O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Final do EURO 2020: conheça o vencedor

Saiba tudo sobre a Itália, vencedora do UEFA EURO 2020.

A Itália celebra a sua vitória
A Itália celebra a sua vitória POOL/AFP via Getty Images

Como chegou à final, melhores marcadores, jogador-chave, seleccionador: saiba tudo sobre a Itália, vencedora do UEFA EURO 2020.

Final do EURO 2020

Itália 1-1 Inglaterra (ap, 3-2 pen)

ITÁLIA

Resultados no Grupo A
11/06: Turquia 0-3 Itália (Roma)
16/06: Itália 3-0 Suíça (Roma)
20/06: Itália 1-0 País de Gales (Roma)

Oitavos-de-final
26/06: Itália 2-1 Áustria (ap) (Londres)

Quartos-de-final
02/07: Bélgica 1-2 Itália (Munique)

Estrela do Jogo: os melhores momentos de Chiesa
Estrela do Jogo: os melhores momentos de Chiesa

Meias-finais
06/07: Itália 1-1 Espanha (ap, Itália vence por 4-2 nos penalties) (Londres)

Melhores marcadores
Federico Chiesa, Ciro Immobile, Lorenzo Insigne, Manuel Locatelli, Matteo Pessina (2 golos)

Qualificação
Registo no Grupo J: J10 V10 D0 L0 GM37 GS4
Melhor marcador no apuramento: Andrea Belotti (5)

Histórico
Melhor no UEFA EURO: vencedor (1968, 2020)
Meias-finais do UEFA EURO: V4 D1 (1968, 2000, 2012, 2020; 1988)
Final do UEFA EURO: V2 D2 (1968, 2020; 2000, 2012)
UEFA EURO 2016: quartos-de-final, perdeu 6-5 frente à Alemanha no desempate por penáltis após empate 1-1

Seleccionador: Roberto Mancini
Mancini foi um dos melhores avançados da sua geração, embora nunca tenha tido muita sorte com a camisola “azzurri”, mas agora deixou a sua marca como seleccionador, isto depois de já ter conquistado troféus ao nível de clubes em Itália, Inglaterra e Turquia.

Jogador-chave: Jorginho
Na concentração da Itália chamam-lhe "Rádio Jorginho" porque está sempre a falar durante os jogos, a dar indicações aos seus colegas de equipa. Se procura jogadas ou golos espectaculares, é melhor procurar outro jogador porque Jorginho é o verdadeiro cérebro por detrás desta selecção "azzurri", um maestro de orquestra indispensável. Como mostrou com o remate decisivo no desempate das meias-finais, frente à Espanha, também não é mau a cobrar penáltis, ainda que tenha falhado a sua tentativa na final.

Jovem talento: Nicolò Barella
O médio "box-to-box" teve a chave para o sucesso da formação de Mancini na fase final. Nascido na Sardenha e elemento fundamental do Inter que conquistou a Serie A, o jogador de 24 anos acrescenta capacidade de desarme, técnica, muita energia e perigosas incursões na área adversária.

Sabia que?
No decorrer deste torneio, a Itália quebrou os seus recordes de sequência de vitórias mais longa (actualmente 13) e invencibilidade (actualmente 34).

Eliminados na fase de grupos

Finlândia
Hungria
Macedónia do Norte
Polónia
Rússia
Escócia
Eslováquia
Turquia

Eliminados nos oitavos-de-final

Áustria
Croácia
França
Alemanha
Países Baixos
Portugal
Suécia
País de Gales

Eliminados nos quartos-de-final

Bélgica
República Checa
Suíça

Ucrânia

Eliminados nas meias-finais

Dinamarca
Espanha

Derrotada na final

Inglaterra

Descarregue a app do EURO