Recordes de golos e jogos no EURO

Quem são os jogadores e as selecções com melhor registo na história dos Campeonatos da Europa?

Os quatro jogadores com mais golos marcados em fases finais
©Getty Images

Cristiano Ronaldo lidera no que aos jogos e golos em fases finais do EURO diz respeito, embora o avançado português ainda não se tenha conseguido sagrar o melhor marcador de uma fase final do torneio.

O UEFA.com confere os números mais importantes:

Cristiano Ronaldo com o troféu do UEFA EURO 2016
Cristiano Ronaldo com o troféu do UEFA EURO 2016©AFP/Getty Images

Golos em fases finais
9: Michel Platini (França)
9: Cristiano Ronaldo (Portugal)
7: Alan Shearer (Inglaterra)
6: Zlatan Ibrahimović (Suécia)
6: Thierry Henry (França)
6: Patrick Kluivert (Holanda)
6: Nuno Gomes (Portugal)
6: Antoine Griezmann (França)
6: Wayne Rooney (Inglaterra)
6: Ruud van Nistelrooy (Holanda)

Bastian Schweinsteiger disputou 18 jogos em fases finais
Bastian Schweinsteiger disputou 18 jogos em fases finais©Getty Images

Jogos em fases finais
21: Cristiano Ronaldo (Portugal)
18: Bastian Schweinsteiger (Alemanha)
17: Gianluigi Buffon (Itália)
16: Cesc Fàbregas (Espanha)
16: Andrés Iniesta (Espanha)
16: Lilian Thuram (França)
16: Edwin van der Sar (Holanda)
15: João Moutinho (Portugal)
15: Nani (Portugal)
15: Pepe (Portugal)
15: Sergio Ramos (Espanha)
15: David Silva (Espanha)

• Cristiano Ronaldo conseguiu os seus nove golos e o recorde de presenças em quatro diferentes edições do EURO, embora nunca tenha logrado marcar mais de três golos (o seu registo em 2012 e em 2016) numa única fase final. Acabou como um dos melhores marcadores do UEFA EURO 2012, mas nunca conseguiu vencer o prémio.

• Os golos de Ronaldo no UEFA EURO 2016 tornaram-no no primeiro jogador a marcar em quatro edições do EURO. Até à data, nenhum jogador disputou cinco edições da prova; Iker Casillas fez parte da selecção da Espanha nos últimos cinco Europeus, mas não foi utilizado nas edições de 2000 e 2016.

• O número máximo de jogos que um jogador pode disputar no UEFA EURO 2020 é sete. Logo, Ronaldo apenas pode ser ultrapassado por atletas que já constem da lista de jogadores com mais partidas realizadas. Tendo em conta que muitos deles já terminaram a carreira, a sua posição parece segura até, pelo menos, ao UEFA EURO 2024.

Melhores marcadores por torneio

Viktor Ponedelnik - um dos melhores marcadores em 1960
Viktor Ponedelnik - um dos melhores marcadores em 1960©AFP

1960: 2 François Heutte (França), Viktor Ponedelnik (URSS), Valentin Ivanov (URSS), Dražan Jerković (Jugoslávia), Milan Galić (Jugoslávia)
1964: 2 Jesús Pereda (Espanha), Ferenc Bene (Hungria), Dezső Novák (Hungria)
1968: 2 Dragan Džajić (Jugoslávia)
1972: 4 Gerd Müller (República Federal da Alemanha)
1976: 4 Dieter Müller (República Federal da Alemanha)
1980: 3 Klaus Allofs (República Federal da Alemanha)
1984: 9 Michel Platini (França)
1988: 5 Marco van Basten (Holanda)
1992: 3 Henrik Larsen (Dinamarca), Karl-Heinz Riedle (Alemanha), Dennis Bergkamp (Holanda), Tomas Brolin (Suécia)
1996: 5 Alan Shearer (Inglaterra)
2000: 5 Patrick Kluivert (Holanda), Savo Milošević (Jugoslávia)
2004: 5 Milan Baroš (República Checa)
2008: 4 David Villa (Espanha)
2012: 3 Fernando Torres (Espanha), Alan Dzagoev (Rússia), Mario Mandžukić (Croácia), Mario Gomez (Alemanha), Mario Balotelli (Itália), Cristiano Ronaldo (Portugal)
2016: 6 Antoine Griezmann (França)

• No seu único EURO como jogador, Michel Platini marcou nove golos na fase final de 1984, incluindo dois "hat-tricks" consecutivos na fase de grupos. O mais perto que alguém ficou de igualar esse feito num único torneio foi quando Antoine Griezmann apontou seis tentos no UEFA EURO 2016.

• Ser o melhor marcador não significa vencer o torneio. Nove das 15 selecções campeãs da Europa tiveram jogadores que foram os melhores marcadores. Os melhores marcadores em 1968, 1976 e 2016 faziam todos parte das equipas derrotadas na final, ao passo que os melhores marcadores de 1996, 2000 e 2004 não chegaram sequer à final.

Selecções com mais golos marcados por torneio

1960: Jugoslávia 6
1964: Espanha, Rússia, Hungria 4
1968: Itália 3
1972: República Federal da Alemanha 5
1976: República Federal da Alemanha 6
1980: República Federal da Alemanha 6
1984: França 14
1988: Holanda 8
1992: Alemanha 7
1996: Alemanha 10
2000: França, Holanda 13
2004: Inglaterra, República Checa 10
2008: Espanha 12
2012: Espanha 12
2016: França 13

• Apenas por uma vez na história da competição é que a equipa com mais golos marcados não conseguiu atingir a final: em 2004, quando a Inglaterra (quartos-de-final) e a República Checa (meias-finais) apontaram dez golos, mais do que os sete conseguidos pela campeã Grécia.

Topo