O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Espanha 1-1 Polónia: Lewandowski volta a travar espanhóis

Robert Lewandowski marcou depois de Álvaro Morata ter aberto o activo e os espanhóis, que ainda viram Gerard Moreno falhar um penálti, somaram o segundo empate em dois jogos em Sevilha.

Resumo: Espanha 1-1 Polónia
Resumo: Espanha 1-1 Polónia

A Polónia, treinada por Paulo Sousa, manteve-se na luta pelo apuramento para os oitavos-de-final do UEFA EURO 2020 graças a um golo de Robert Lewandowski, que igualou o marcador depois de Álvaro Morata o ter inaugurado para uma Espanha que falhou um penálti por Gerard Moreno e continua sem ganhar.

Espanha-Polónia: como tudo aconteceu, reacções

O jogo em poucas palavras

A Espanha tinha-se visto frustrada pela Suécia na Jornada 1 e voltou a mostrar dificuldades em encontrar o seu ritmo até abrir o marcador, aos 25 minutos. Gerard Moreno flectiu da direita para o centro de desferiu um centro-remate que, oportuno, Álvaro Morata desviou para o fundo das redes.

Moreno podia ter feito o 2-0 logo a seguir, de livre, mas a bola sai ao lado e, na resposta, a Polónia mostrou que estava ali para discutir o jogo, com Karol Świderski, em excelente posição, a atirar por cima a passe de Robert Lewandowski.

Aos nove minutos da segunda parte, o empate surgiu mesmo. Kamil Jóźwiak cruzou na perfeição e Lewandowski bateu Laporte para cabecear para o 1-1. A alegria polca, porém, podia ter sido de curta duração, com a Espanha a beneficiar de uma grande penalidade logo a seguir, mas Moreno atirou ao poste na conversão do penálti e Morata falhou a recarga.

A Espanha tentou, até ao fim, o golo da vitória, mas a Polónia resistiu mesmo e somou um ponto que lhe mantém vivas as esperanças de se apurar.

Estrela do Jogo: Jordi Alba (Espanha)

“Esteve bem quer a defender, quer a atacar. Os seus cruzamentos criaram sempre problemas à defesa contrária. Uma excelente exibição.”
Ginés Meléndez, Observador Técnico da UEFA

Conheça todas as Estrelas do Jogo Heineken do UEFA EURO 2020.

Reacções

Luis Enrique, seleccionador da Espanha: "Tenho muita vontade de ir rever e analisar este jogo. Não saímos com uma boa sensação. Podemos ter dominados, mas não chegou para vencermos. Gostei da forma como a Polónia jogou. Criou várias ocasiões de perigo. Falhar o penálti foi uma pena, porque era um momento absolutamente crucial. Honestamente, pensei que seríamos capazes de nos impor mais no jogo"

Jordi Alba, defesa da Espanha: "Merecíamos a vitória, tal como já merecíamos ter ganho o primeiro jogo. Faltou-nos alguma sorte e estivemos perto de marcar mais golos. Trabalhámos muito como equipa – tivemos intensidade e sabemos o que temos de fazer a cada momento."

Paulo Sousa, seleccionador da Polónia: "Até ao intervalo faltou-nos acreditar um pouco mais em nós, mas ainda assim tivemos duas boas ocasiões para marcar nos primeiros 45 minutos. Na segunda parte melhorámos, o nosso meio-campo esteve mais compacto e isso permitiu-nos chegar ao empate. E podíamos ter marcado mais golos. Encorajei os meus jogadores a serem mais corajosos no segundo tempo. E o Lewandowski foi um exemplo para todos: lutou em todo o campo, ganhou duelos, passámos, correu, esteve envolvido em todos os lances. A sua energia foi partilhada por todos. Temos um dos melhores do mundo a jogar connosco. Na defesa, Kamil Glik fez o mesmo."

Robert Lewandowski, avançado da Polónia: "Jogámos bem, com empenho. Cometemos alguns erros, tanto a defender como a atacar, mas estivemos bem melhor do que contra a Eslováquia. Porquê? Penso que no primeiro jogo tentámos em demasia jogar um futebol mais puro e esquecemo-nos de outros aspectos importantes do jogo. Sabíamos que, contra a Espanha, teríamos de estar mais concentrados na defesa e foi o que fizemos. As coisas resultaram bem."

Principais estatísticas

O momento em que Gerard Moreno falha a grande penalidadeGetty Images

Equipas

Espanha: Unai Simón; Marcos Llorente, Laporte, Pau Torres, Jordi Alba; Koke (Sarabia 68), Rodri, Pedri; Gerard Moreno (Fabián Ruiz 68), Morata (Oyarzabal 87), Olmo (Ferran Torres 61)

Polónia: Szczęsny; Bereszyński, Glik, Bednarek (Dawidowicz 85); Jóźwiak, Moder (Linetty 85), Klich (Kozłowski 55), Puchacz; Świderski (Frankowski 68), Zieliński; Lewandowski

A seguir

Suécia-Polónia - Quarta-feira, 23 de Junho
Eslováquia-Espanha - Quarta-feira, 23 de Junho