Onde a final do EURO pode ser ganha ou perdida

Os repórteres do EURO2016.com que seguem as equipas estão de acordo que Cristiano Ronaldo poderá ter um papel decisivo. Mas em que mais o Portugal - França poderá ser ganho ou perdido?

Será que Paul Pogba vai ser decisivo na final de domingo?
Será que Paul Pogba vai ser decisivo na final de domingo? ©AFP/Getty Images

Joe Walker, repórter do EURO2016.com junto de Portugal (@UEFAcomJoeW)
O que Ronaldo pode fazer
Cristiano Ronaldo esteve em bom plano na contra o País de Gales, nas meias-finais, mas também teve as suas noites menos boas – em especial frente a Áustria e Islândia, na fase de grupos. No entanto, tem sido um jogador para grandes ocasiões ao longo da sua carreira, e a de domingo é uma delas. Se o Ronaldo que fez a diferença frente aos galeses aparecer, Portugal tem a real possibilidade de conquistar o seu primeiro título de selecções sénior.

O regresso de Pepe
Provavelmente o melhor jogador de Portugal na prova até uma lesão o impedir de jogar na quarta-feira, Pepe conseguiu parar jogadores de renome como Mario Mandžukić e Robert Lewandowski. Agora, a sua presença será mais necessária do que nunca se Portugal quiser impedir Antoine Griezmann, provável vencedor da Bota de Ouro adidas, de brilhar. Bruno Alves esteve bem ante Gareth Bale e companhia, mas Pepe parece ter mais predicados para lidar com Griezmann e Olivier Giroud.

A arma secreta do meio-campo
Adrien Silva poderá não ter dado tanto nas vistas como Renato Sanches na fase a a eliminar, mas a sua capacidade de trabalho tem sido fundamental. Perguntem a Luka Modrić, que praticamente não conseguiu explanar as suas qualidades nos oitavos-de-final. A capacidade de pressão do médio do Sporting também ajudou no controlo de Gales e Polónia, e a sua energia será decisiva para enfrentar o poderoso Paul Pogba e restantes colegas. Fluente também em francês, será que Adrien Silva poderá ajudar a passar as instruções que ouvir em campo por parte dos franceses?

David Crossan, repórter do EURO2016.com junto da França (@UEFAcomDavidC)
O factor Griezmann
Griezmann parece ser o jogador ideal para explorar a falta de mobilidade da defesa de Portugal. O No7 tem estado em foco desde a fase de grupos e a sua capacidade técnica poderá ser demasiado para os defesas-centrais Pepe, de 33 anos, e José Fonte, de 32. Griezmann percorre imenso terreno para um avançado e vai fazer com que Portugal não tenha um segundo de descanso, contando também com a ajuda de Giroud, um avançado forte fisicamente.

Derrubar o muro
Os "bleus" vão ter mais bola do que tiveram contra a Alemanha (35%) na quinta-feira, e caberá aos organizadores de jogo, Pogba e Dimitri Payet, tentarem quebrar a disciplinada defesa portuguesa. Pogba ficou mais liberto e influente com o decorrer da prova, enquanto Payet dificilmente ficará sem brilhar em dois jogos seguidos, tendo feito o seu pior jogo na eliminatória anterior.

Ronaldo frente a Umtiti
Olhando jogador a jogador, parece ser pacífico que a França é superior a Portugal. Mas Fernando Santos tem Ronaldo do seu lado; se o capitão da equipa das "quinas" estiver em dia "sim", então Samuel Umtiti – defesa do Barcelona para a próxima época – poderá ter uma noite bem complicada.

Tanto Joe como David estão junto das respectivas selecções desde o começo de Junho. Junte-se à discussão em #EURO2016 se pensa que há outro factor decisivo para domingo.

Veja os adeptos na
Veja os adeptos na
Topo