Roma revela logótipo da cidade para o UEFA EURO 2020

Conhecida como Cidade Eterna, Roma apresentou o logótipo como um dos 12 locais anfitriões do UEFA EURO 2020 e irá receber com "grande alegria" os adeptos visitantes.

Da esquerda para a direita: O Presidente da UEFA, Aleksander Čeferin, a presidente da câmara de Roma,Virginia Raggi, o presidente da FIGC, Carlo Tavecchio e o presidente do Comité Olímpico Italiano, Giovanni Malago
Da esquerda para a direita: O Presidente da UEFA, Aleksander Čeferin, a presidente da câmara de Roma,Virginia Raggi, o presidente da FIGC, Carlo Tavecchio e o presidente do Comité Olímpico Italiano, Giovanni Malago ©Getty Images

A “alegria, paixão e beleza” do futebol brilharam no momento em que, esta quinta-feira, Roma revelou o seu logótipo de cidade anfitriã do UEFA EURO 2020.

A impressionante Sala delle Armi, no complexo desportivo Foro Italico, recebeu a cerimónia – nas proximidades do Stadio Olimpico da capital italiana e palco, dentro de quatro anos, de três jogos da fase de grupos e um dos quartos-de-final.

O Presidente da UEFA, Aleksander Čeferin, marcou presença e apreciou o que disse ser “a beleza e rica história” de Roma, tendo prometido que o UEFA EURO 2020 – a ser disputado em 12 cidades europeias – será uma “experiência inolvidável”.

Roma é a segunda cidade a apresentar o logótipo de anfitrião do UEFA EURO 2020 depois do evento em Londres, na quarta-feira, que marcou o início da caminhada rumo ao torneio.

A bonita ponte de Sant’Angelo está no centro do logo da cidade de Roma. Esta está em linha com a nova identidade visual do campeonato em que cada um dos 12 logótipos inclui uma ponte simbólica da cidade em questão – funcionando como símbolo forte de ligação entre elas.

“Estamos contentes por estar num país onde o futebol é tão importante”, afirmou Čeferin. “Em 60 anos, o EURO tornou-se num dos maiores eventos desportivos do planeta e este torneio vai dar-nos a oportunidade perfeita de levar o futebol aos quatro cantos do continente.”

Roma foi palco das fases finais do EURO em 1968 e 1980. “Estamos finalmente de regresso à Cidade Eterna”, reflectiu o Presidente da UEFA. “Será uma viagem maravilhosa, uma experiência inolvidável. É maravilhoso quando o futebol funciona como uma ponte.”

O presidente da Federação Italiana de Futebol (FIGC), Carlo Tavecchio manifestou também o seu orgulho: “Estamos agora perante um importante desafio – o envolvimento de 12 cidades”, acrescentou. “É um desafio fascinante recompensar tanto a nossa tradição no futebol como a nossa capacidade para organizar eventos.”

A Itália vai receber, em Milão, a final desta época da UEFA Champions League e em Reggio Emilia a decisão da UEFA Womens Champions League.

“O futebol é alegria, paixão e beleza”, prosseguiu Tavecchio “e o logo sublinha o poder do futebol para unir e partilhar experiências. Como uma equipa que trabalha em conjunto com as outras cidades iremos fazer coisas extraordinárias”.

“Queremos que a nossa cidade e toda a Itália façam parte deste grande evento”, disse a presidente da câmara de Roma, Virginia Raggi. “O Stadio Olimpico, Piazza di Siena, Piazza del Popolo e o Circo Massimo irão todos receber adeptos e turistas vamos recebê-los com grande alegria.”

Topo