EURO 1980: Tudo o que precisa de saber

Horst Hrubesch foi o herói da República Federal da Alemanha na final, garantindo o segundo título do EURO para os germânicos. O UEFA.com explica tudo sobre a prova.

Bernd Schuster e Willy van de Kerkhof em acção no UEFA EURO 1980
Bernd Schuster e Willy van de Kerkhof em acção no UEFA EURO 1980 Popperfoto via Getty Images

Quem ganhou o EURO 1980?

O segundo título da República Federal da Alemanha no EURO aconteceu graças a uma vitória por 2-1 sobre a Bélgica, na final realizada no Olimpico em Roma, a 22 de Junho de 1980. Horst Hrubesch colocou os alemães em vantagem, mas René Vandereycken empatou de penalty na segunda parte. Mas quando o prolongamento se avizinhava, Hrubesch voltou a bater o guardião belga Jean-Marie Pfaff, com o cruzamento de Karl-Heinz Rummenigge a ser concluído da melhor forma pelo "Kopfball-Ungeheuer" (Monstro do Cabeceamento). "Não nos teríamos safado no prolongamento pois estávamos no limite das nossas forças", recordou o avançado do Hamburgo. "Nesse dia estava muito calor e recordo-me de estar tão cansado após o jogo que foi complicado erguer o troféu".

Quem foram os melhores marcadores do EURO 1980?

Resumo da final do EURO 1980: República Federal da Alemanha 2-1 Bélgica
Resumo da final do EURO 1980: República Federal da Alemanha 2-1 Bélgica

Klaus Allofs marcou três golos e tornou-se no terceiro jogador consecutivo da República Federal da Alemanha a sagrar-se melhor marcador do EURO, imitando os feitos de Gerd Müller (1972) e Dieter Müller (1976). O avançado de 1.74 metros jogava na altura no Fortuna Düsseldorf, e tal como o irmão Thomas tinha alinhado numa derrota por 4-2 frente ao Barcelona na final da Taça dos Clubes Vencedores de Taças de 1979. Allofs viria a vencer essa competição 13 anos depois, marcando na vitória por 2-0 do Werder Bremen sobre o Mónaco.

O inglês Kevin Keegan foi o goleador máximo na fase de qualificação, com sete golos. O avançado tinha ganho duas Taças UEFA e a Taça dos Clubes Campeões Europeus com o Liverpool antes de rumar ao estrangeiro para representar o Hamburgo, em 1977. Durante a sua passagem por solo germânico, foi eleito Jogador Europeu do Ano em 1978 e 1979 e voltou a disputar a final da principal competição europeia de clubes, que a sua equipa perdeu frente ao Nottingham Forest em 1980.

Onde se realizou o EURO 1980?

A Itália foi o país escolhido para acolher a primeira edição do EURO com oito equipas, com os jogos a decorrerem em quatro estádios: Olimpico (Roma), San Siro (Milão), Stadio San Paolo (Nápoles) e Stadio Comunale (Turim). Roma recebeu a final enquanto Nápoles assistiu ao último jogo de atribuição do terceiro lugar, com a Checoslováquia a vencer os anfitriões por 9-8 após desempate por penalties depois de um empate a um golo.

Quem orientou a equipa vencedora do EURO 1980?

Resumo: Os melhores golos do EURO 1980
Resumo: Os melhores golos do EURO 1980

Jupp Derwall liderou a República Federal da Alemanha ao sucesso no EURO 1980. Substituir Helmut Schön como seleccionador germânico não foi tarefa fácil, mas ninguém estava mais habilitado para isso do que Derwall, que tinha sido adjunto de Schön durante oito anos. Por isso foi sem surpresa que foi o escolhido em 1978. O seu primeiro grande desafio foi precisamente o Campeonato da Europa da UEFA de 1980, e Derwall, um antigo avançado que tinha sido duas vezes internacional, guiou de forma exímia os alemães à glória em Itália.

Quem foi o capitão vitorioso no EURO 1980?

O lateral-esquerdo Bernard Dietz capitaneou a República Federal da Alemanha rumo à vitória no Europeu de 1980. Dietz era um líder forte mas discreto, bem como peça essencial na equipa de Derwall. Passou grande parte da carreira no Duisburgo e continua a ser o defesa com mais golos (70) na história da Bundesliga. Somou 53 internacionalizações e, para além do EURO '80, disputou o Campeonato do Mundo de 1976 e 1978.

