O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Gosens a ganhar importância na Alemanha

O jogador da Atalanta está a encantar a Alemanha em campo e também diante das câmaras.

Robin Gosens esteve em destaque frente a Portugal
Robin Gosens esteve em destaque frente a Portugal UEFA via Getty Images

Robin Gosens foi eleito a Estrela do Jogo Heineken após uma exibição fantástica na vitória por 4-2 sobre Portugal, mas demorou alguns segundos para perceber que o troféu que segurava para a foto e entrevista era seu em definitivo: "Isto é para eu levar comigo?", perguntou o lateral-esquerdo após receber o galardão.

Mais tarde, descreveria a conquista do prémio como "gigantesca", o seu golo como "mágico" e acrescentaria que estava a viver um momento de "turbulência emocional" (em sentido positivo). Se fossem necessárias mais provas de que tem jeito com as palavras, elas vieram durante a sua maratona de entrevistas após o jogo em Munique, conduzidas em vários idiomas.

"Como personagem, todos nós apreciamos muito a sua presença", explicou o treinador Joachim Löw sobre o versátil Gosens, que também pode actuar no meio-campo."Ele é muito franco e expressivo na comunicação. Como pessoa é como o seu futebol: sempre claro e objectivo."

Conheça as equipas: Alemanha
Conheça as equipas: Alemanha

As exibições dinâmicas e agressivas de Gosens em dois amigáveis antes da fase final garantiram-lhe um lugar no "onze" inicial, mas o jovem de 26 anos deu ao seu treinador da Atalanta uma grande parte do crédito por esse feito. "Parece que essas qualidades sempre estiveram adormecidas dentro de mim e [Gian Piero] Gasperini conseguiu revelá-las", disse. "Eu tenho que agradecer-lhe por ajudar a potenciar essas qualidades."

O Grupo F está a caminhar para uma conclusão extremamente emocionante, com as quatro equipas ainda sob pressão. Actualmente em segundo lugar no grupo, a Alemanha terá a certeza de um apuramento para os oitavos-de-final se vencer a Hungria na quarta-feira, mas isso exigirá outra exibição de elevado rendimento.

"O próximo jogo será mais difícil se a Hungria defender com oito ou nove jogadores e tentar responder no contra-ataque", avisou Löw, depois de ver os magiares empatarem 1-1 com a França. "Eles mostraram como podem ser perigosos." O treinador sabe que, depois de defrontar duas das melhores equipas do Mundo, a Alemanha terá de se adaptar para enfrentar uma selecção menos favorita.

Além disso, os húngaros vivem um cenário de euforia crescente e jogam em casa. A vitória sobre Portugal trouxe um nível de entusiasmo à selecção alemã nunca visto desde os dois últimos jogos da campanha vitoriosa no Campeonato do Mundo da de 2014. Naquela época, Gosens jogava na segunda divisão holandesa, ao serviço do Dordrecht. Agora está no centro das atenções e certamente a pensar que o prémio de Estrela do Jogo não será o único troféu que levará para casa este Verão.

Descarregue a app do EURO