Venda de bilhetes através das redes sociais é proibida

A UEFA reitera que a publicidade à venda de bilhetes através das redes sociais é proibida, e que vai tomar medidas contra quem possa estar a violar os Termos e Condições de bilhética.

A final do EURO 2016 vai ter lugar no Stade de France
A final do EURO 2016 vai ter lugar no Stade de France ©Getty Images

Na contagem decrescente para a final do UEFA EURO 2016, a UEFA está a aperceber-se de um aumento da actividade de indivíduos a fazer publicidade à venda de bilhetes através das redes sociais (como Facebook e Twitter).

Gostaríamos de recordar a todos os detentores de ingressos que, de acordo com os Termos e Condições da Venda de Bilhetes para o UEFA EURO 2016, estes não podem ser revendidos. A UEFA vai tomar medidas duras contra todos os que possam estar a quebrar os Termos e Condições, incluindo o cancelamento desses ingressos.

Os potenciais compradores também devem estar conscientes disto, porque os bilhetes comprados através de fontes não autorizadas podem já ter sido invalidados pela UEFA, devido à quebra dos Termos e Condições, e qualquer pessoa que os tenha comprado não terá acesso ao estádio.

A UEFA continua a trabalhar em conjunto com as autoridades francesas e a tomar medidas legais contra empresas ou pessoas que estejam a revender bilhetes para os jogos do EURO 2016, apesar de não terem sido autorizados pela UEFA a fazê-lo.

Já foram desactivados vários "sites" não autorizados de compra e venda de bilhetes para jogos do EURO 2016, e vamos continuar a trabalhar para impedir a venda ilegal de bilhetes nas ruas, bem como a sua distribuição em pontos organizados em França por plataformas de revenda on-line e outras entidades.

Topo