Bélgica e Portugal sobem no ranking UEFA

A Bélgica subiu cinco lugares no ranking interino de selecções da UEFA, que continua a ser liderado pela Alemanha, enquanto Portugal ocupa o sétimo posto.

Marouane Fellaini festeja o golo da Bélgica frente ao Chipre
Marouane Fellaini festeja o golo da Bélgica frente ao Chipre ©AFP/Getty Images

A Bélgica é a evolução mais notada na mais recente versão do ranking interino de selecções da UEFA, com a campeã mundial Alemanha e a campeã europeia Espanha a manterem os dois primeiros lugares.

Vitórias frente a Chipre e Israel colocaram a equipa de Marc Wilmots no topo do Grupo B de qualificação para o UEFA EURO 2016, e no quinto lugar do ranking de coeficientes de selecções* – uma subida de seis lugares em relação ao último ranking, em Dezembro. De facto, desde que se realizou o sorteio da fase de qualificação, em Fevereiro de 2014, a Bélgica subiu dez lugares, desde o 16º posto.

A Alemanha continua a liderar, com um coeficiente de 39.336, com a Espanha em segundo, com 36.803. A Inglaterra (35.963) ocupa a terceira posição – este trio não sofreu alterações em relação a Dezembro – com a Holanda (34.219) a subir um lugar, para quarto, à frente da Bélgica. Ainda nos dez primeiros encontra-se Portugal (33.588), em sétimo, que subiu uma posição, enquanto a Itália desceu de quarto para oitavo.

Existem diversas outras mudanças significativas nos 20 primeiros lugares, com Roménia (12º), Áustria (13º) e Suíça (14º) a subirem três lugares, ao passo que a Suécia subiu cinco, até 16º. Também a Bósnia e Herzegovina subiu cinco posições, até ao 20º lugar – apesar de estar bem longe do nono lugar que ocupava na altura em que se realizou o sorteio.

Entretanto, a República Checa desceu três lugares e é agora décima, a Ucrânia desceu cinco, para o 15º lugar, e a Polónia está no 17º, depois de em Dezembro ter sido 14º. Após ter perdido em casa com País de Gales e Bélgica na semana passada, Israel desceu 12 lugares, para 24º.

No global, e comparando com o ranking na altura do sorteio, a França, anfitriã do UEFA EURO 2016, subiu cinco lugares, de 11º para sexto, enquanto a Eslováquia está agora em 11º, depois de ter sido 25º em Fevereiro de 2014. Roménia (12ª agora; 26ª em Fevereiro de 2014) e Áustria (13ª agora; 27ª em Fevereiro de 2014) também registaram ganhos significativos; em contraste, a Grécia, que era sétima na altura do sorteio, é agora 27ª.

*Os coeficientes das selecções são calculados com base nos resultados recentes de um país. No ranking actual, os resultados no UEFA EURO 2012 (fase de qualificação/fase final) valem 20 por cento, enquanto os do Campeonato do Mundo de 2014 (fase de qualificação/fase final) e do UEFA EURO 2016 (qualificação) representam 40 por cento.

Topo