O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Checos em frente e Polónia pelo caminho

República Checa 1-0 Polónia
Petr Jiráček apontou o único golo do encontro de Wroclaw, apurando os checos para os quartos-de-final como vencedora do Grupo A.

Petr Jiráček comemora o seu golo com Milan Baroš
Petr Jiráček comemora o seu golo com Milan Baroš ©AFP/Getty Images

A República Checa apurou-se para os quartos-de-final do UEFA EURO 2012, conquistando, também, o Grupo A, ao derrotar, em Wroclaw, a selecção co-anfitriã, Polónia, por 1-0 - equipa que assim não conseguiu evitar a despedida da prova, onde não conseguiu ganhar qualquer encontro.

A Polónia, apresentando-se perante o seu público, em Wroclaw, apenas podia ganhar para se apurar para os quartos-de-final, ao passo que os checos ainda podiam contar, até, com o empate, para além da vitória.
Os polacos tiveram uma entrada muito forte no encontro e, nos primeiros dez minutos, já haviam rematado três vezes à baliza de Petr Čech. Logo aos dois, Dudka falhou um pontapé de bicicleta, que saiu às malhas laterais, após vários ressaltos. Quatro minutos volvidos, Ludovic Obraniak rematou de livre directo igualmente às malhas laterais e, aos dez, após excelente jogada individual, Robert Lewandowski rematou, já em desequilíbrio, ao lado.

Entretanto, a chuva que caía incessantemente parecia conferir ainda mais energia aos polacos, que, aos 14 minutos, tiveram mais um forte remate, da autoria de Eugen Polanski, mas por cima da trave. E, aos 22 minutos, aconteceu o lance em que mais perto estiveram de marcar no primeiro tempo. O defesa Sebastian Boenisch rematou fortíssimo de longa distância e proporcionou a Petr Čech uma fantástica defesa junto ao poste.

Só a partir daí os checos conseguiram entrar no jogo e deram o aviso aos 37 minutos, através de um passe longo de Jaroslav Plašil para Milan Baroš, que não conseguiu captar, passando o perigo. Os checos foram ganhando confiança e, aos 41 minutos, Przemysław Tytoń fez uma defesa segura a um remate frontal de Václav Pilař, cujo primeiro disparo encontrara Petr Jiráček no caminho.

Todavia, ao intervalo, persistia o nulo, enquanto, em Varsóvia, a Grécia vencia a Rússia, resultado que apuraria as duas equipas e deixava checos e os co-anfitriões polacos pelo caminho.

Comparativamente, a segunda parte teve muito menos ocasiões de perigo, sendo que as principais acabaram por pertencer à República Checa. Aos 67 minutos, Przemysław Tytoń fez uma defesa por instinto a um cabeceamento quase à queima-roupa de Tomáš Sivok.

E, aos 72 minutos, acabou por acontecer o que se antevia, dada a melhor entrada dos checos no segundo tempo. Após uma perda de bola polaca a meio-campo, os checos iniciaram um rápido contra-ataque, com Baroš na condução do lance, congelando a posse da bola até surgir o acompanhamento de Jiráček. Já na área, este tirou Marcin Wasilewski do caminho e rematou ao canto oposto, sem hipótese de defesa.

Só então a Polónia voltou a acercar-se com perigo da baliza checa e, após um cabeceamento de Wasilewski ligeiramente por cima da trave e já no período de descontos, Jakub Błaszczykowski teve o empate nos pés, rematando fora do alcance de Čech. Só que, quando a bola ia a entrar, surgiu Miroslav Kadlec sobre o risco a tirar o golo com a nuca, assim garantindo a passagem dos checos aos quartos-de-final e terminando com a campanha da co-anfitriã Polónia no seu UEFA EURO 2012.

Conteúdos relacionados