Substitutos decisivos para Deschamps, De Biasi orgulhoso

Didier Deschamps elogiou o impacto dos substitutos Paul Pogba e Antoine Griezmann frente à Albânia que, de acordo com Gianni De Biaisi, "causou problemas à França".

Watch how France left it late to claim a dramatic win with goals by Antoine Griezmann and Dimitri Payet.

Didier Deschamps, seleccionador de França
A Albânia jogou com bastante coração e espírito. Defenderam bem e tiveram a capacidade para contra-atacar. Podíamos ter marcado mais cedo, tivemos bastantes oportunidades para tal. Enquanto persistiu o nulo, era um bom resultado para a Albânia. É sempre difícil defrontar equipas que actuam tão coesas. Quando finalmente engrenámos, soltámo-nos um pouco, embora já um pouco tarde.

A situação de Pogba [ter começado o jogo no banco] foi uma decisão táctica. Com aquele sistema, pensávamos que precisávamos de dois recuperadores a meio-campo. Quanto a Griezmann, estou a geri-lo. Nem ele ou Pogba estão contentes. Muitas vezes, os jogadores que saem do banco podem fazer a diferença. Foi isso que aconteceu no jogo de abertura e esta noite.

Dimitri Payet, médio da França e Melhor em campo
O bom disto, os golos no fim do jogo, é que já nada disto é novo. Desde Março, quando defrontámos a Holanda, mostrámos que podemos ganhar os jogos no seu final. Tivemos que ter paciência esta noite.

Gianni De Biasi, seleccionador da Albânia
A minha equipa resistiu até ao final, mas não defendemos bem durante todo o jogo. Na primeira parte e no início da segunda, tivemos oportunidades mais claras. Quando não se marca, não se conseguem resultados. Jogámos bem e travámos a França.

Podemos bater a Roménia e apurar-nos. Se conseguirmos marcar os golos que não apontámos até ao momento, podemos lograr os pontos de que necessitamos para a fase seguinte. Mostrámos que somos uma equipa como deve ser e jogámos um bom futebol.

Topo