a primeira vez que a Eslováquia joga em Sevilha.

Factos do EURO: Espanha
• Este é o sétimo EURO consecutivo da Espanha. Campeã em 1964, também venceu as edições de 2008 e 2012 e tornou-se na primeira equipa a conservar o troféu Henri Delaunay.

• A defesa do título terminou nos oitavos-de-final do UEFA EURO 2016, quando Itália venceu por 2-0.

Grandes golos da Espanha
Grandes golos da Espanha

• A derrota por 2-1 com a Croácia na terceira jornada do UEFA EURO 2016 - um resultado que fez com que a equipa de Vicente del Bosque ficasse em segundo atrás dos croatas no Grupo D - terminou com uma série de 14 jogos de Espanha sem derrotas (11V 3E), que durava desde o desaire por 1-0 com Portugal no UEFA EURO 2004. Antes da derrota com a Croácia, os espanhóis estiveram sete jogos sem sofrer golos em fases finais do EURO, após o empate 1-1 com a Itália em 2012.

• Espanha e Alemanha/República Federal da Alemanha são os países com mais sucesso no EURO, tendo cada um vencido três edições.

• A Espanha qualificou-se para o UEFA EURO 2020 ao somar oito vitórias e dois empates nos dez jogos de qualificação, somando 26 pontos no Grupo F, mais cinco que a Suécia, segunda classificada, que também está no Grupo E da fase final.

• A equipa que já foi três vezes campeã é uma das cinco selecções que não sofreram qualquer derrota na qualificação para o UEFA EURO 2020, juntamente com Bélgica, Itália - que venceram todos os jogos - Dinamarca e Ucrânia.

Resumo da final de 2008: noite dourada da Espanha
Resumo da final de 2008: noite dourada da Espanha

• A Espanha foi a equipa com mais remates (227), mais posse de bola (70%) e com maior percentagem de passes certos (91%) na qualificação.

• Após os jogos do UEFA EURO 2020 contra a Suécia e a Polónia, esta é a décima partida da Espanha no Estádio La Cartuja em Sevilha, onde bateu o Kosovo (3-1) na fase de apuramento para o Campeonato do Mundo de 2022, a 31 de Março, graças aos golos apontados por Dani Olmo, Ferran Torres e Gerard Moreno. Esse triunfo fez com que o seu registo no estádio seja de 4V e 2D; tinha ganho os três últimos encontros pré-EURO que aí disputou, incluindo a goleada por 6-0 aplicada à Alemanha no dia 17 de Novembro de 2020, na UEFA Nations League.

• O registo total da Espanha em Sevilha é agora de 39V 7E 4D.

Ligações e curiosidades
• Jogaram em Espanha:
Martin Valjent (Maiorca 2018–)
Stanislav Lobotka (Celta Vigo 2017–20)
Vladimír Weiss (Espanhol (2011/12 empréstimo)
Denis Vavro (Huesca 2021 empréstimo)

• Jogaram juntos:
Stanislav Lobotka e Fabián Ruiz (Nápoles 2020–)
Marek Hamšik e Fabián Ruiz (Nápoles 2018/19)

• Lobotka integrou a equipa do Nápoles que venceu a Real Sociedad por 1-0 em San Sebastián na segnda jornada da UEFA Europa League 2020/21, com Mikel Oyarzabal a alinhar de início pelos espanhóis.