O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Como foi o EURO para os anfitriões?

Espanha, Itália e França ergueram o troféu do EURO em casa, algo que a Inglaterra não conseguiu fazer.

Jean Tigana e Alain Giresse comemoram após a vitória na final de 1984
Jean Tigana e Alain Giresse comemoram após a vitória na final de 1984 Popperfoto via Getty Images

A Inglaterra tornou-se na sexta selecção anfitriã a chegar à final do Campeonato da Europa em 16 tentativas, mas não conseguiu acrescentar o seu nome à lista de três países anteriores que conquistaram o título em casa: Espanha (1964), Itália (1968) e França (1984). As três últimas nações anfitriãs a perderem a final foram Portugal (2004), França (2016) e Inglaterra (2020).

Sempre que o EURO se realizou num único país, o anfitrião chegou sempre às meias-finais. Pelo contrário, nas fases finais co-organizadas por Bélgica e Países Baixos (2000), Áustria e Suíça (2008) e Polónia e Ucrânia (2012 ), apenas uma selecção da casa passou da fase de grupos, quando os holandeses atingiram as meias-finais do UEFA EURO 2000. Como tal, os homens de Gareth Southgate, pelo menos, conseguiram reservar um lugar único na história da competição.

Até onde foram os anfitriões do EURO?

Quatro selecções competiram nas fases finais entre 1960 e 1976, oito entre 1980 e 1992 e 16 entre 1996 e 2012. Desde 2016, no entanto, 24 nações participaram em cada edição do EURO. Veja como os anfitriões se comportaram até agora.

Resumo: Veja anfitriões do EURO vitoriosos
Resumo: Veja anfitriões do EURO vitoriosos

1960: França (quarto)
1964: Espanha (vencedor)
1968: Itália (vencedor)
1972: Bélgica (terceiro)
1976: Jugoslávia (quarto)
1980: Itália (quarto)
1984: França (vencedor)
1988: República Federal da Alemanha (meias-finais)
1992: Suécia (meias-finais)
1996: Inglaterra (meias-finais)
2000: Bélgica (fase de grupos), Holanda (meias-finais)
2004: Portugal (finalista vencido)
2008: Áustria (fase de grupos), Suíça (fase de grupos)
2012: Polónia (fase de grupos), Ucrânia (fase de grupos)
2016: França (finalista vencido)
2020: Inglaterra (finalista vencida)

Quem foi o goleador de cada anfitrião do EURO?

Os países anfitriões contaram com o melhor marcador (isolado ou em igualdade de golos) em seis ocasiões: François Heutte (França, 1960), Jesús María Pereda (Espanha, 1964), Michel Platini (França, 1984), (Tomas Brolin (Suécia, 1992), Alan Shearer (Inglaterra, 1996), Patrick Kluivert (Holanda, 2000) e Antoine Griezmann (França, 2016).

LHarry Kane marcou quatro golos no EURO 2020
LHarry Kane marcou quatro golos no EURO 2020Getty Images

1960: François Heutte* (França, 2)
1964: Jesús María Pereda* (Espanha, 2)
1968: Pietro Anastasi, Angelo Dominghini, Luigi Riva (Itália, 1)
1972: Raoul Lambert, Odilon Polleunis, Paul Van Himst (Bélgica, 1)
1976: Dragan Džajić (Jugoslávia, 2)
1980: Francesco Graziani, Marco Tardelli (Itália, 1)
1984: Michel Platini (França, 9)
1988: Andreas Brehme, Jürgen Klinsmann, Lothar Matthäus, Olaf Thon (República Federal da Alemanha, 1)
1992: Tomas Brolin* (Suécia, 3)
1996: Alan Shearer* (Inglaterra, 5)
2000: Bart Goor, Émile Mpenza (Bélgica, 1), Patrick Kluivert* (Holanda, 5)
2004: Rui Costa, Maniche, Cristiano Ronaldo (Portugal, 3)
2008: Ivica Vastić (Áustria, 1), Hakan Yakin (Suíça, 3)
2012: Jakub Błaszczykowski, Robert Lewandowski (Polónia, 1), Andriy Shevchenko (Ucrânia, 2)
2016: Antoine Griezmann* (França, 6)
2020: Harry Kane (Inglaterra, 4)

*melhor marcador ou melhor marcador conjunto