Grupo A do UEFA EURO 2020: Turquia, Itália, País de Gales, Suíça

Tudo o que precisa de saber sobre as equipas do Grupo A da UEFA EURO 2020.

Turquia

Confronto directo
- Itália V0 E3 D7 GM5 GS18
- País de Gales V2 E1 D3 GM7 GS10
- Suíça V8 E3 D4 GM21 GS20

Registo na qualificação: J10 V7 E2 D1 GM18 GS3
Melhor marcador da fase de apuramento: Cenk Tosun (5)
Melhor desempenho no UEFA EURO: meias-finais (2008)
UEFA EURO 2016: fase de grupos

Resumo: Turquia 2-0 França
Resumo: Turquia 2-0 França

Seleccionador: Şenol Güneş
Antigo guarda-redes da Turquia, Güneş conquistou seis títulos pelo Trabzonspor e orientou a selecção do seu país até ao terceiro lugar na sua mais recente presença no Campeonato do Mundo, em 2002. Ganhou dois campeonatos pelo Beşiktaş antes de regressar ao cargo na Turquia, em 2019.

Jogador-chave: Cenk Tosun
Güneş sabe como tirar o melhor proveito da principal referência ofensiva da Turquia, uma vez que trabalhou com o atacante do Everton durante uma passagem bem-sucedida pelo Beşiktaş. Não é muito rápido ou de elevada estatura, mas é um trabalhador esforçado e um finalizador nato.

Jogador a seguir: Merih Demiral
Merih deixou o Alanyaspor para rumar ao Sassuolo em 2019, com o técnico Sergen Yalçin a referir: "A Turquia tem defesa-central para a próxima década." Mudou-se de pronto para a Juventus, clube no qual se espera um futuro promissor para o jovem que completa 22 anos antes do UEFA EURO 2020.

Sabia que?
A Turquia apurou-se para cinco das últimas sete edições do EURO e disputou a fase final pela primeira vez em 1996.

Sabia que?
A Turquia apurou-se para cinco das últimas sete edições do EURO e disputou a fase final pela primeira vez em 1996.

Itália

Confronto directo
- Turquia V7 E3 D0 GM18 GS5
- País de Gales V7 E0 D2 GM23 GS5
- Suíça V28 E22 D8 GM107 GS67

Registo na qualificação: J10 V10 D0 L0 GM37 GS4
Melhor marcador no apuramento: Andrea Belotti (5)
Melhor desempenho no UEFA EURO: vencedora (1968)
UEFA EURO 2016: quartos-de-final, perdeu frente à Alemanha no desempate por penalties

Resumo: Itália 9-1 Arménia
Resumo: Itália 9-1 Arménia

Seleccionador: Roberto Mancini
Mancini foi um dos melhores jogadores da sua geração, embora nunca tenha tido muita sorte com a camisola “azzurri” e está desejoso de deixar a sua marca como seleccionador, isto depois de já ter conquistado troféus ao nível de clubes em Itália, na Inglaterra e na Turquia.

Jogador-chave: Marco Verratti
Tal como o seu treinador, o médio ainda não conseguiu transportar para a selecção italiana tudo o que tem alcançado a nível de clubes. O futebol baseado na posse de bola apresentado por Mancini, porém, assenta que nem uma luva ao jogador do Paris Saint-Germain.

Jogador a seguir: Gianluigi Donnarumma
Aos 20 anos de idade, o guarda-redes Donnarumma é já um veterano, uma vez que já joga futebol ao mais alto nível há várias temporadas. No entanto, a responsabilidade de substituir Gianluigi Buffon não podia ser maior.

Sabia que?
O triunfo da Itália sobre o Liechtenstein, em Março, foi a primeira vez em 57 anos que a “squadra azzurra” venceu por 6-0; bateu a Turquia pela mesma margem em 1962.

País de Gales

Confronto directo
- Turquia V3 E1 D2 GM10 GS7
- Itália V2 E0 D7 GM5 GS23
- Suíça V2 E0 D5 GM6 GS16

Registo na qualificação: J8 V4 E2 D2 GM10 GS6
Melhor marcador no apuramento: Gareth Bale (2), Kieffer Moore (2), Aaron Ramsey (2)
Melhor desempenho no UEFA EURO: meias-finais (2016)
UEFA EURO 2016: meias-finais

Resumo: País de Gales 2-0 Hungria
Resumo: País de Gales 2-0 Hungria

Seleccionador: Ryan Giggs
Passou toda a carreira de jogador no Manchester United, clube no qual fez o número recorde de 963 jogos. Venceu 13 vezes a Premier League inglesa e ergueu o troféu da UEFA Champions League em 1999 e 2008. Internacional pelo País de Gales em 64 ocasiões, entre 1991 e 2007, marcou também 12 golos. Foi nomeado seleccionador em Janeiro de 2018.

Jogador-chave: Gareth Bale
Apesar de fazer 30 anos no Verão, Bale continua a ser o talismã da equipa e é o recordista de golos pelo País de Gales. Bastante influente dentro e fora do campo, a estrela do Real Madrid apontou golos importantes pelo seu país durante uma carreira internacional que começou em 2006.

Jogador a seguir: Daniel James
O jovem de 22 anos tem impressionado no Manchester United, clube para onde se mudou no Verão passado. Marcou o tento da vitória crucial sobre a Eslováquia, por 1-0, na sua estreia oficial pela selecção galesa logo no primeiro jogo da qualificação. Vai tentar aproveitar a oportunidade para mostrar toda a sua velocidade alucinante na fase final de um grande torneio.

Sabia que?
Fundada em 1876, a Federação Galesa de Futebol é a terceira federação mais antiga do futebol mundial, atrás de Inglaterra (1863) e Escócia (1873).

Suíça 

Confronto directo
- Turquia V4 E3 D8 GM20 GS21
- Itália V8 E22 D28 GM67 GS107
- País de Gales V5 E0 D2 GM16 GS6

Registo na qualificação: J8 V5 E2 D1 GM19 GS6
Melhor marcador no apuramento: Cédric Itten (3)
Melhor desempenho no UEFA EURO: oitavos-de-final (2016)
UEFA EURO 2016: oitavos-de-final, perdeu por 5-4 nos penalties contra a Polónia após um empate 1-1

Resumo: Suíça 2-0 Irlanda
Resumo: Suíça 2-0 Irlanda

Seleccionador: Vladimir Petković
Nascido em Sarajevo, Petković está na Suíça desde 1997 e assumiu o comando da selecção em 2014. Os helvéticos não falharam a presença num grande torneio desde então.

Jogador-chave: Granit Xhaka
Bom nas recuperações de bola e com excelente visão de jogo, Xhaka é o jogador que mantém unida a equipa da Suíça. Os suíços estavam a vencer a Dinamarca por 3-0 quando foi substituído e a partida acabou por terminar com um empate 3-3.

Jogador a seguir: Breel Embolo
Procura um novo desafio na sua carreira ao serviço do Mönchengladbach, isto após ter recuperado de uma série de lesões. Poderoso fisicamente, versátil e veloz, o jovem avançado de 22 anos é um verdadeiro talento.

Sabia que?
A Suíça conseguiu ultrapassar sempre a fase de grupos sob o comando técnico de Petković, mas nunca venceu qualquer jogo numa fase a eliminar: nos Mundiais de 2014 e de 2018, no EURO 2016 e na UEFA Nations League.

Topo