Combata a COVID-19 seguindo as indicações da Organização Mundial de Saúde e os cinco passos da FIFA para travar a propagação da doença.

1. Lavar as mãos 2. Tossir para o antebraço 3. Não tocar no rosto 4. Manter a distância física 5. Ficar em casa.
Mais informação >
 

EURO 2000: Tudo o que precisa de saber

Um "golo de ouro" deu origem à festa francesa em Roterdão. Recordamos a fase final realizada na Bélgica e nos Países Baixos.

Sylvain Wiltord comemora após marca pela França diante da Dinamarca na fase de grupos do EURO 2000
Sylvain Wiltord comemora após marca pela França diante da Dinamarca na fase de grupos do EURO 2000 Getty Images

Quem ganhou o EURO 2000?

Impulsionada pelo brilhantismo de Zinédine Zidane, a França, campeã mundial em 1998, prevaleceu no EURO 2000, mas o seu triunfo esteve em risco na final frente à Itália, a 2 de Julho de 2000. Os transalpinos estiveram em vantagem, graças a Marco Delvecchio, mas Sylvain Wiltord bateu Francesco Toldo nos descontos e depois, aos 13 minutos do prolongamento, o "golo de ouro" de David Trezeguet decidiu o campeão. "Acertei na bola logo após ela bater no relvado", recorda-se Trezeguet. "Ela entrou e tornámo-nos na primeira equipa a conseguir a ganhar de forma consecutiva Europeu e Mundial. Foi um feito muito importante para o nosso país".

Resumo da final do EURO 2000: França 2-1 Itália
Resumo da final do EURO 2000: França 2-1 Itália

Quem foram os melhores marcadores do EURO 2000?

Dois jogadores terminaram o EURO 2000 com cinco golos:

Patrick Kluivert (Países Baixos)
Savo Milošević (Jugoslávia)

O melhor marcador na fase de qualificação foi o espanhol Raúl González, com 11 golos. Esse número incluiu um "poker" na goleada por 9-0 à Áustria, a 27 de Março de 1999, e um "hat-trick" em 19 minutos frente a San Marino, quatro dias depois. Tricampeão da UEFA Champions League com o Real Madrid, a campanha do magnífico No7 no EURO 2000 terminou da pior forma, já que falhou um penalty no desempate frente à França, nos quartos-de-final.

Onde se realizou o EURO 2000?

Bélgica e Países Baixos uniram esforços para receber o EURO 2000, realizado entre 10 de Junho e 2 de Julho de 2000, com cada país a fornecer quatro estádios. O Estádio Rei Balduíno, em Bruxelas, recebeu o jogo inaugural da prova, com os restantes recintos belgas a serem Estádio Jan Breydel (Bruges), Stade Marcel Dufrasne (Liege) e Stade du Pays de Charleroi (Charleroi). O Estádio Feijenoord (Roterdão) recebeu a final e jogos do anfitrião Países Baixos, tal como a Amsterdam ArenA (Amesterdão). Os outros dois recintos holandeses foram o Estádio PSV (Eindhoven) e o GelreDome (Arnhem).

O jugoslavo Savo Milošević marcou cinco golos no EURO 2000
O jugoslavo Savo Milošević marcou cinco golos no EURO 2000Bongarts/Getty Images

Quem orientou a equipa vencedora do EURO 2000?

Roger Lemerre tinha sido adjunto de Aimé Jacquet na conquista da França no Campeonato do Mundo de 1998, mas assumiu o cargo de seleccionador após esse torneio e tornou-se no primeiro a conquistar um título para os "bleus" fora de casa (a França tinha ganho o EURO '84 e o Mundial como anfitriã). Tinha passado uma década ao serviço da selecção militar gaulesa antes de passar para a selecção civil, e em 2004 alcançou uma "dobradinha" continental única, ao vencer a Taça das Nações Africanas com a Argélia.

Resumo: Os melhores golos do EURO 2000
Resumo: Os melhores golos do EURO 2000

Quem foi o capitão vitorioso do EURO 2000?

Entre a vitória no Mundial de 1998 e o EURO 2000, o médio-defensivo Didier Deschamps trocou a Juventus pelo Chelsea. "Uma equipa precisa de um grande general", disse o seleccionador Lemerre após o jogo decisivo no EURO 2000. "Espero que ele ainda jogue durante muito tempo". No entanto, Deschamps encerrou a carreira pouco tempo depois, na altura como recordista pela França, com 103 internacionalizações. Em 2012 voltou a estar ao serviço da selecção, agora como seleccionador.

Qual foi o formato do EURO 2000?

Realizado entre 10 de Junho e 2 de Julho de 2000, o EURO 2000 teve o mesmo formato que o EURO '96, com os dois primeiros dos quatro grupos de quatro equipas (três pontos por vitória e um por empate) a avançarem para a fase a eliminar. Os primeiros classificados (Portugal, Itália, Espanha e Países Baixos) defrontaram os segundos classificados (Roménia, Turquia, Jugoslávia e França).

