Jogadores que se revelaram no EURO 2016

O EURO tem o hábito de lançar carreiras, e o EURO 2016 não foi diferente. Escolhemos oito jogadores, entre eles o português Raphaël Guerreiro, cujas vidas podem não voltar a ser as mesmas.

O português Raphael Guerreiro em acção frente ao francês Moussa Sissoko, durante a final do EURO 2016
O português Raphael Guerreiro em acção frente ao francês Moussa Sissoko, durante a final do EURO 2016 ©AFP/Getty Images

Raphaël Guerreiro (Portugal)
Idade:
22
Antes do EURO 2016: Terminou no 15º lugar da Ligue 1 com o Lorient.Só chegou ao "onze" inicial devido à lesão de Fábio Coentrão, mas brilhou a grande altura em França. O excelente trabalho do lateral-esquerdo foi recompensado quando fez o cruzamento para o golo de Cristiano Ronaldo, que inaugurou o marcador frente ao País de Gales nas meias-finais. Dessa forma, justificou a aposta feita pelo Dortmund quando o contratou no início do torneio.

Hal Robson-Kanu (País de Gales)
Idade: 27
Antes do EURO 2016: Marcou três golos pelo Reading no segundo escalão inglês antes de ficar sem clube. Um golo algo trapalhão à Eslováquia e uma espectacular finalização contra a Bélgica podem abrir-lhe novas portas.

Nolito festeja um golo frente à Turquia
Nolito festeja um golo frente à Turquia©Getty Images

Nolito (Espanha)
Idade: 29
Antes do EURO 2016: Fez uma magnífica época no Celta de Vigo mas nunca jogou nas provas europeias. Chamado de surpresa, brilhou no jogo com a Turquia e chamou a atenção do Manchester City, que já o contratou.

Michael McGovern (Irlanda do Norte)
Idade:
31
Antes do EURO 2016: Escapou por pouco à despromoção na Premier League escocesa ao serviço do Hamilton. Uma grande exibição no jogo com a Alemanha, onde só sofreu um golo, deram-lhe fama, e várias defesas milagrosas ajudaram a Irlanda do Norte a chegar aos oitavos-de-final. 

Veja a Islândia festejar a vitória sobre a Inglaterra
Veja a Islândia festejar a vitória sobre a Inglaterra

Hannes Halldórsson (Islândia)
Idade: 32
Antes do EURO 2016: Chegou ao EURO a meio do campeonato norueguês, no qual representa o Bodø/Glimt. Profissional há três anos, provou merecer um lugar na elite europeia e fez mais defesas do que qualquer outro guarda-redes no torneio.

Arlind Ajeti (Albânia)
Idade: 22
Antes do EURO 2016: Foi despromovido na Serie A com o Frosinone. Começou como suplente, lesionou-se a seguir, mas depois foi o melhor em campo contra a Roménia e já se transferiu para o Torino.

Michał Pazdan (ao centro)
Michał Pazdan (ao centro)©AFP

Michał Pazdan (Polónia)
Idade: 28
Antes do EURO 2016: Ganhou a Liga polaca ao serviço do Legia Varsóvia. Desconhecido antes do EURO, tornou-se um herói nacional ao ajudar a Polónia a não sofrer golos nos três jogos do Grupo C, incluindo contra a Alemanha.

Thomas Meunier (Bélgica)
Idade: 24
Antes do EURO 2016: Sagrou-se campeão belga pelo Brugges. Começou no banco de suplentes mas ganhou o lugar nos jogos seguintes, brilhando contra Suécia e Hungria. Foi já contratado pelo Paris.

Topo