O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Croácia consciente de que esteve perto

Ivan Rakitić vai deverá passar “algumas noites sem dormir” pelas oportunidades falhadas na derrota da Croácia ante a Espanha, por 1-0, e do correspondente afastamento do UEFA EURO 2012.

Eduardo mostra o desalento da Croácia após a derrota de 1-0 com a Espanha
Eduardo mostra o desalento da Croácia após a derrota de 1-0 com a Espanha ©Getty Images

É doloroso, para Ivan Rakitić e Ognjen Vukojević, perceber como estiveram quase a provocar um terramoto no UEFA EURO 2012, no jogo com a Espanha campeã europeia e mundial. Mas, apesar da eliminação, no Grupo C, a Croácia tem motivos para se orgulhar do trabalho que fez na Polónia e na Ucrânia.

Ivan Rakitić, médio croata 
Não consegui aproveitar a oportunidade que tive. Acho que vou ficar algumas noites sem dormir, a pensar nisso. Todos viram que demos tudo em campo, fizemos o nosso melhor. Posso dizer, honestamente, que deixei a pele em campo, e que acho que preciso de ajuda para chegar ao balneário, porque estou morto.

Só quero dar um grande, grande agradecimento aos nossos adeptos. Apoiaram-nos, estiveram do nosso lado todo este tempo – estamos mesmo muito orgulhosos por ter pessoas assim do nosso lado.

Ognjen Vukojević, médio croata 
Infelizmente, não ganhámos, mas acho que jogámos muito bem. Creio que lhes demos luta. Infelizmente, para ganhar à Espanha é preciso ter um pouco de sorte. Vamos lamentar a oportunidade do Rakitić – se a tivéssemos concretizado, creio que isso mudaria o rumo do jogo. Todos os jogos podem ter orgulho em tudo o que fizeram, tivemos três grandes jogos. Infelizmente, não passámos, mas acho que a Croácia tem grandes perspectivas para o futuro.

Os adeptos devem estar satisfeitos. Demos tudo, lutámos do primeiro ao último jogo, do primeiro ao último minuto. Voltamos para casa de cabeça erguida. Não conseguimos passar à fase seguinte, mas acho que a Croácia sai deste EURO com orgulho.

Danijel Pranjić, Croatia midfielder
Jogámos da forma que discutimos com o treinador. Defendemos de forma brilhante - não permitimos grandes oportunidades à Espanha. É difícil ter a pose de bola, eles são mestres nisso. Puseram-nos sob pressão e anteciparam as nossas contas. Enquanto o jogo esteve empatado sem golos tínhamos hipóteses. Se o Rakitić tivesse marcado, quem sabe como este jogo poderia ter terminado. Mas, infelizmente, não podemos mudar isso.

Se se consegue deixar a Espanha nervosa até ao último minuto sobre quem iria ser apurado, penso tratar-se de uma excelente exibição. Penso que jogámos com o coração, mas infelizmente não conseguimos qualificarmo-nos para os quartos-de-final.