Combata a COVID-19 seguindo as indicações da Organização Mundial de Saúde e os cinco passos da FIFA para travar a propagação da doença.

1. Lavar as mãos 2. Tossir para o antebraço 3. Não tocar no rosto 4. Manter a distância física 5. Ficar em casa.
Mais informação >
 

EURO 1964: Tudo o que precisa de saber

A segunda fase final da Taça Europeia das Nações realizou-se em Espanha. Conheça todos os detalhes.

Acção da final do EURO de 1964
Acção da final do EURO de 1964

Quem ganhou o EURO 1964?

A anfitriã Espanha conquistou o seu primeiro título importante ao vencer a campeã União Soviética por 2-1 na final, com Marcelino a fazer de cabeça o golo decisivo no Estadio Santiago Bernabéu, em Madrid, a 21 de Junho de 1964. Jesús María Pereda tinha colocado os espanhóis a vencer logo aos seis minutos (o golo mais madrugador numa final do EURO até ao momento), mas Galimzyan Khusainov rapidamente empatou, na marcação de um livre directo. E quando o jogo se encaminhava para o fim, Marcelino decidiu a partida aos 84 minutos, finalizando um cruzamento de Pereda. "Éramos uma equipa mesmo muito boa", disse Pereda. "Tínhamos o Luis Suárez para orientar o jogo. Para além disso, também contávamos com grandes jogadores, como Amancio e Marcelino, este último um goleador incrível. Era mesmo uma equipa fantástica".

Quais foram os melhores marcadores do EURO 1964?

Resumo da final do EURO 1964: Espanha 2-1 URSS
Resumo da final do EURO 1964: Espanha 2-1 URSS

Três jogadores terminaram a fase final com dois golos:

Ferenc Bene (Hungria)
Dezső Novák (Hungria)
Jesús María Pereda (Espanha)

O dinamarquês Ole Madsen foi o melhor marcador da competição no total: apontou 11 golos na fase de qualificação (recorde que prevaleceu até o croata Davor Šuker marcar 12 na qualificação para o EURO '96), mas não facturou na fase final.

Onde se realizou o EURO 1964?

A Espanha foi o segundo país a receber a fase final da Taça Europeia das Nações. O Estadio Santiago Bernabéu acolheu a meia-final ganha pela Espanha frente à Hungria e também o triunfo frente à União Soviética na final, ao passo que a outra meia-final - e o jogo de atribuição do terceiro lugar, ganho pela Hungria à destemida e amadora Dinamarca - teve lugar no Camp Nou, em Barcelona. Os árbitros vieram de Bélgica (Arthur Blavier), Itália (Concetto Lo Bello), Suíça (Daniel Mellet) e Inglaterra (Arthur Holland).

Quem orientou a equipa vencedora do EURO 1964?

José Villalonga conduziu a Espanha ao sucesso em 1964 e manteve-se no comando técnico até ao Campeonato do Mundo de 1966. A nível de clubes, Villalonga tinha treinador o Real Madrid que conquistou a Taça dos Cubes Campeões Europeus em 1956 e 1957, chegando à selecção espanhola após ganhar a Taça dos Clubes Vencedores de Taças de 1962 com o Atlético. No entanto, concentrou-se em jovens talentos para formar a selecção que disputou o EURO e sabia como inspirar os jogadores. O avançado Jesús María Pereda recordou a conversa pré-jogo antes da final frente à URSS: "Villalonga desenhou um campo de futebol na areia e usou pedras para nos representar, com pinos a representarem a União Soviética. Convenceu-nos que as pedras eram mais fortes que os pinos, e que por isso íamos ganhar".

Quem foi o capitão vitorioso no EURO 1964?

Resumo: Os melhores golos do EURO 1964
Resumo: Os melhores golos do EURO 1964

O defesa-central Fernando Olivella capitaneou a Espanha rumo à conquista do seu primeiro título internacional, celebrando a icónica vitória sobre a União Soviética na véspera do seu 28º aniversário. Nascido e criado na Catalunha, cumpriu 513 jogos pelo Barcelona entre 1956 e 1969. Mais tarde tornou-se um conceituado professor de Educação Física, e a respeito do seu estilo como capitão disse o seguinte: "Sempre fui uma pessoa séria, e acredito que existem certas coisas que têm sempre de ser encaradas com seriedade. Por isso, seu um colega se estava a comportar de forma desapropriada, alertava-o sobre a sua conduta. No entanto, fazia isso sempre feito em privado".