Quantas equipas participaram no EURO 2000?

A fase final contou com 16 equipas, enquanto a fase de qualificação teve a participação de 49 países-membro da UEFA (excluindo os anfitriões Bélgica e Países Baixos).

Como funcionou a fase de qualificação do EURO 2000?

Com Bélgica e Países Baixos apurados automaticamente como anfitriões, os restantes 49 países-membro da UEFA participaram numa fase de qualificação que teve nove grupos (quatro de seis equipas e cinco de cinco). Os nove vencedores de grupos e o melhor segundo classificado (Portugal) qualificaram-se directamente, enquanto os restantes oito segundos classificados disputaram um "play-off" para atribuir as últimas quatro vagas no EURO 2000 (preenchidas por Inglaterra, Dinamarca, Eslovénia e Turquia).

Qual foi a Equipa do Torneio do EURO 2000?

O francês Zinédine Zidane foi eleito Jogador do Torneio, com Andy Roxburgh, director-técnico da UEFA a comentar: "Tenho quase a certeza que o seu corpo tem impressa uma etiqueta a dizer 'Fabricado no céu'. A equipa de observadores técnicos da UEFA também escolheu o melhor lote da fase final, composto por 22 jogadores.

 Zinédine Zidane foi eleito Jogador do Torneio do EURO 2000
Zinédine Zidane foi eleito Jogador do Torneio do EURO 2000Popperfoto via Getty Images

GR: Fabien Barthez (França)
GR: Francesco Toldo (Itália)
DF: Laurent Blanc (França)
DF: Lilian Thuram (França)
DF: Marcel Desailly (França)
DF: Fabio Cannavaro (Itália)
DF: Paolo Maldini (Itália)
DF: Alessandro Nesta (Itália)
DF: Frank de Boer (Países Baixos)
MD: Demetrio Albertini (Itália)
MD: Patrick Vieira (França)
MD: Josep Guardiola (Espanha)
MD: Rui Costa (Portugal)
MD: Edgar Davids (Países Baixos)
MD: Luís Figo (Portugal)
MD: Zinédine Zidane (França)
AV: Thierry Henry (França)
AV: Savo Milosevic (Jugoslávia)
AV: Raúl González (Espanha)
AV: Patrick Kluivert (Países Baixos)
AV: Nuno Gomes (Portugal)
AV: Francesco Totti (Itália)

Quem marcou o primeiro golo no EURO 2000?

O belga Bart Goor marcou aos 43 minutos o golo inaugural do EURO 2000, na vitória por 2-1 da sua equipa sobre a Suécia (no entanto falharam o apuramento para os quartos-de-final). O extremo chegou ao torneio acabado de conquistar o seu primeiro de quatro campeonatos com o Anderlecht. Mais tarde, perto do final da carreira e já a preparar o futuro fora dos relvados, Goor deu nas vistas ao promover uma cura para a ressaca que descobriu juntamente com um parceiro de negócios.

No que à fase de qualificação diz respeito, Kristen Viikmäe marcou o primeiro golo, aos 12 minutos da vitória por 5-0 da Estónia sobre as Ilhas Faroé, em Tallinn, a 4 de Junho de 1998, com o primeiro jogo de apuramento para o EURO 2000 a acontecer dois meses e meio antes do segundo. Na altura o avançado do Flora Tallinn tinha 19 anos e veio a tornar-se (em Maio de 2006, com 27) no mais jovem jogador a somar 100 internacionalizações, recorde entretanto já perdido. Mais recentemente treinou a selecção estónia de futebol de praia.

Cinco factos essenciais sobre o EURO 2000

Veja o golo acrobático de Conte frente à Turquia no EURO 2000
Veja o golo acrobático de Conte frente à Turquia no EURO 2000

• O Grupo D na fase final de 2000 foi composto por antigos campeões (Países Baixos, França, República Checa – como parte da Checoslováquia – e Dinamarca).

• Em 2000 a França tornou-se na única equipa detentora do título de campeão mundial e europeu, com sete jogadores a serem titulares nas duas finais.

• A Jugoslávia empatou a três golos com a Eslovénia na primeira jornada do Grupo C apesar de ter ficado sem Siniša Mihajlović, expulso à passagem dos 60 minutos. Os jugoslavos chegaram ao intervalo a perder por 3-0.

• Francesco Toldo defendeu três penalties no triunfo da Itália sobre os Países Baixos nas meias-finais: um no tempo regulamentar e dois no desempate, ganho por 3-1 pelos transalpinos.

• A competição contou com quatro duplas de irmãos: Patrick e Daniel Andersson (Suécia); Gary e Phil Neville (Inglaterra); Frank e Ronald de Boer (Países Baixos) e por fim Emile e Mbo Mpenza (Bélgica).

Conteúdos relacionados

Topo