Rússia sobe no "ranking", Portugal é quarto

A boa semana da Rússia na fase de qualificação valeu-lhe a subida no "ranking" provisório - Portugal saltou um lugar e está agora na quarta posição.

Artem Dzyuba (à direita) marcou quatro vezes pela Rússia no Liechtenstein, melhorando a sua classificação
Artem Dzyuba (à direita) marcou quatro vezes pela Rússia no Liechtenstein, melhorando a sua classificação ©AFP/Getty Images

A boa semana da Rússia na qualificação do UEFA EURO 2016 não apenas aumentou as suas possibilidades de atingir a fase final em França – como lhe permitiu subir na classificação provisória da UEFA das selecções nacionais (em inglês), ao mesmo tempo que os finalistas confirmados podem já começar a calcular o seu posicionamento no sorteio de Dezembro.

CLASSIFICAÇÃO COMPLETA

A classificação após o que resta da fase de qualificação decidirá os lugares para o sorteio do "play-off", a de 18 Outubro. As posições após a fase eliminatória em Novembro determinarão os potes do sorteio da fase final, a 12 de Dezembro, em Paris (sendo certo que a anfitriã França e, caso venha a apurar-se, a campeã Espanha, estarão entre os primeiros cabeças-de-série seja qual for o seu coeficiente).

A Alemanha e a Espanha continuam nos dois primeiros lugares, com a Inglaterra – já qualificada – no terceiro posto. Dos outros finalistas confirmados, a Áustria subiu três posições em relação a Junho e é agora décima, a República Checa subiu quatro posições até ao 13º lugar enquanto a Islândia desceu um, para o 23º, devido ao empate com o Cazaquistão, 50º classificado, que ditou o seu apuramento.

A Itália aumentou a possibilidade de ser cabeça-de-série caso se apure
A Itália aumentou a possibilidade de ser cabeça-de-série caso se apure©Getty Images

Nos cinco primeiros, e provisoriamente cabeça-de-série no sorteio da fase final, caso venha a qualificar-se, está a Itália, logo atrás do quarto classificado, Portugal. Após as derrotas com a Islândia e a Turquia, a Holanda caiu quatro posições, para o oitavo posto, e tem o apuramento em risco. Entretanto, a Bélgica, é agora sexta, 0,002 pontos atrás da Itália, o que faz com que a constituição dos potes, se todos os primeiros classificados se apurarem, ainda tenha muito para definir.

As maiores subidas deste mês são da Rússia, que bateu a Suécia por 1-0 e o Liechtenstein por 7-0, saltando para o segundo lugar no Grupo G e subindo nove posições para ser agora 11ª da classificação. No que se refere a pontos no "ranking", a Finlândia foi quem mais auferiu, somando 2.408 ao seu máximo – que é agora de 21.376 – e subiu cinco posições para o 34º lugar após as vitórias obtidas sobre a Grécia e as Ilhas Faroé terem mantido as suas aspirações de apuramento no Grupo F.

No geral, comparando com a classificação à data do sorteio da fase de qualificação do UEFA EURO 2016, a da Áustria está 17 lugares mais alta que no início desta fase. A Islândia subiu 15 postos, do 38º, e tanto a Bélgica como a Polónia tiveram subidas de dois dígitos.

*O coeficiente das selecções é calculado a partir dos mais recentes resultados dos países. Na classificação actual são tidos em conta 20 por cento dos resultados do UEFA EURO 2012 (qualificação/fase final), e 40 por cento do Campeonato do Mundo 2014 (qualificação/fase final) e do UEFA EURO 2016 (qualificação).

Topo