Qual foi o formato do EURO 1980?

O sucesso da edição de 1976 deu força à ideia de alargar o número de participantes para a fase final de 1980, e a UEFA acedeu, aumentando para o dobro o número de participantes na segunda edição a ter lugar em Itália. Com oito equipas em vez de quatro, foram criados dois grupos de quatro, com o vencedor de cada um a apurar-se para a fina, ao passo que os segundos classificados disputavam o jogo de atribuição do terceiro lugar. Outra alteração ao formato anterior era que o país anfitrião apurava-se automaticamente. O torneio decorreu entre 11 e 22 de Junho de 1980.

Quantas equipas participaram no EURO 1980?

A fase final do EURO 1980 contou pela primeira vez com oito equipas. A anfitriã Itália teve a companhia de Inglaterra, Países Baixos, Checoslováquia, Espanha, Bélgica, República Federal da Alemanha e a estreante Grécia, com esta última a terminar à frente da Hungria e da antiga campeã União Soviética.

A Inglaterra posa para a fotografia antes do jogo da fase de grupos do EURO 1980 frente à Espanha
A Inglaterra posa para a fotografia antes do jogo da fase de grupos do EURO 1980 frente à EspanhaPopperfoto via Getty Images

Como funcionou a qualificação para o EURO 1980?

Trinta e uma equipas participaram na fase de qualificação do EURO '80. A fase de grupos contou com quatro grupos de quatro equipas e três grupos de cinco. Todas as equipas defrontaram as restantes duas vezes, em casa e fora, entre Maio de 1978 e Fevereiro de 1980 (a vitória valia dois pontos e o empate um). Os sete vencedores de grupos juntaram-se à anfitriã Itália na fase final.

Qual foi a Equipa do Torneio do EURO 1980?

GR: Dino Zoff (Itália)
DF: Claudio Gentile (Itália)
DF: Gaetano Scirea (Itália)
DF: Karlheinz Förster (República Federal da Alemanha)
DF: Hans-Peter Briegel (República Federal da Alemanha)
MD: Marco Tardelli (Itália)
MD: Jan Ceulemans (Bélgica)
MD: Bernd Schuster (República Federal da Alemanha)
MD: Hansi Müller (República Federal da Alemanha)
AV: Karl-Heinze Rummenigge (República Federal da Alemanha)
AV: Horst Hrubesch (República Federal da Alemanha)

Quem marcou o primeiro golo do EURO 1980?

Karl-Heinze Rummenigge fez de cabeça o golo inaugural da fase final do EURO 1980, à passagem da hora de jogo no triunfo por 1-0 da República Federal da Alemanha sobre a Checoslováquia, em Roma, de certo modo servindo como desforra pela derrota frente ao mesmo adversário na final do EURO 1976. "Foi um jogo importante e um início de torneio muito difícil para nós", disse mais tarde Rummenigge. "A nossa equipa era nova e muito jovem, e não éramos de todo favoritos à conquista do título".

Enzo Bearzot conduziu a Itália ao terceiro lugar final no EURO 1980, após um triunfo sobre a Checoslováquia
Enzo Bearzot conduziu a Itália ao terceiro lugar final no EURO 1980, após um triunfo sobre a ChecoslováquiaPopperfoto via Getty Images

Cinco factos-chave sobre o EURO 1980

• Karl-Heinz Rummenigge venceu a Bola de Ouro de 1980 graças ao seu desempenho na vitória por 2-1 da República Federal da Alemanha sobre a Bélgica na final, com o colega Bernd Schuster a terminar no segundo posto.

• O feito da República Federal da Alemanha em atingir três finais consecutivas do Europeu continua a ser um recorde, tendo alcançado o mesmo no Mundial, entre 1982 e 1990.

• No último jogo de atribuição do terceiro lugar na história do EURO, Fulvio Collovati falhou a sua tentativa após 17 penalties convertidos, no triunfo da Checoslováquia sobre a Itália no desempate, por 9-8.

• A Grécia disputou a sua primeira fase final em 1980, mas só voltaria a participar na competição em 2004, numa edição em que se sagrou campeã.

• Perito a marcar golos de cabeça com o Hamburgo, o avançado Horst Hrubesch, herói da final, foi visto por muitos como uma solução de recurso, que entrou na convocatória para o EURO 1980 porque Klaus Fischer, do Schalke, tinha partido a perna.

Conteúdos relacionados