Qual foi o formato competitivo no EURO 1964?

Tal como na primeira edição, quatro equipas disputaram a fase final, em Espanha, que decorreu entre 17 e 21 de Junho de 1964. Os anfitriões precisaram de prolongamento para bater a Hungria por 2-1 na primeira meia-final, com a URSS a derrotar a estreante Dinamarca por 3-0 na outra meia-final. Também foi preciso prolongamento para a Hungria bater os dinamarqueses por 3-1 no jogo de atribuição do terceiro lugar, a 20 de Junho, em Barcelona. Na final, realizada no dia seguinte, em Madrid, a Espanha venceu a URSS.

Quantas equipas participaram no EURO 1964?

A fase final foi disputada por quatro equipas, após 29 terem participado na fase de qualificação (a Grécia desistiu por motivos políticos após ser emparelhada com a Albânia).

Como funcionou a qualificação para o EURO 1964?

As primeiras edições do EURO foram competições a eliminar, e foram necessárias 13 rondas preliminares para reduzir a 16 o número de participantes na primeira ronda da edição de 1964, com todos os embates a serem disputados a duas mãos. O vencedor de cada um dos quatro duelos da segunda ronda apurou-se para a fase final, em Espanha.

Qual foi a Equipa do Torneio do EURO 1964?

GR: Lev Yashin (União Soviética)
DF: Dezső Novák (Hungria)
DF: Ferran Olivella (Espanha)
DF: Feliciano Rivilla (Espanha)
DF: Ignacio Zoco (Espanha)
MD: Valentin Ivanov (União Soviética)
MD: Amancio Amaro (Espanha)
MD: Luis Suárez (Espanha)
AV: Flórián Albert (Hungria)
AV: Ferenc Bene (Hungria)
AV: Jesús María Pereda (Espanha)

Quem marcou o primeiro golo no EURO 1964?

Resumo do EURO 1964: Espanha 2-1 Hungria
Resumo do EURO 1964: Espanha 2-1 Hungria

Jesús María Pereda apontou o primeiro golo da fase final, aos 35 minutos da vitória da Espanha sobre a Hungria, nas meias-finais. Mais tarde, em declarações ao UEFA.com, Pereda disse: "A equipa de 1960, com [Alfredo] Di Stéfano e [László] Kubala, tinha mais talento, mas não são os nomes que contam no futebol, é a equipa… Nós todos estávamos em forma, e a tarefa do treinador era juntar estes jogadores e garantir que funcionavam bem em conjunto".

Entretanto, o primeiro golo (e também o segundo) da fase de qualificação foi marcado pelo sueco Örjan Martinsson, numa vitória fora por 2-0 sobre a vizinha Noruega. Foi o primeiro jogo da Suécia numa fase de qualificação do EURO. Para além do futebol, Martinsson também praticou bandy, um desporto semelhante ao hóquei no gelo, mas nunca se tornou profissional apesar de Georg Ericson, seu treinador no IFK Nörrkoping, o ter classificado como "um dos jogadores mais criativos e habilidosos na história do país".

Cinco factos essenciais sobre o EURO 1964

• O criativo espanhol Luis Suárez tornou-se no primeiro jogador a vencer Taça dos Campeões Europeus e EURO no mesmo ano. O primeiro título conseguiu-o ao serviço do Inter, que venceu o Real Madrid por 3-1 em Viena.

• Ole Madsen marcou 11 golos na fase de qualificação e ajudou a Dinamarca a chegar à fase final. Em 1964, recusou um contrato profissional com o Barcelona porque só jogadores amadores podiam representar a selecção dinamarquesa.

• O Luxemburgo foi um dos destaques da fase de qualificação da edição de 1964: eliminou os Países Baixos e forçou a Dinamarca a um jogo de repetição, falhando a fase final por pouco. Os "leões vermelhos" só voltaram a vencer um jogo de qualificação do EURO em 1995.

• Quando a Espanha ganhou o Festival Eurovisão da Canção, em Abril de 1968, com a canção La, La, La, interpretada por Massiel, tornou-se no primeiro país vencedor do EURO e da Eurovisão no mesmo ano.

• Quatro dias após marcar o tento vitorioso na final do EURO, Marcelino voltou a ser decisivo – e também aos 83 minutos – apontando o golo com que o Saragoça venceu o Valência por 2-1 e ganhou a Taça das Cidades com Feira.

Conteúdos relacionados

Topo